Motor On Line
Notícias-

Kart: Pedro Goulart segundo título brasileiro escapou por pouco
Reportagem: Erno Drehmer
Foto: Jackson de Souza
KGCom
Piloto gaúcho ficou muito próximo de ser campeão brasileiro pela segunda vez em duas semanas.

Foi por pouco, muito pouco mesmo, que o gaúcho Pedro Goulart (ECS Racing) não repetiu o maior feito de sua carreira, conquistado há poucos dias, mais exatamente no dia 16 de julho, na Paraíba. Naquela ocasião, o jovem piloto, de apenas 16 anos, sagrou-se campeão brasileiro de kart na categoria Sudam, e ganhou como prêmio uma temporada completa na Fórmula 3 Brasil, oferecida pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), pela equipe RR Racing.

Uma semana depois, após enfrentar sérios problemas durante a maioria das provas da segunda fase do Campeonato Brasileiro, o piloto de Porto Alegre (RS) fez uma linda prova de recuperação na Final da categoria Graduados. Partindo da 15ª posição, Goulart assumiu o segundo lugar a seis voltas do fim e logo aproximou-se da disputa pela liderança - e da possibilidade de conquistar seu segundo título de campeão brasileiro.

Muito veloz, a ponto de "virar" cerca de meio segundo mais rápido que o líder, Goulart travou uma disputa feroz - e leal - com o líder Olin Galli, piloto experiente e cinco vezes campeão brasileiro até aquele momento. E por diversas vezes durante as cinco últimas voltas, Pedro Goulart atacou seu adversário em busca da primeira posição.

"Foi uma disputa linda e intensa. Tentei de várias formas superar o Olin, mas ele se defendeu muito bem", lembra Goulart. "Tive que me contentar com o vice e, em um primeiro momento, fiquei triste por não ter conquistado o título. Mas depois lembrei da ótima campanha e do título da semana anterior e também do quanto trabalhamos para superar os problemas desta semana. E o quanto este trabalho deu resultado, pois eu estava muito rápido e pude, mais uma vez lutar para ser campeão brasileiro. Foi por pouco", completa.

Ao contrário da semana anterior, quando praticamente tudo deu certo, nesta última os problemas foram imensos, a ponto de Pedro Goulart ter que abandonar duas das quatro provas - uma delas a Pré-Final, que definia o grid de largada da Final. Por isto, o gaúcho teve que partir da 15ª posição na prova decisiva.

"Os problemas foram os mais diversos possíveis, mas trabalhamos muito para resolver tudo e, quando chegamos na Final, tudo deu certo. Mais uma vez tenho que agradecer muito ao meu preparador Laco, mesmo ele não tendo ficado na segunda fase, por problemas familiares. Estamos juntos desde que comecei a correr de kart, ele me ensinou muito e é um dos grandes responsáveis pelo sucesso que tivemos nas duas fases do Brasileiro. Agradeço também ao Gê, à equipe Marquinhos, à Kart Mini, à MG Pneus e ao Dudu Dieter, que me entregou um motor fantástico", finaliza Pedro Goulart (ECS Racing).

Notícias

Página inicial