Motor On Line
Notícias-

Rally: Bianchini / Santos vencem na Protótipos T1 no Sertões
Reportagem: Mércia Suzuki
Foto: Marcelo Machado
MSuzuki Comunicação
Bianchini Rally conquista bons resultados na 3ª etapa. Nesta quarta largam para a etapa mais rápida da edição.

No dia da etapa mais longa da 24ª edição do Rally dos Sertões, a Bianchini Rally (Barueri/SP) chega na frente nos carros e nas motos, na Especial que ligou Cavalcante a Posse, última cidade que recebeu a competição em território goiano. A dupla Fabrício Bianhini/Caio Santos (#334) venceu na Protótipos T1 e com os bons resultados - 3º na etapa 2 e 1º na etapa 3 - a dupla assume a liderança na categoria e está com 40 minutos de vantagem em relação ao segundo colocado. Nas motos Richard Fliter (#7) foi o mais rápido na Production Aberta e 5º na geral , logo atrás veio Fernando Zotelli (#43) que foi sexto tempo na geral. Nos quadriciclos o uruguaio Javier Fernandes completa mais um dia e fecha em 12º .

"Estamos muito felizes com o resultado. Porque desde que largamos em Goiânia estamos fazendo nossa prova, sem se preocupar com o resultado dos outros e evoluindo a cada dia. Seguiremos com calma, estratégia, poupando o carro quando preciso e acelerando onde der", diz Bianchini, que estreia como piloto de carro (após 11 edições nas motos) em sua 14ª participação, a bordo de um T-Rex. "Até aqui me diverti muito porque as Especiais tinham tudo que gostamos. Caio também afina sua navegação a cada dia", completa Gaúcho, como é conhecido no meio off-road.

Pela primeira vez no grid da maior prova off-road do país, Santos só tem elogios ao roteiro da prova. "Especiais dignas de Sertões que exigem resistência física e mental também, uma superação a cada dia. Triais duros, pedras, sobe e desce de serra e trechos de alta outros sinuosos. E Fabrício está numa tocada bem segura e um pouco conservadora como estratégia por enquanto", ressalta o navegador Santos.

O paulistano Fliter #7 que retorna ao grid da competição vem superando os obstáculos e adversidades do percurso. Largou para terceira etapa muito determinado e fez o melhor tempo da Production Aberta, terminando entre os Top 5 da geral. "Foi um dia pesado, cansativo, ficamos quase 9 horas na moto e está acontecendo o que prevíamos, os três primeiros dias do Sertões já estão em parte ditando quem vai ficar. Não sabemos o dia de amanhã então vou manter meu ritmo e cabeça no lugar que é fundamental", diz o piloto.

Fernando Zotelli #43, piloto de Piracicaba (SP), vem conquistando colocações bem positivas, sempre entre os 10 primeiros na geral. No acumulado está em sexto na geral. "Foi o melhor dia do rali até agora prova longa mais muito prazerosa. Tive uma queda na etapa anterior e me lesionei um pouco, mas a vontade de correr é maior e sigo com boas expectativas para as próximas etapas, um dia de cada vez que tem muito rali ainda", afirma.

Nos quadris, em sua quinta participação no Rally dos Sertões, o piloto de Montevideo, no Uruguai, elogia o nível técnico da prova e o roteiro. "Estamos tendo etapas belíssimas, completando a cada dia e superando cada obstáculo. Lá no Uruguai não temos uma prova como essa. Esta é a minha primeira vez nos quadriciclos no Sertões, antes só havia competido no Dakar do ano passado, vamos seguindo em frente", diz Fernandez.

Já o piloto de Porto Alegre (RS), Marcos Colvero # 15 abandonou a prova por problemas técnicos e estará de volta no ano quem.

Nesta quarta-feira, na quarta etapa, os competidores encaram um percurso de 560 quilômetros, dos quais 361 de trechos cronometrados, largando de Posse (GO) e entrando no estado da Bahia com destino a Luís Eduardo Magalhães. Será uma prova bem rápida, com longas retas em áreas agrícolas e, segundo a organização, a expectativa é que se registre as maiores velocidades da edição. Mais informações sobre os resultados das etapas e no acumulado, por categorias e geral no http://www.chronosat.com.br/2016/sertoes/

A Equipe

Com sede em na região de Alphaville/ Barueri (SP), a Bianchini Rally nasceu em 2005, quando o piloto Fabrício Bianchini decidiu montar a sua própria equipe que tem sede em Alphaville, Barueri / SP. Dois anos depois, com patrocínio do Grupo Infinity Bio Energy, desenvolveu as primeiras motos de rali movidas a álcool no Brasil. Pioneira com o projeto tornou-se a única equipe Carbon Free na época. Entre 2007 e 2010 ficou conhecida como Infinity Rally Team. Mas foi somente em 2012, que a passou a adotar o nome Bianchini Rally. Ao longo de uma década e pelo profissionalismo conquistado, o time trabalha com pilotos campeões do segmento duas rodas durante o Rally dos Sertões, Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e Baja. Por dois anos consecutivos (2007 e 2008) foi premiada como Melhor Equipe do Rally dos Sertões. Entre 2013 e 2015, passou a contar também com duplas (carros), no grid da Mitsubishi Cup. E marcando um novo ciclo, partir de 2016 na categoria carros no Rally dos Sertões. Vale destacar ainda, que a Bianchini Rally pratica a compensação e a neutralização de carbono, por meio da Iniciativa Verde, que concedeu pelo oitavo ano consecutivo o selo Carbon Free. É a única equipe com o selo no grid do Rally dos Sertões.

A Bianchini Rally conta com o patrocínio da McDonald Pelz, QT Engenharia, Madeira Energy, Nova Vida e Melnick Even, Iper e Ducatti.

Programação 24º Rally dos Sertões

07/09 - Etapa 4
Posse (GO) - Luís Eduardo Magalhães (BA)
Deslocamento inicial: 14,62 km
Trecho especial: 361,94 km
Deslocamento final: 183,59 km
Total do dia: 560,15 km

08/09 - Etapa 5
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Mateiros (TO)
Deslocamento inicial: 35,47 km
Trecho especial: 425,67 km
Deslocamento final: 00 km
Total do dia: 461,14 km

09/09 - Etapa 6
Mateiros (TO) - Ponte Alta (TO)
Deslocamento inicial: 00 km
Trecho especial: 514,98 km
Deslocamento final: 5,97 km
Total do dia: 520,95 km

10/09 - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km

Notícias

Página inicial