Motor On Line
Notícias-

Fogaça e Weigert reforçam equipe Speed Car no Cascavel de Ouro
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: Cleocinei Zonta
Equipe chefiada por Cláudio Deitos é a primeira a anunciar os pilotos de todos os seus carros para as quatro horas da corrida de 23 de outubro.

A Speed Car, chefiada pelo ex-piloto Cláudio Deitos, é a primeira equipe a definir todos os pilotos com que vai participar da 30ª edição da Cascavel de Ouro, corrida de longa duração mais tradicional do automobilismo paranaense e que vai confrontar duplas e trios de pilotos de vários estados brasileiros no dia 23 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel (PR). O time terá quatro carros na pista, todos do modelo VW Gol.

A lista de oito inscritos pela Speed Car na prova contempla os cinco que a representam no Campeonato Metropolitano de Marcas & Pilotos de Cascavel: Edson Massaro, seu filho Lorenzo Massaro, Cleves Formentão, Marcelo Beux e João Paulo Gelain. Os convidados que complementam as quatro duplas são os pilotos Djalma Fogaça e Gastão Weigert e o locutor de automobilismo Luc Monteiro, que neste ano tem feito participações esporádicas como piloto.

A maior novidade na equipe é a chegada de Fogaça, colecionador de vitórias e títulos no automobilismo brasileiro. Paulista de Sorocaba, o piloto de 53 anos cumpriu na Fórmula Truck a maior parte de sua carreira – é piloto e chefe de equipe desde 1997. “Queríamos um piloto de uma categoria nacional na equipe para esta prova, que também é festiva, o Luc nos apresentou a possibilidade de correr com o Djalma e concordamos”, disse Massaro.

Apesar da carreira bastante eclética, Fogaça frisa a nova experiência. “De tantas corridas que fiz na vida, é a primeira vez que vou correr a Cascavel de Ouro, que é tão tradicional. Ando em uma fase da minha vida e da carreira que o resultado final pouco me importa. O que vale de fato é chegar lá e fazer o trabalho me doando 100% ao que sei fazer, que é guiar um carro de corrida. Para mim, o convite do Luc para disputar a corrida foi uma honra”, atribuiu.

Com mais de 30 anos de experiência no automobilismo, Djalma Fogaça minimiza a inexperiência de seu companheiro de equipe, que assumiu contato com as corridas no trabalho de narração. “O Luc tem desejo de evoluir nessa nova empreitada de ser piloto. Ele pode até falar que não, que está nisso por brincadeira, mas é legal trabalhar e ensinar alguém a evoluir. Isso me satisfaz. E corrida é corrida. Numa dessa a gente possa beliscar um pódio”, supôs.

Edson Massaro, que lidera em dupla com Cleves Formentão a tabela de classificação da classe B no Metropolitano, decidiu pela formação das duplas da equipe com antecedência. “Temos carros à altura de vencer a Cascavel de Ouro, todos com construção e condição idênticas. Fechamos nosso time antes visando agendar treinos preparatórios específicos para esta corrida. A ideia é minimizarmos ao máximo o risco de erro em todos”, explicou Massaro.

A dupla do Metropolitano de Marcas será desfeita para a Cascavel de Ouro. Edson Massaro vai formar dupla com Gastão Weigert, que já contabiliza várias participações na Cascavel de Ouro. “Já obtive vários segundos lugares, na época em que corriam carros de várias categorias juntos, e nunca consegui a vitória. O objetivo, como de todos os demais, é ganhar”, expôs o veterano, piloto desde 1969. “A corrida vai ter quatro horas, todos temos chances”.

Cleves Formentão, também líder do campeonato, reeditará na Cascavel de Ouro a dupla com Lorenzo Massaro. “No ano passado estávamos em quinto e havia uma chance real de terminarmos a corrida em terceiro, quando tivemos de abandonar depois de um incêndio no carro”, lembrou Formentão. Marcelo Beux e João Gelain mantêm a dupla das duas últimas edições, em que ficaram em 13º e em 12º lugar. “Agora estamos prontos para o pódio”, avisou Beux.

Notícias

Página inicial