Motor On Line
Notícias-

F-3 Européia: trinca no airbox trouxe resultados ruins para Sette Câmara
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Divulgação
Quick Comunicação
Sexta etapa do Europeu de F3 foi disputada no último fim de semana, em Zandvoort - Holanda.

Passada a inédita experiência de fazer testar o carro da atual temporada de F1 o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara (Red Bull | Petrobras | Cemig | Mercantil do Brasil), de Belo Horizonte, embarcou rumo à Zandvoort, na Holanda, onde participou da sexta rodada do Campeonato Europeu de F3.

Animado pela experiência do meio da semana o piloto desembarcou no litoral holandês com o objetivo principal de somar o maior número de pontos possíveis nas três etapas do Campeonato que ali seriam disputadas.

Com o sempre competente suporte da equipe técnica da Motopark Academy o piloto entrou na pista na manhã de sexta-feira feliz por estar em uma de suas principais pistas do mundo. "Tirando Macau, que é um circuito de rua, Zandvoort sem dúvidas é a minha pista predileta. O traçado é muito rápido, andamos com o nível máximo de pressão aerodinâmica e estou certo que temos um conjunto para conseguir expressivos resultados na rodada", comentou o piloto poucos minutos antes dos treinos livres.

Realmente Sérgio estava certo e, nas duas sessões livres, conseguiu um desempenho sensacional. Em ambas ele liderou a maior parte do tempo sendo que, na segunda delas, conseguiu finalizar na segunda posição, atrás apenas do atual líder do Campeonato.

Animado o mineiro partiu para as tomadas de tempos. Na primeira delas a equipe Motopark apostou em um acerto arrojado, mas, que se mostrou ineficiente e, com isso, os quatro carros do time tiveram desempenhos ruins. Porém, o pior ainda estava por vir. Na segunda sessão, aí com o acerto que estava muito bom nos treinos, Sette Câmara garantiu a segunda e a quarta posições paras as corridas dois e três. Acontece, porém, que um pedaço de asfalto voou do carro de outro concorrente e trincou a entrada de ar do carro #9. Assim, após a verificação técnica, os comissários desclassificaram o piloto brasileiro obrigando-o assim a largar da última posição em ambas as corridas.

Resignado o piloto partiu para as provas. Na primeira delas, após boa largada, ele conseguiu se manter na 11ª posição. Durante a prova, porém, mesmo com um carro mais rápido que o de seus concorrentes, ele não conseguiu superar os adversários. Pelas características da pista o nível máximo de downforce faz com que os pilotos carros percam pressão aerodinâmica quando estão no vácuo tornando, assim, as ultrapassagens quase impossíveis. Deste modo, na primeira prova Sette Câmara finalizou em 11º, na segunda em 17º e, na terceira, no 15º lugar.

"Foi um resultado horrível, principalmente depois de ter ido tão bem nos treinos. Nosso carro estava excelente e, com a trinca que apareceu na entrada de ar, eu não teria tido ganho nenhum. Mas, regras são regras. Foi o primeiro fim de semana do ano em que não marquei nenhum ponto. Vamos continuar trabalhando em busca das vitórias", comentou o piloto de 18 anos.

A temporada do Europeu de F3 segue daqui duas semana, no tradicional autódromo de Spa-Francorchamps, na Bélgica, para as corridas 19, 20 e 21.

Notícias

Página inicial