Motor On Line
Notícias-

Kart: Gabriel Paturle é o primeiro finalista da Seletiva Petrobras
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação
Piloto de BH venceu as duas corridas do fim de semana e irá disputar o valioso prêmio em novembro.

No último sábado (10) o Kartódromo RBC Racing, em Vespasiano, na Grande Belo Horizonte, recebeu pilotos e equipes para as disputas da primeira rodada da Taça Minas de Kart, evento válido também como a primeira corrida classificatória para a Seletiva de Kart Petrobras 2016.

Com 16 anos e vivendo a sua primeira temporada como piloto Graduado o mineiro Gabriel Paturle (Micronic | Mini) teve, nesta competição, a sua primeira oportunidade de competir em casa no ano. Com sua equipe baseada em São Paulo o jovem de Belo Horizonte compete regularmente nas provas da Copa São Paulo Light e, nos nacionais.

Motivado pela chance de conquistas a importante vaga para a Seletiva o piloto levou seu equipamento para o RBC Racing assim como seu chefe de equipe Anderson Silva. Com muito trabalho e dedicação piloto e mecânico conseguiram encontrar um bom ajuste já nos treinos e, com isso, Paturle seguiu confiante para a tomada de tempos.

"Para mim correr aqui em BH é muito bom. Estranhei um pouco só os pneus. Estou acostumado a competir com os compostos de sele amarelo, que são muito mais aderentes e macios. Então, até me adaptar, levei um tempo. Mas, depois, foi bem tranquilo e conseguimos evoluir bem o acerto", comentou.

Na tomada de tempos, logo antes de entrar na pista, Paturle teve um problema no carburador de seu kart que o obrigou a perder importantes minutos com a pista aberta e ele não conseguiu registrar a sua melhor volta. Mesmo assim ele ainda conseguiu um bom trabalho e garantiu a quarta posição do grid geral.

Na primeira corrida, após boa largada, Gabriel logo pariu para cima de seus adversários. Com muita tranquilidade ele esperou o momento certo para atacar e, pouco a pouco, foi ganhando posições até chegar à liderança da corrida ainda no meio da bateria. Daí por diante ele administrou o resultado e recebeu a bandeirada com confortável vantagem. A segunda bateria teve o grid invertido nas cinco primeiras posições e, deste modo, Gabriel partiu do quinto lugar. Após boa largada o piloto tomou um forte toque na curva dois, o que o fez perder várias posições. Sem desanimar ele permaneceu na pista e, novamente, em boa recuperação, ele conseguiu impor seu ritmo e ao fim das 18 voltas recebeu a bandeirada, novamente, na primeira posição.

"Foi um fim de semana muito legal. Revi meus amigos aqui de BH, consegui andar muito bem e atingir o objetivo de conquistar a vaga. A chance de lutar por este título da Seletiva é sensacional e, mais do que isso, uma boa oportunidade de abrir portas para os próximos passos da minha carreira", completou.

Notícias

Página inicial