Motor On Line
Notícias-

Kart: Paturle começa treinos na frente e quer vaga da Seletiva Petrobras
Reportagem: Fernanda Gonçalves / Beatriz de Paula
Foto: Divulgação
FGCom
Piloto de Belo Horizonte, que já tentou classificação para a final da Seletiva no ano passado, é o mais rápido nos treinos livres desta sexta-feira no kartódromo RBC Racing.

Os treinos livres para a primeira etapa classificatória da 18ª edição da Seletiva de Kart Petrobras tiveram início nesta sexta-feira (dia 9), dentro da programação da 1ª Taça Minas Gerias, no kartódromo RBC Racing, em Vespasiano (MG). Entre os pilotos que buscam a vaga para a final da Seletiva, o mineiro Gabriel Paturle mostrou que valeu a pena a determinação para estar na disputa e estabeleceu o melhor tempo do dia (55s977) entre os 14 competidores. A marca foi registrada ainda no primeiro treino, realizado no seco. Na segunda sessão do dia choveu e os pilotos não puderam melhorar suas voltas.

Paturle, que tentou a vaga no ano passado no Maranhão, ficou sabendo na última terça-feira (6) que a Taça Minas valeria como etapa classificatória da Seletiva e correu para fazer sua inscrição e trazer os equipamentos de São Paulo, onde disputa a Copa São Paulo Light.

"Estou contente por poder tentar a vaga novamente e agora correndo em casa. A expectativa é muito grande. Esta é uma boa oportunidade para a minha carreira e espero estar na final da Seletiva e também conquistar o título da Taça Minas", comentou o piloto, de 16 anos, que terá um desafio a mais na competição.

"Como a categoria que vale para a Seletiva está correndo junto com a Sênior na Taça Minas, tenho de levar mais de 20 kg de lastro. Mas, pelo menos, nos treinos livres consegui superar isso e fui bem", explicou Paturle.

Esta é a primeira temporada que o piloto está correndo na categoria Graduados e vem chamando a atenção. Paturle foi o pole position no Campeonato Brasileiro e estabeleceu um novo recorde no kartódromo de Paladino (PB), palco da competição em julho. Também já venceu provas no Flórida Winter Tour e SKUSA, nos Estados Unidos.

Além dele, outros dois mineiros também estão na briga pelas vagas da Seletiva: Matheus Tonussi e Henrique Goulart. A decisão será neste sábado (10). A tomada de tempos acontece a partir das 9h10, com a primeira prova às 10h15 e a segunda às 12h30. Ficarão com as vagas na final da Seletiva o vencedor de cada prova e o piloto que somar mais pontos nas duas baterias.

A Seletiva de Kart Petrobras 2016 terá novamente 12 finalistas, selecionados em quatro etapas classificatórias (três pilotos por etapa da categoria Graduados, com idades entre 15 e 18 anos). Após a disputa em Vespasiano, as provas acontecerão em São Paulo (Copa São Paulo Light, etapa de Interlagos no dia 24 de setembro) e duas cidades estreantes: Cascavel, no Paraná, palco da Copa do Brasil de Kart no dia 15 de outubro, e Teresina, no Piauí, que receberá a etapa final no dia 29 de outubro dentro da Copa Norte de Kart. A decisão da Seletiva está programada para o início de novembro, com local ainda a ser definido.

Confira o calendário da 18ª edição da Seletiva de Kart Petrobras: *

Fase Classificatória
10 de setembro - 1ª etapa (Taça Minas Gerais de Kart) - Vespasiano (MG)
24 de setembro - 2ª etapa - Copa Petrobras Sorriso Campeão (Copa São Paulo Light de Kart) - Interlagos (SP)
15 de outubro - 3ª etapa (Copa Brasil de Kart) - Cascavel (PR)
29 de outubro - 4ª etapa (Copa Norte de Kart) - Teresina (PI)

Final
Novembro - data e local a serem confirmados

* Sujeito a alterações

Seletiva de Kart Petrobras

Criada em 1999, com o patrocínio da Petrobras, a Seletiva tem, em média, aproximadamente 110 pilotos tentando a vaga na final. Em 17 anos, mais de 200 já estiveram na briga pelo título.

Considerada uma referência entre os kartistas do Brasil, a Seletiva de Kart Petrobras é reconhecida (desde 2001) como evento oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Comissão Nacional de Kart (CNK).

Além da maior premiação em dinheiro do kartismo nacional, a Seletiva de Kart Petrobras contempla três competidores com a participação em um programa de orientação de pilotos, que inclui um teste com simulador de F-1 na Europa, um teste com uma equipe do automobilismo de base europeu, com a orientação de um coaching, acompanhamento físico e psicológico, experiência com carros de turismo no Brasil, palestra sobre marketing e media training. A premiação total - somando todas as ações - chega a aproximadamente 300 mil reais. O campeão recebe 70 mil reais em dinheiro e o vice-campeão 6 mil.

Os finalistas disputam o título com chassis fornecidos pela fabricante Bravar.

Notícias

Página inicial