Motor On Line
Notícias-

F-Truck: David Muffato critica Cirino por incidente na largada em Interlagos
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: Rodrigo Ruiz
Pole position da sexta etapa da temporada da Fórmula Truck aponta infrações do adversário no início da corrida do último domingo.

A conquista da segunda pole position no Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck trouxe a David Muffato a expectativa de comemorar, em sua 30ª participação na categoria, a primeira vitória. Contudo, um acidente na largada da corrida do último domingo (31) no autódromo de Interlagos, em São Paulo, fez ruírem as chances do paranaense da RM Competições de se tornar o 25º integrante da galeria de vencedores da competição.

Muffato teve um toque lateral ao fim da reta dos boxes com Wellington Cirino, também piloto paranaense, que ocupou a segunda posição no grid. “O Cirino queimou a largada, tanto que, pela posição do caminhão dele antes de apagarem a luz vermelha, eu achei que a largada não fosse ser dada”, falou o piloto da RM Competições, que a partir da batida lateral com o Mercedes-Benz do adversário enfrentou uma série de contratempos na corrida.

“Pior que a queima de largada foram os dois movimentos que ele fez na reta para me fechar. Um movimento desses ele poderia ter feito, mas jamais o segundo, porque eu já estava do lado dele. Aí bate, mesmo. Se ele não tivesse jogado o caminhão dele para cima do meu, nada daquilo teria acontecido”, supôs o pole, que tem no caminhão MAN número 35 as cores de Incorporadora Água Clara, Muffatão Atacado Distribuidor e MAN Latin America.

O toque obrigou Muffato a um pit stop ao fim da primeira volta. “A batida causou alguns danos ao meu caminhão e inclusive levantou o capô, o que me deixou sem conseguir enxergar nada. Continuaria normalmente na corrida se não fosse isso”, comentou o piloto. “A batida também desalinhou um pouquinho meu caminhão, mas ainda estava bom. Voltei à corrida lá no fim da fila e o meu ritmo era o mesmo dos primeiros colocados”, continuou.

A corrida de recuperação a que se viu obrigado a partir do contratempo da primeira volta levou David Muffato ao 13º lugar ao término da primeira fase da etapa. “No calor da disputa, de vir recuperando posições, acabei estourando o limite de velocidade no radar e tive que cumprir uma punição”, lembrou. Já na segunda fase da prova, com o pelotão reagrupado, o paranaense identificou a possibilidade real de alcançar o pódio da etapa.

Muffato era oitavo colocado e pressionava o paulista Alex Fabiano, que ocupava o sétimo lugar, quando viu-se envolvido em novo incidente com o catarinense Joel Mendes Júnior. “O Joel era retardatário, veio parar no meio da pista e acertou o caminhão do Alex, o do Luiz Lopes e o do Raijan Mascarello. Foi um absurdo o que o menino fez. Esse acidente acabou com meu caminhão e só o que me restou foi levar até o fim para marcar pontos”, concluiu.

Sexto colocado no resultado final da etapa, Muffato perdeu uma posição na tabela de classificação do campeonato, onde agora está em quinto. “Foi um fim de semana de muita evolução, a ponto de conseguirmos a pole, e a vitória era uma meta palpável até o Cirino jogar o caminhão dele para cima do meu na largada. Aquilo me tirou o que poderia ser a primeira vitória”, disse. A próxima etapa, no dia 4 de setembro, será disputada na cidade gaúcha de Viamão.

Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck
(Classificação da temporada de 2016 após 6 de 10 etapas)

1º) Felipe Giaffone (SP / Volkswagen-MAN), RM Competições, 236
2º) Paulo Salustiano (SP / Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 214
3º) Diogo Pachenki (PR / Mercedes-Benz), Copacol Truck Racing, 179
4º) André Marques (SP / Volkswagen-MAN), RM Competições, 170
5º) David Muffato (PR / MAN), RM Competições, 156
6º) Raijan Mascarello (MT / Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 138
7º) Débora Rodrigues (PR / Volkswagen-MAN), RM Competições, 135
7º) Alex Fabiano (SP / Volvo), Azulim Indy Truck Racing/ABF Motorsport, 135
9º) Wellington Cirino (PR / Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 109
10º) Roberval Andrade (SP / Iveco), Corinthians Motorsport, 90
10º) Régis Boessio (RS / Volvo), Boessio Competições/Clay Truck Racing, 90
12º) Valmir Benavides (SP / Ford), DF Racing Fans, 76
13º) Adalberto Jardim (SP / Volkswagen-MAN), RM Competições, 73
14º) Pedro Muffato (PR / Scania), Muffatão, 70
15º) Luiz Lopes (SP / Iveco), Lucar Motorsports, 65
16º) Djalma Fogaça (SP / Ford), DF Racing Fans, 64
17º) Gustavo Magnabosco (SC / Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 61
18º) Joel Mendes Júnior (SC / Ford), Fábio Fogaça/Reis Motorsport, 53
19º) Beto Monteiro (PE / Iveco), Lucar Motorsports, 33
20º) Leandro Totti (PR / Volvo), Clay Truck Racing, 29
21º) Ricardo Sargo (SP / Volvo), ABF Motorsport, 28
22º) Jaidson Zini (PR / Iveco), Dakarmotors, 26
23º) Rogério Castro (GO / Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 21
24º) Ronaldo Kastropil (SP / Volvo), ABF Motorsport, 19
25º) Felipe Tozzo (SC / Iveco), Dakarmotors, 17
26º) Geraldo Piquet (DF / Ford), DF Racing Fans, 6
27º) Jansen Bueno (PR / Iveco), Dakarmotors, 5

Notícias

Página inicial