Motor On Line
Notícias-

Metropolitano de Curitiba chega à última etapa
Reportagem: Bispo Neto
MRT

O Autódromo Internacional de Curitiba (AIC) recebe no fim de semana (19 e 20/11) a oitava e última etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade no Asfalto 2016. O evento do Metropolitano de Curitiba é disputado em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “A” e “B”, Turismo 5000 e Fórmula Premium, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Junto ao evento correrá ainda a sétima etapa do Torneio Brasileiro Old Stock Race.

Das seis categorias que disputam o Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2016, quatro ainda não definiram seus campeões, já que nessa última etapa existem 60 pontos em jogo, no caso de duas vitórias e ainda os descartes de quatro provas regulamentares. Apenas Wilians Peres, na Turismo 1.6 “A” e Rafael Barranco, na Turismo 1.6 “B” já garantiram o título antecipado, pois matematicamente não podem ser alcançados por seus adversários. Mas ainda restam as “brigas” pelos segundos e terceiros lugares, que também são premiados pela Federação Paranaense de Automobilismo.

Nas categorias Marcas, para carros injetados, divididos em dois grupos: “A” e “B”, conforme graduação do piloto junto à FPrA, a temporada 2016 está muito disputada, chegando à última etapa com catarinenses e paranaenses “brigando” pelo título nas duas categorias. Nas quatorze provas disputadas, tivemos seis vencedores diferentes e a classificação está “embolada” na “A”. O líder é o catarinense Davi Dal Pizzol, com 196 pontos, seguido de seus conterrâneos Richard Heidrich em segundo com 185 e Gustavo Magnabosco em terceiro com 160, o paranaense Ruslan Carta Filho em quarto com 145 e o catarinense Rafael Bastos em quinto com 143 na Marcas “A”. O paranaense Eduardo Pavelski lidera na Marcas “B”, com 177 pontos, seguido de perto pelo catarinense Gustavo Dal Pizzol com 176 e o paranaense Stive Tokarski com 162. As categorias Turismo 1.6 “A” e “B”, para carros carburados, já tem os campeões definidos, com Wilians Peres campeão na “A” e Rafael Barranco na “B”, restando definir o segundo e terceiro colocados nas duas categorias. Willians Peres lidera com folga na Turismo 1.6 “A”, com 297 pontos, tendo Carlos Vaz/Marcelo Cordeiro em segundo com 196 e o catarinense Elberto Alves em terceiro com 143. Rafael Barranco soma 240 pontos e lidera na Turismo 1.6 “B”, seguido de Roberto Bonato / Evandro Maldonado, com 156 e José Carlos Pederneiras, com 113. Na categoria Turismo 5000, disputada com Omegas (antigos Stock Car), sendo os carros mais rápidos do Metropolitano, o título será definido entre os três primeiros colocados que prometem duas provas de “arrepiar”. A liderança é do paranaense Armin Kliewer, com seis vitórias e 217 pontos, com o catarinense Richard Heidrich em segundo com quatro vitórias e 199 pontos, e do paranaense Marco Antonio Garcia que tem uma vitória e 174 pontos. E na Fórmula Premium, Luís Zimermann lidera com 167 pontos, seguido de Marco Aurélio Dias, com 164 e Airton Almeida Santos, que tem 160, prometem muita “luta” pelo título da temporada 2016.

No sábado (19/11), serão realizados treinos livres das 8 às 15h27 para todas as categorias. Das 15h30 às 15h45, treino classificatório da Turismo 5000, seguido da Fórmula Premium, das 15h50 às 16h05. O Torneio Brasileiro Old Stock Race realiza seu treino classificatório das 16h10 às 16h40. O treino classificatório da categoria Marcas será das 16h45 às 17 horas e o das categorias Turismo 1.6 acontece das 17h05 às 17h20. O Briefing com todos os pilotos, separados por categoria acontece das 17h30 às 18h15. E no domingo (20/11), o evento acontece das 8 às 17 horas, com o warm up para todas as categorias das 8 às 8h49. Às 9h04 larga a primeira prova da Marcas (30 minutos + duas voltas), seguida da Turismo 1.6, às 9h52 (30 minutos + duas voltas). Às 11h02 larga a primeira prova da Old Stock Race (30 minutos + uma volta). A primeira prova da Turismo 5000, às 11h52 (20 minutos + duas voltas) e Fórmula Premium, às 12h37 (20 minutos + duas voltas). As segundas provas serão realizadas com o mesmo tempo. Às 13h17 larga as categorias Marcas, seguida da Turismo 1.6 às 14h07, Old Stock Race às 14h57, Turismo 5000 às 15h47 e Fórmula Premium às 16h27. Os pódios de todas as provas serão realizados a partir das 16h55.

Com sete etapas realizadas e quatorze provas disputadas, os cinco primeiros do Metropolitano de Velocidade no Asfalto 2016, por categoria são:

Marcas “A”:
1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 196 pontos;
2.º) Richard Heidrich (SC), 185;
3.º) Gustavo Magnabosco (SC), 160;
4.º) Ruslan Carta Filho (PR), 145; e
5.º) Rafael Bastos (SC), 143.

Marcas “B”:
1.º) Eduardo Pavelski (PR), 177;
2.º) Gustavo Dal Pizzol (SC) 176;
3.º) Stive Tokarski (PR), 160;
4.º) Edson Bueno (PR), 121; e
5.º) Samir Silva (SC), 110.

Turismo 1.6 “A”:
1º) Wilians Peres (PR), 297;
2.º) Carlos Vaz / Marcelo Cordeiro (PR), 196;
3.º) Elberto Alves (SC), 143;
4.º) Beto Baú / Rodrigo Kostin (PR), 127; e
5.º) Rodrigo Tassi (PR), 108.

Turismo 1.6 “B”:
1.º) Rafael Barranco (PR), 240;
2.º) Roberto Bonato / Evandro Maldonado (PR), 156;
3.º) José Carlos Pederneiras (PR), 113;
4.º) Daniel Imbriani / Bruno Nascimento (PR), 108; e
5.º) James Schwerdtner (SC), 85.

Turismo 5000:
1.º) Armin Kliewer (PR), 217;
2.º) Richard Heidrich (SC), 199;
3.º) Marco Antonio Garcia (PR), 174;
4.º) Rubens Kliewer (PR), 136; e
5.º) Anderson Andrade (PR), 76.

Fórmula Premium:
1.º) Luís Zimermann (PR), 167;
2.º) Marco Aurélio Dias (PR), 164;
3.º) Airton Almeida Santos (PR), 160;
4.º) Edson Ferreira da Silva (PR), 89; e
5.º) Lucas Felipe Silva (PR), 65.

Notícias

Página inicial