Motor On Line
Notícias-

F-3 Euro: quebra de motor deixou Sette Câmara longe dos pontos em Ímola
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Divulgação
Quick Comunicação
Na penúltima rodada do Europeu de F3 piloto brasileiro fez pole-position, mas, foi penalizado em 10 posições no grid de largada das três corridas.

Terminou neste domingo (2) a nona rodada tripla do Campeonato Europeu de F3. A mais difícil e importante competição da modalidade no planeta reuniu seus 22 pilotos no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, para a 26ª e 27ª etapas da competição continental.

Após registrar o tempo que lhe garantiria a pole-position para a corrida 26 e a terceira marca, para a corrida 27, o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara (Red Bull | Petrobras | Cemig | Mercantil do Brasil), integrante do Red Bull Junior Team, teve acrescidas 10 posições em seu posto de largada em virtude da troca de motor, após a quebra no segundo treino livre.

Resignado com a injusta punição imposta pelo regulamento o piloto de Belo Horizonte seguiu para as corridas literalmente sem nada a perder. Muito veloz desde o primeiro treino livre o piloto sabia que, em condições normais, poderia estar lutando pelas vitórias em ambas as corridas.

Na primeira corrida do domingo, disputada sob forte sol, Sette Câmara fez uma boa largada e logo partiu para cima de seus adversários. Como todos do grid sabiam o carro #9 era um dos mais velozes da pista e, com isso, ele partiu para as ultrapassagens. Após sair da 11ª posição ele completou a primeira volta em nono, ao fim da quarta volta já era o sétimo e, com sete voltas completadas era o quinto colocado. Após a entrada do safety-car, motivada por uma batida com outro concorrente, na relargada Sette Câmara partiu em busca das primeiras posições. Ele estudou o adversário por duas voltas e, quando colocou lado a lado para efetuar a manobra teve seu carro "escorado" pelo concorrente que o jogou para fora da pista. Em um pelotão que estava todo junto Sérgio acabou caindo para as últimas posições e, para piorar, a quebra de um dos componentes da suspensão de seu carro o fez abandonar a corrida.

Disposto a virar o jogo o brasileiro partiu para a terceira e última corrida da rodada. Depois de boa partida ele ganhou duas posições e assumiu o 11º lugar ainda na primeira volta. Contudo, diferente da prova anterior, o carro de Sérgio já não tinha pneus competitivos para esta corrida e, com isso, ele não mais conseguiu a mesma recuperação vista nas duas primeiras corridas. Assim, envolta às disputas pelo 10º lugar, ele permaneceu durante toda a corrida e, após 22 voltas, ele recebeu a bandeirada na 11ª posição.

"É difícil para mim falar deste fim de semana porque sinto um misto de realização e raiva. A raiva é pela injustiça de ter mais um motor quebrado e, com isso, ter de amargar a perda das 10 posições em mais 3 corridas. A realização, logicamente, foi por poder mostrar a todos que quando eu tive um carro competitivo consegui me impor na pista, fiz pole-position, fui o piloto que fez mais ultrapassagens no fim de semana e, não fossem estas situações de falta de sorte, certamente, eu estaria brigando entre os cinco primeiro do Campeonato", comentou o piloto de 18 anos.

Notícias

Página inicial