Motor On Line
Notícias-

Dirani soma 20 pontos com a Shell Racing em Curitiba do CBTurismo
Reportagem: RF1
Foto: Carsten Horst
Piloto da Academia Shell Racing completou as duas corridas no Paraná na sétima colocação e espera uma boa evolução para a penúltima etapa do ano.

O domingo de Dennis Dirani no Brasileiro de Turismo foi bastante semelhante ao de sábado em Curitiba, palco da sexta etapa do campeonato: largada com várias ultrapassagens, desta vez foram três adversários na primeira volta, e uma perda de rendimento do carro durante a corrida. Com isso, o piloto da Shell Racing fechou as duas provas em sétimo lugar e somou 20 pontos no final de semana.

"Fizemos mais uma ótima largada igual ontem, só que, mesmo com os ajustes que fizemos no carro para hoje, não foi possível nos manter estáveis na corrida. Depois do safety car eu novamente fiz uma boa relargada e isso foi importante para sairmos daqui com 10 pontos em cada prova", diz Dennis, que agora soma 92 pontos no campeonato.

Vice-campeão do Brasileiro de Turismo em 2015, Dennis está completando sua segunda temporada na Academia Shell Racing, uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio aos jovens talentos do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor.

"Mantivemos a nona colocação no campeonato e agora vamos ajustar o carro para o circuito de Curvelo (MG), uma pista que ninguém andou, então vai ser uma etapa bastante especial para todos os pilotos e também para o público", afirma Dennis, citando o objetivo de voltar a subir no pódio na penúltima etapa do campeonato.

A etapa no interior de Minas Gerais será realizada nos dias 19 e 20 de novembro.

Resultado Corrida 2:

1-) 35 Gabriel Robe (Motortech Competições) - 21 voltas em 32min35s476
2-) 17 Pietro Rimbano (Cimed Racing) - a 0s530
3-) 23 Marco Cozzi (C2 Team) - a 1s812
4-) 31 Marcio Campos (Motortech Competições) - a 2s064
5-) 11 Lukas Moraes (RR Racing Team) - a 7s584
6-) 79 Adibe Marques (Cimed Racing) - a 8s056
7-) 128 Dennis Dirani (Shell Racing) - a 8s490
8-) 70 Giulio Borlenghi (Hitech Racing) - a 8s713
9-) 107 Edson Bueno (RKL/Água da Serra) - a 8s877
10-) 86 Gustavo Frigotto (RKL/Água da Serra) - a 9s209
11-) 94 Gustavo Kiryla (C2 Team) - a 9s700
12-) 69 Gustavo Myasava (J. Star Racing) - a 2 voltas
13-) 99 Edson Coelho (W2 Racing) - a 3 voltas
14-) 33 Antonio Matiazi (RZ Motorsport) - a 6 voltas
15-) 77 Raphael Reis (Hitech Racing) - a 11 voltas

Classificação do campeonato após 6 etapas:

1-) Gabriel Robe - 158 pontos
2-) Marcio Campos - 155 pontos
3-) Marco Cozzi - 140 pontos
4-) Pietro Rimbano - 132 pontos
5-) Edson Coelho - 126 pontos
6-) Lukas Moraes - 107 pontos
7-) Gustavo Myasava - 96 pontos
8-) Raphael Reis - 94 pontos
9-) Dennis Dirani - 92 pontos
10-) Gustavo Frigotto - 86 pontos
11-) Antonio Matiazi - 83 pontos
12-) Adibe Marques - 71 pontos
13-) Mauri Zacarelli - 52 pontos
14-) Gabriel Casagrande - 40 pontos
15-) Luca Milani - 20 pontos
16-) Felipe Donato - 17 pontos
17-) Gustavo Kiryla - 17 pontos
18-) Giulio Borlenghi - 17 pontos
19-) Danilo Estrela - 16 pontos
20-) Edson Bueno - 15 pontos
21-) Artur Fortunato - 12 pontos

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirada em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Suas ações são viabilizadas por meio dos projetos "Academia de Pilotos de Kart" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana) e "Talento Automobilístico Formula 3" (promovido pela Federação de Automobilismo do DF) incentivados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e que visam desenvolver e formar a nova geração de brasileiros campeões no esporte automotor.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 64 aeroportos, possui 63 terminais de distribuição e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.800 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial