Motor On Line
Notícias-

Rally: último dia do Sertões e um sonho muito próximo
Reportagem: Cleber Bernuci / Caio Scafuro
Foto: Marcelo Maragni
P1 Media Relations
Dupla líder Cristian Baumgart/Beco Andreotti larga após as 13h40 rumo a Palmas (TO) para a realização de um antigo sonho.

O Rally dos Sertões termina neste sábado (10) quando os competidores chegarem a Praia da Graciosa, em Palmas, capital do Tocantins, encerrando uma jornada de sete dias e 3,2 mil quilômetros de dificuldades extremas durante o caminho. No penúltimo dia de prova, ontem, pilotos e navegadores relataram tratar-se da mais difícil especial de todas as 24 edições do Rally dos Sertões.

Uma coisa é certa: foi a mais longa de toda a história, com 515 quilômetros Jalapão adentro. O mito do ‘Monstro do Jalapão’ foi mais uma vez evocado - e ‘comeu’ vários carros e motos mais uma vez, de acordo com a lenda, causando diversos abandonos. Dupla líder no geral acumulado dos carros e da classe T1 FIA, Cristian Baumgart e Beco Andreotti, da equipe paulistana X Rally Team, disseram ter encarado o monstro de frente, mas contaram com a resistência do NWM-Ford Ranger V8 4x4 para escapar e chegar são e salvos ao acampamento em Ponte Alta (TO) - não sem algumas marcas de batalha.

Beco quase teve uma desidratação e o par contou com a ajuda dos companheiros de equipe Lance Woolridge e Marcelo Haseyama para efetuar a troca de uma peça do semieixo, que tomou 25 minutos dos dois carros. Para Cristian e Beco, sua vantagem na liderança caiu de 47 para 45 minutos, mas para o sul-africano e o brasileiro, representou a queda para o terceiro lugar no acumulado - embora por uma mísera desvantagem de nove segundos para Sipinelli / Haddad.

"Ontem foi o dia mais tenso da minha vida, porque a cada barulho diferente no carro eu começava a imaginar mil problemas. Eu nunca senti essa pressão de estar liderando na geral do Rally dos Sertões, e essa liderança pesa bastante", filosofou Beco. "Correr atrás é mais fácil, porque não se tem nada a perder. Eu nunca tinha vivido isso. Hoje eu só quero fazer uma prova limpa, continuar sem cometer erros e torcer para tudo dar certo", afirmou.

Os carros largam de Ponte Alta neste sábado a partir das 13h30 rumo a Palmas. Serão 191,54 quilômetros cronometrados de um total de 243 até a rampa de chegada na Praia da Graciosa. "A pressão é enorme. Hoje temos de fazer uma ‘especial especial’ para finalizar e concretizar esse sonho nosso como equipe, que é vencer o Rally dos Sertões. Mas só se pode comemorar quando o carro estiver no parque fechado e os resultados, confirmados. Isso representa muito para toda a equipe, não só para mim e o Beco", conclui Baumgart.

Acumulado após 6 etapas:

1º) Cristian Baumgart / Beco Andreotti - 26h38min53s
2º) Guilherme Spinelli / Youssef Haddad, 27h24min31s (+45min38s)
3º) Lance Woolridge / Marcelo Haseyama - 27h24min40s (+45min47s)

A etapa final do Rally dos Sertões 2016

10/09 - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km

Notícias

Página inicial