Motor On Line
Notícias-

F-3 Brasil: Thiago Vivacqua consegue 3º fila no classificatório
Reportagem: RF1
Foto: Carsten Horst
Piloto da Academia Shell Racing praticamente não participou dos treinos livres em Interlagos e mesmo assim larga na 3ª fila da F-3 Brasil.

Terceiro colocado no campeonato da F-3 Brasil, Thiago Vivacqua foi praticamente direto para a classificação nesta sexta-feira sem treinar em Interlagos. O piloto da Academia Shell Racing teve problemas de motor nos treinos livres, realizados durante o dia, e foi para o classificatório, às 18h, sem ter experimentado o real potencial do carro. Mesmo com as adversidades o piloto carioca conquistou um lugar na terceira fila ao fechar o dia com a sexta posição cravando 1min30s495.

"Hoje eu só treinei praticamente na classificação. O problema no motor acabou complicando a nossa análise de dados, mas acredito que o sexto lugar está de bom tamanho pelas dificuldades de hoje. Interlagos é uma pista de alta velocidade e na corrida se tivermos tranquilidade na largada nós vamos com certeza lutar pelos primeiros lugares", diz Vivacqua.

Para completar o dia de desafios, na parte final do treino o piloto carioca ainda teve que enfrentar a pista molhada em Interlagos e a falta iluminação natural por conta do horário.

"Estive em segundo durante o início do classificatório e pouco antes da pista ficar úmida, na hora em que coloquei os pneus novos, acabei pegando tráfego na pista e isso complicou para ficar entre os quatro melhores. Agora é focar na corrida e tentar continuar subindo na tabela", diz Vivacqua, que foi duas vezes ao pódio na etapa passada em Cascavel.

A programação da F-3 Brasil somente continuará no domingo. As duas corridas desta etapa estão marcadas para a parte da tarde: 13h05 e 16h50.

Classificatório F3 Brasil - Resultado*

1-) 77 Guilherme Samaia (Cesario F3) - 1min28s579
2-) 34 Matheus Iorio (Cesario F3) - 1min28s700
3-) 12 Christian Hahn (CF3) - 1min29s076
4-) 54 Carlos Cunha (CF3) - 1min29s088
5-) 27 Matheus Muniz (Prop Car Racing) - 1min29s762
6-) 36 Thiago Vivacqua (Hitech Racing) - 1min30s495
7-) 41 Artur Fortunato (F3 Racing) - 1min31s467
8-) 87 Leonardo Raucci (RR Racing) - 1min31s937
9-) 10 Luís Felipe Branquinho (RR Racing) - 1min32s924
10-) 52 Pedro Caland (Hitech GP) - sem tempo
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirada em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Suas ações são viabilizadas por meio dos projetos "Academia de Pilotos de Kart" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana) e "Talento Automobilístico Formula 3" (promovido pela Federação de Automobilismo do DF) incentivados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e que visam desenvolver e formar a nova geração de brasileiros campeões no esporte automotor.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 64 aeroportos, possui 63 terminais de distribuição e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.800 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial