Motor On Line
Notícias-

Honda apresenta Novo Civic Geração 10 no Brasil
Reportagem: R. Leite / V. Costa / M. Dellabarba
Foto: Divulgação
Honda Brasil
Produzido no país, o sedã com design revolucionário chegará ao mercado completamente renovado e com atributos que destacam seu apelo premium.

A Honda apresenta no Brasil o Novo Civic Geração 10. Trata-se da maior e mais extensa renovação do modelo em toda sua história, que resultou na criação de um automóvel mais sofisticado, espaçoso, seguro e tecnológico, com eficiência e desempenho. Completo de série, o modelo inova na estrutura de versões, adotando características e equipamentos distintos, que foram pensados de acordo com os diferentes perfis de clientes.

O Novo Civic Geração 10 representa um dos mais complexos e ambiciosos projetos da Honda, exigindo um comprometimento sem precedentes dos recursos de pesquisa e desenvolvimento e da engenharia da marca.

Com o objetivo de realizar um “rejuvenescimento dinâmico” do modelo e criar uma nova interpretação de um carro que redefine o segmento a cada geração, o time teve como missão, desde o esboço da plataforma, criar o melhor automóvel não só entre seus competidores tradicionais, como também em relação aos sedãs sofisticados.

Inclusive, seu desenvolvimento mirou nos automóveis premium europeus para definir o modo de rodar, sua dirigibilidade e nível de ruídos e vibrações, bem como a qualidade e o acabamento do interior.

O resultado destes esforços é um novo Civic completamente reinventado, com o design mais esportivo já concebido, e que ao mesmo tempo acomoda passageiros e bagagens com muito mais espaço. Nele, eficiência e performance caminham juntas, numa combinação imbatível, assim como o prazer ao dirigir e a segurança. Um carro tecnológico que consegue ser operado de maneira simples e intuitiva. Combinar características, a princípio antagônicas, é a marca dessa nova geração, fruto do espírito de desafio que sempre acompanha a Honda.

Renovação completa

O Novo Civic geração 10 renova em praticamente todos os aspectos: plataforma, interior esportivo e sofisticado, com mais espaço e materiais de alta qualidade, dois novos conjuntos motrizes e uma gama de equipamentos inéditos.

Ao desenvolver o novo Civic, os designers e engenheiros da Honda tinham como objetivo entregar um sedã mais esportivo e premium, que resgatasse as proporções mais agressivas e o porte mais atlético das gerações anteriores, com um claro avanço do design para o futuro. O novo Civic é mais baixo e largo, com um pequeno balanço frontal e um conjunto de rodas e pneus mais largos que criam uma combinação mais esportiva das rodas com a carroceria.

Seus traços marcantes são complementados e acentuados por detalhes de design como os vincos elegantes que percorrem a carroceria, a dianteira angulosa e agressiva e os arcos de rodas destacados. O desenho de capô elevado define as linhas de caráter da nova dianteira que segue a identidade visual Solid Wing Face, destacando o emblema Honda no centro da moldura cromada (black piano na versão Sport) em forma de asa e margeado pelos novos faróis com iluminação totalmente em LED na versão Touring.

As colunas de para-brisa ultrafinas dão ao interior um ar arejado e excelente visibilidade, unindo-se à linha do teto e formando um arco suave que segue pela coluna C e termina nas lanternas traseiras em formato de bumerangue, iluminadas por LED. O efeito geral é de dinamismo e sofisticação, que dá ao novo Civic uma estética inconfundível.

Conforto e espaço

O interior completamente novo do modelo foi desenhado para combinar com a modernidade e a sofisticação do exterior e proporcionar conforto ampliado, aliado ao uso de tecnologias e materiais de alto padrão. O Civic eleva o nível interno a um novo patamar. Compostos de alta qualidade, macios ao toque, são usados com abundância – no painel de instrumentos, laterais de porta, forro de teto e no largo console central. Além disso, o acabamento e encaixe das peças recebeu atenção especial para reforçar o aspecto superior desta nova geração.

A expertise da Honda no desenvolvimento de interiores fica evidente no emprego da filosofia Máximo para o Homem, Mínimo para a Máquina, que aliada ao entre-eixos alongado e a carroceria larga do modelo resultam em um dos automóveis com maior espaço para os ocupantes do segmento. Com o aumento das medidas para ombros, quadris, pernas e joelhos, o Civic entrega conforto imbatível na categoria, trazendo uma percepção de amplitude e ambiente refinado.

O modelo oferece um ângulo de visão frontal de 84,3º, líder em sua categoria, graças às colunas A com design ultrafino, 18,2 mm mais estreitas que as colunas da geração anterior. Até a visibilidade dos passageiros dos bancos de trás para frente foi levada em conta, com um novo design dos encostos de bancos dianteiros e apoios de cabeça menores.

Os engenheiros da Honda conseguiram liberar mais espaço para as pernas do motorista reduzindo o avanço do painel de instrumentos na área dos joelhos, da mesma forma que o espaço para as pernas no banco traseiro foi ampliado em 27 mm. O porta-malas foi significativamente ampliado para até 525 litros, o maior da categoria, com posição de carregamento baixa, ampla abertura e área de carga mais larga que a do modelo anterior. O console central, completamente reconfigurado, traz 7,2 litros de capacidade, permitindo o alojamento de tablets ou de garrafas de água grandes, com a tampa fechada.

Versões para diferentes perfis

O conceito das versões do novo Civic acompanhou sua renovação completa. Em linhas gerais, sua estrutura de grades deixa de seguir simplesmente uma hierarquia vertical para se adequar aos diferentes perfis de consumidores com a adoção de personalidades e equipamentos distintos para cada versão.

Desse modo, o novo Civic chegará ao mercado em três propostas: EX e EXL, com um perfil mais elegante e focado no conforto e na tecnologia, para atrair os consumidores atuais do modelo; as inéditas Sport, com personalidade esportiva e jovial; e Touring, com apelo superior para competir com os sedãs sofisticados. Serão duas opções de transmissão, sendo uma manual de seis velocidades (Sport), e uma continuamente variável: (Sport, EX, EXL e Touring). O novo Civic também terá duas opções de motorização – 2.0 FlexOne, para as versões Sport, EX e EXL e 1.5 Turbo para a Touring.

Em todas as propostas, o Civic já oferece um pacote completo de equipamentos onde se destacam: ar-condicionado digital, freio de estacionamento eletrônico com função Brake-Hold, controle de cruzeiro, botão ECON de modo de condução econômico, vidros elétricos com função “um toque” para subida/descida em todas as posições, sistema de som com quatro alto-falantes, conexões bluetooth e USB e comandos no volante, câmera para manobras em ré, entre muitos outros. As versões com transmissão CVT trazem ainda aletas para trocas de marcha atrás do volante.

A segurança também é tratada como item de série já que o modelo tem objetivo de receber altas notas nos teste de impacto. Para isso, oferece em todas as versões airbags frontais, laterais e de cortina, controle de tração e estabilidade VSA (Vehicle Stability Assist), sistema de partida em aclive (HSA), sistema de vetorização de torque baseado em frenagem Agile Handling Assist (AHA), luz de frenagem de emergência (pisca de forma intermitente em frenagens emergenciais), além de freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), luzes de rodagem diurna (DRL) e lanternas traseiras em LED, faróis de neblina, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas e aviso de esquecimento dos cintos dianteiros.

Performance dinâmica

O Civic foi desenvolvido para estabelecer um novo padrão de performance dinâmica em seu segmento e para competir com sedãs sofisticados em aspectos-chave como sensação ao volante, precisão de direção, qualidade de rodagem e nível de ruído e vibração. Também se destacam a performance em aceleração e frenagem, a entrega de potência de forma linear e a eficiência energética.

A 10ª geração chega ao mercado com dois novos conjuntos motrizes, desenvolvidos para proporcionar um desempenho ágil, com alta eficiência energética, adequado a cada versão. A motorização 2.0 i-VTEC FlexOne, com 155 cv a 6.300 rpm e 19.5kgfm a 4.800 rpm no etanol – disponível nas versões EX, EXL e Sport – é acoplada pela primeira vez à transmissão continuamente variável (CVT), permitindo um rodar mais confortável e uma melhor eficiência energética. A transmissão traz a opção de sete marchas simuladas que podem ser trocadas por borboletas atrás do volante. A versão Sport traz também, também uma caixa manual de seis velocidades como opção.

O novo motor 1.5 de quatro cilindros, que equipa a versão Touring, traz turbo de baixa inércia, injeção direta, variação de tempo de abertura de válvulas (VTC) e válvula wastegate eletrônica, gerando 173 cv a 5.500 rpm, com o torque linear de 22.4 kgfm entre 1.700 rpm a 5.500 rpm. Este propulsor é acoplado a uma nova transmissão continuamente variável que entrega ampla potência ao longo de toda a faixa de trabalho do motor.

Estes motores trazem uma série de recursos para redução de atrito, além de aprimoramentos no desenho e engenharia para combinar potência e baixo consumo de combustível. Na classificação do CONPET, ambos receberam o selo de eficiência energética, com nota A em sua categoria. A eficiência dos conjuntos se comprova também na classificação geral do estudo com nota A para o motor 1.5 turbo e B para o 2.0.

Carroceria e aerodinâmica

As novas motorizações do Civic e o sofisticado design de suspensões são combinados a uma carroceria completamente nova, na qual os engenheiros se aprofundaram no estudo de rigidez torcional para criar uma estrutura ultrarresistente e obter ótima performance em testes de colisão.

A rigidez torcional foi ampliada em 25%, enquanto o peso da carroceria foi reduzido em 22 kg se comparado à geração anterior do modelo. A rigidez da carroceria nos pontos de montagem da suspensão e do subchassi foi consideravelmente ampliada.

O design fluido do novo Civic é combinado a componentes aerodinâmicos, como a cobertura de todo o assoalho e das caixas de roda dianteira e traseira, e abafadores de escapamento otimizados, para criar a carroceria mais eficiente de sua categoria. A combinação do coeficiente aerodinâmico (Cd) e da área frontal foi aprimorada se comparada com a geração anterior. O design aerodinâmico do Civic foi alcançado por meio de avançados recursos de simulação de dinâmica de fluídos e testes em túnel de vento.

Suspensão

Construído sob a base de uma carroceria ultrarrígida e leve, o sistema de suspensão da 10ª geração adota a configuração mais sofisticada de sua história. O conjunto totalmente independente de suspensões inclui a configuração, inédita no modelo, de multibraços montados no subchassi traseiro, para um alto nível de estabilidade lateral.

Buchas de suspensão hidráulicas, uma solução normalmente adotada em carros maiores e mais caros, foram adotadas pela primeira vez no Civic, melhorando o conforto de rodagem e reduzindo as vibrações sem comprometimento da dirigibilidade esportiva. O carro também adotou buchas conectadas nas barras estabilizadoras na dianteira e traseira para um comportamento de suspensão suave e progressivo. A nova caixa de direção elétrica com duplo pinhão e relação variável, inédita no Civic, permite maior precisão de direção e senso de controle – com apenas 2,2 voltas de batente a batente (contra 3,1 voltas do modelo anterior), que proporciona ótima condução em baixas velocidades.

O carro está 45 mm mais largo e adota pneus com diâmetro 15 mm maiores, melhorando a dirigibilidade e a aderência lateral, enquanto o entre-eixos 30 mm maior melhora a qualidade de rodagem em pistas onduladas ou esburacadas. Além disso, o Civic passa a adotar o (AHA) pela primeira vez, usando o sistema VSA para aplicar o freio na roda dianteira para entrar em uma curva, melhorando a resposta, estabilidade e precisão.

Ruído, vibração e ressonância

Materiais de isolamento acústico de alta qualidade foram adotados junto a soluções de design para alcançar um novo nível de silêncio na categoria, incluindo a adoção de novos métodos para medir e reduzir a fuga de ar do habitáculo do Civic. Com base em testes internos da Honda, houve uma redução destas fugas, se comparado com a geração anterior.

A redução de ruídos foi alcançada também por meio de: uso de selagem tripla da porta, novos isolantes no capô, defletores de calor acústicos, revestimento nas caixas de roda traseiras e carpete interno moldado com fibra. A versão Touring traz ainda para-brisa acústico e coberturas adicionais no assoalho.

Segurança

O Novo Civic Geração 10 foi desenvolvido para proporcionar alta segurança em diferentes cenários. O sedã traz visibilidade frontal ampla, direção precisa, estável e previsível, e performance de dirigibilidade e frenagem. De série, o novo Civic traz freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e sistema de estabilidade Vehicle Stability Assist (VSA) com controle de tração e o assistente Agile Handling Assist (AHA) que aprimora a estabilidade dinâmica em curvas.

O novo Civic adota uma avançada estrutura de carroceria – incluindo a nova geração da Advanced Compatibility Engineering (ACE), nova tecnologia de estrutura de impacto, piso de aço de alta resistência, e colunas B e estrutura traseira de alta resistência – para proporcionar um alto grau de proteção aos ocupantes, sem comprometer o peso e aumentando a eficiência de combustível.

Os engenheiros foram desafiados não só a criar uma carroceria que alcançasse os objetivos de desempenho dinâmico, mas que fosse muito segura durante uma colisão. A adoção de uma dianteira compacta e de um pequeno balanço frontal foi o desafio para esse objetivo, já que foi necessário, efetivamente, reduzir a estrutura frontal de impacto (a área na dianteira que absorve e redireciona a energia de uma colisão). Para superar esse desafio e manter as proporções esportivas do novo Civic, os engenheiros desenvolveram uma nova estrutura frontal de impacto. O design único desta estrutura efetivamente cria um trilho que direciona o motor para baixo em uma colisão, aumentando a área de deformação.

O Civic usa tecnologia avançada de airbags frontais, laterais e de cortina, incluindo um airbag frontal com uma costura em espiral para um melhor desempenho no momento do disparo; tecnologia Smart Vent para os airbags do passageiro e motorista e um novo airbag para passageiro que reduz o risco de ferimentos caso o ocupante esteja fora da posição. Esses sistemas trabalham em conjunto com a estrutura avançada da carroceria e com componentes internos projetados para reduzir o risco de ferimentos em uma colisão.

Produção

O Novo Civic Geração 10 é produzido na unidade de Sumaré da Honda, no interior de São Paulo, onde também são fabricados os modelos HR-V, Fit e City. Nessa planta o modelo é o primeiro a receber um processo de soldagem chamado Inner Frame Weld, que proporciona uma estrutura mais rígida, leve e de alta qualidade.

Um processo modular de montagem da dianteira melhora a ergonomia de trabalho durante a fabricação, permitindo um acesso mais fácil a pontos críticos do interior e a componentes da dianteira antes deles serem montados no carro, o que possibilita um aumento de qualidade do produto final.

Equipamentos

Cada versão do Novo Civic Geração 10 traz equipamentos condizentes com o perfil de seu consumidor, adequando o veículo à sua proposta de uso. Para os clientes que buscam conforto e tecnologia há as versões EX e EXL: a versão EX traz, como complemento aos equipamentos de série do Civic, as rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado, bem como a grade frontal cromada. O modelo também recebe retrovisores rebatíveis eletricamente com repetidores laterais integrados em LED, faróis com acendimento automático, bancos revestidos em couro com costuras, velocímetro digital e áudio com tela de 5 polegadas.

A EXL, por sua vez, acrescenta ar-condicionado automático de duas zonas, multimídia com tela de sete polegadas touchscreen com navegador e interface para smartphone, entrada HDMI, duas portas USB, dois tweeters dianteiros e dois traseiros. Além disso, agrega como destaque o painel de instrumentos com tela de TFT de alta definição, inédito na categoria.

A versão Sport, inédita, tem como complemento aos itens de série, equipamentos que acentuam o caráter esportivo do sedã com itens exclusivos. O estilo é reforçado com a grade frontal em black piano e pelas rodas escurecidas de 17” exclusivas da versão. O visual agressivo fica destacado pelos faróis com projetores e luzes de neblina dianteiras. Internamente, a forração exclusiva dos bancos em tecido premium na cor preta entrega um sensação de sofisticação e esportividade. A versão recebe ainda o velocímetro digital com conta-giros analógico e áudio com tela de 5 polegadas. Para completar, é a única que pode ser equipada com a transmissão manual de seis velocidades.

Os consumidores que buscam um produto ainda mais sofisticado contam com a opção Touring, que traz o potente motor 1.5 Turbo associado à nova transmissão CVT, e agrega equipamentos inéditos não só para o modelo, mas também para o segmento. Caso do sistema LaneWatch, que estreou no Accord e minimiza os pontos cegos por meio de uma câmera posicionada abaixo do retrovisor direito, reproduzindo as imagens na tela central e oferecendo mais segurança em mudanças de faixa; e do conjunto ótico dianteiro Full LED (totalmente em LED), inclusive os faróis de neblina.

Este modelo traz também entre seus equipamentos, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, bancos dianteiros com ajuste elétrico em oito direções, sensor de chuva, retrovisor interno fotocrômico, teto solar elétrico, e sistema de partida por botão no painel ou pelo controle remoto, que permite, também, a entrada e partida do carro sem a necessidade de acionar a chave. Outro diferencial da versão é o painel e guarnição das portas com acabamento em alumínio escovado e as maçanetas externas cromadas, reforçando a sofisticação da versão.

Conectividade com Apple CarPlay e Android Auto

Para permitir uma operação intuitiva e uma conectividade ampliada, o Civic, em suas versões EXL e Touring, adota a nova tela de sete polegadas sensível ao toque que agrega as funções multimídia, navegação e de interação do condutor com o carro. O sistema é compatível com as interfaces Apple CarPlay e Android Auto, permitindo uma integração das funções dos smartphones com o automóvel, incluindo aplicativos, reprodução de áudio via streaming, busca por meio de comandos de voz e o acesso a uma série de aplicativos para smartphones.

Comercialização

O novo Civic estará disponível em todas as concessionárias Honda do Brasil, a partir de 25/08. A pré-venda do modelo se inicia em 30/07. O sedã estará disponível em uma cor inédita: a pintura especial Branco Estelar (perolizada) que recebe uma camada adicional, acrescentando brilho diferenciado e exclusivo, além das já conhecidas Branco Tafetá (sólida), Cinza Barium (metálica), Prata Platinum (metálica) e Preto Cristal (perolizada).

Preços:

Sport Manual: R$ 87.900
Sport CVT: R$ 94.900
EX CVT: R$ 98.400
EXL CVT: R$ 105.900
Touring: R$ 124.900

Honda: há 45 anos na vida dos brasileiros

Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 21 milhões de motos, além de quadriciclos e motores estacionários. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do Brasil, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,5 milhão de veículos. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por mais de 1200 endereços. Tudo isso para oferecer aos clientes uma excelente experiência com a marca. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. E a segunda planta de automóveis da marca foi construída na cidade de Itirapina (SP), porque muito mais está por vir. A empresa reitera seu compromisso de longo prazo com o Brasil e seguirá empenhada em contribuir cada vez mais com a vida e a mobilidade dos brasileiros! Saiba mais em www.honda.com.br.

Notícias

Página inicial