Motor On Line
Notícias-

Pedro Cardoso divide pódio com filho de Schumacher no Bahrein
Reportagem: Pedro Cardoso
Foto: Divulgação
Piloto brasileiro é um dos destaques do MRF Challenge, torneio intertemporada de monopostos que acontece no Oriente Médio e na Ásia com uma ajuda primordial de seu progenitor.

Depois de disputar parte da temporada da F3 Brasil e abandonar por conta da desigualdade gritante do torneio - monopolizado por uma única equipe - Pedro Cardoso decidiu atravessar o oceano e se preparar em um torneio de maior gabarito e com a presença de grandes nomes, como Mick Schumacher (filho do heptacampeão Michael Schumacher) e Harrison Newey (filho do projetista Adrian Newey), o MRF Challenge.

MRF Challenge é um campeonato de origem indiana disputado com monopostos equipados com motores 2.0 e composto por quatro etapas: em Bahrein, Dubai, Nova Delhi e Chennai. Cada etapa tem quatro corridas - cada piloto terá disputado 16 provas ao fim do torneio, em fevereiro. E Pedro abriu a primeira rodada quádrupla do campeonato dividindo o pódio com Schumacher, considerada uma das grandes promessas da nova geração.

A caminhada rumo a este pódio, no entanto, não foi fácil. O piloto de Brasília disputou duas corridas com um carro defeituoso até tomar a atitude de mudar para um novo equipamento, o que foi essencial para a escalada de Pedro no grid. Pedro, aliás, descreve como foi cada uma das quatro corridas, não escondendo que poderia ter ido bem melhor não fosse o equipamento defeituoso.

"O fim de semana abaixo das minhas expectativas, mas não foi ruim. Começou muito mal nos treinos, pois não conseguimos andar bem e já sentia que havia algo errado no carro. Mexemos, classificamos e a sensação não mudava. Largamos em P10, terminamos em P7, literalmente morrendo", descreve.

"Depois, saí em P7, estava em quinto e quebrou o carro. Ficamos na dúvida se consertávamos o problema ou se mudávamos de carro. Pensamos, trocamos o carro e fomos para a corrida no escuro. Sai em último, mas o carro estava muito melhor e fui de 16 pra sexto. Já na corrida final somamos um pódio, estava mais acostumado com o carro e estou muito feliz com este desempenho", conta Pedro, que terminou o fim de semana atrás apenas de Mick Schumacher e do finlandês Jury Vips. Outros dois brasileiros também disputam o MRF Challenge: Felipe Drugovich e Bruna Tomaselli.

"Agora sei que o carro é competitivo, ao contrário do outro. Pelo menos agora para a próxima etapa já temos onde trabalhar", completa o piloto, já focado na segunda rodada quádrupla do torneio, marcada para os dias 9 e 10 de dezembro em Dubai.

"Pai Herói"

O bom resultado de Pedro Cardoso tem não só o dedo, mas a mão e o braço inteiros de seu pai, Sérgio. Completamente alucinado e especialista pela parte técnica dos carros, foi do patriarca da família Cardoso a determinação para a troca do equipamento - algo que teve influência direta no desempenho do filho. "A decisão de trocar de carro foi graças ao meu pai. Todos em dúvida e ele bateu o martelo. Por isso o jogo virou. Graças a ele", agradece o filho.

Confira o calendário do MRF Challenge:

Etapas 1 a 4: Bahrein, 18 e 19 de novembro
Etapas 4 a 8: Abu Dhabi, 9 e 10 de dezembro
Etapas 8 a 12: Nova Délhi, 28 e 29 de janeiro
Etapas 12 a 16: Chennai, 18 e 19 de fevereiro

Notícias

Página inicial