Fórmula Truck -
 

Diogo Pachenki ganha a
primeira na Fórmula Truck


Reportagem: Milton Alves
Fotos: Luciana Flores

Na pista molhada ele subiu no lugar mais alto do pódio. Na segunda fase Diogo não só manteve a ponta como também passou a abrir volta a volta.

Demorou, mas Diogo Pachenki conquistou sua primeira vitória na Fórmula Truck. Na chuvosa e fria tarde deste domingo ele ganhou a 7ª e mais empolgante etapa da temporada, disputada no Autódromo de Tarumã, Rio Grande do Sul, e volta empolgado para Cascavel, sua cidade, onde no dia 9 de outubro acontece a oitava e antepenúltima prova de 2016. Antes de chegar à sonhada vitória, Pachenki fez 37 corridas, subiu 14 vezes no pódio e terminou 22 vezes entre os dez primeiros. Esta também foi a primeira vez dos pneus Pirelli na chuva, um tipo de pista que a categoria não enfrentava há mais de duas temporadas.

Para evitar acidentes durante a prova, pois apesar de a organização ter utilizado um desengraxante para retirar parte do produto utilizado em provas de arrancada e que prejudica a aderência dos caminhões, a direção de prova proibiu ultrapassagens em um ponto na reta dos boxes delimitado por cones, justamente o mais perigoso onde, no final de semana, quatro caminhões bateram e sequer tiveram condições de largar.

Na largada da primeira fase, Felipe Giaffone se manteve à frente de Pachenki e a primeira bandeira amarela aconteceu justamente na 2ª volta, quando Pedro Muffato rodou e foi atingido por Luiz Lopes. A última corrida de Pedro em Tarumã durou pouco, pois ele não conseguiu retornar à prova, enquanto que Luiz passou pelos boxes e voltou à pista. Apesar dos ataques de Pachenki, Giaffone manteve a ponta até poucos centímetros antes da chegada, quando foi ultrapassado e chegou 0s010 atrás.

Na segunda fase Diogo não só manteve a ponta como também passou a abrir volta a volta. Na 8ª tinha 6s6 e vantagem, que cresceu para 9s6 na 13ª e finalizou com 13s197 na 18ª e última. Enquanto Pachenki liderava com folga, as disputas no pelotão intermediário se apresentavam intensas. Do 3º lugar para trás aconteceram inúmeras trocas de posições entre Paulo Salustiano, Wellington Cirino, Djalma Fogaça, Roberval Andrade, Adalberto Jardim e o gaúcho Régis Boessio, que colocou em prática todo o grande conhecimento de Tarumã para conquistar um excelente 5º lugar, principalmente para quem tinha largado em 11º. Sobrou emoção numa corrida que levantou o público das arquibancadas em todas as voltas devido às constantes brigas por posições. Uma merecida festa aos fanáticos torcedores gaúchos.

Resultado da primeira fase da corrida (dez primeiros)
P Piloto Caminhão
Diogo Pachenki (PR) Mercedes-Benz
Felipe Giaffone (SP) MAN
Adalberto Jardim (SP) MAN
Beto Monteiro (PE) Iveco
David Muffato (PR) MAN
Paulo Salustiano (SP) Mercedes-Benz
Wellington Cirino (PR) Mercedes-Benz
Djalma Fogaça (SP) Ford
Roberval Andrade (SP) Iveco
10º Débora Rodrigues (SP) MAN
 
Resultado da segunda fase da corrida (dez primeiros)
P Piloto Caminhão
Diogo Pachenki (PR) Mercedes-Benz
Felipe Giaffone (SP) MAN
Paulo Salustiano (SP) Mercedes-Benz
Wellington Cirino (PR) Mercedes-Benz
Régis Boessio (RS) Volvo
Beto Monteiro (PE) Iveco
Roberval Andrade (SP) Iveco
David Muffato (PR) MAN
Adalberto Jardim (SP) MAN
10º Débora Rodrigues (SP) MAN

Grid de largada

Menu F-Truck

Página inicial