Motor On Line
Notícias-

F-3 Européia: problemas deixaram Sette Câmara longe dos pontos em Spa
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação

Terminou neste fim de semana a sétima rodada tripla do Campeonato Europeu de F3. A competição teve no tradicional autódromo de Spa-Francorchamps, na Bélgica, as corridas válidas pela 19ª, 20ª e 21ª etapas da competição continental. Diante de inúmeros problemas técnicos em seu carro o brasileiro Sérgio Sette Câmara (Red Bull | Petrobras | Cemig | Mercantil do Brasil) vivenciou o seu pior final de semana da temporada.

Como sempre acontece a rodada começou com duas sessões de treinos livres quando, pela primeira vez, a equipe Motopark Academy pôde constatar algum problema técnico no carro de Sette Câmara. Enquanto seus companheiros de equipe estabeleciam tempos entre os melhores do grid, o brasileiro estabelecia voltas quase dois segundos mais lentas que seus companheiros de equipes.

O time se empenhou na busca por melhorar as condições do carro para as duas tomadas de tempos, mas, diante de um quadro tão desfavorável os resultados foram realmente decepcionantes. Na primeira classificatória, com o tempo de 2m34s531 Sérgio anotou apenas o 17º tempo. Já na segunda classificatória, em que os tempos prevalecem para as corridas dois e três, a mesma 17ª posição foi confirmada com um tempo um segundo e meio pior que o registrado pelo pole-position.

Diante de um quadro tão desfavorável o piloto de Belo Horizonte pouco teve o que buscar nas provas. Em um circuito de altíssima velocidade, Sette Câmara fez o que pôde nas três corridas, mas, infelizmente, os resultados foram os piores possíveis concretizando-se em dois 15º lugares e um abandono, quando aconteceu a quebra de seu motor Volkswagen na segunda corrida.

"Estou muito decepcionado com o que aconteceu neste fim de semana aqui em Spa. Realmente tudo de ruim aconteceu com nosso carro aqui e, de pés e mãos amarrados, eu apenas me mantinha na pista. Nosso carro desde o primeiro treino estava com suspeita de trinca no cockpit, item que não pode ser trocado durante o fim de semana de competição e, para piorar, acumulamos ainda problemas de freios e, para completar, o motor quebrou nas últimas voltas da segunda corrida. Acredito no trabalho e dedicação do pessoal da minha equipe e espero, sinceramente, que eles consigam me entregar, novamente, um carro rápido e competitivo para o restante da temporada", desabafou o piloto do Red Bull Junior Team.

Notícias

Página inicial