Motor On Line
Notícias-

Muffato quer Sperafico na presidência da CBA
Reportagem: Luiz Aparecido da Silva
Foto: Calan Sanderson
Cascavel News
Pedro Muffato encerra a carreira neste mês, comemorando 50 anos de automobilismo, e deseja mudanças na forma de agir da CBA.

Com a autoridade de quem está completando 50 anos de automobilismo, o paranaense Pedro Muffato quer Milton Sperafico na presidência da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Muffato encerra a carreira neste fim de semana, quando participará de uma prova extra-campeonato da Mercedes-Benz Challenge, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, mas nem por isso se desligará do automobilismo e deseja mudanças na CBA.

Pedro Muffato não só apóia, como conclama os pilotos de todo o Brasil a manifestarem apoio a Sperafico, como de dizer aos presidentes das federações de que os pilotos desejam mudanças e querem um ex-piloto no comando do esporte nos próximos quatro anos. “Estou com o Sperafico porque ele é do ramo, Foi piloto, presidente de clube, vice-presidente da Federação Paranaense, atualmente é vice da CBA, é pai de piloto, irmão de piloto, tio de pilotos e também patrocinador de pilotos e eventos. Já viveu todas as situações que envolvem o automobilismo, é super-honesto. O conheço há muitos anos, já competimos juntos na Fórmula 3 Sul-Americana. É o melhor para dar uma sacudida no automobilismo brasileiro”, diz Muffato.

Pedro Muffato também destaca que conhece o programa da Chapa Bandeira Verde e já teve várias conversas com Sperafico sobre o que o automobilismo brasileiro necessita. “Com o Sperafico na presidência da CBA, as categorias de base, as que formam pilotos, terão mais apoio. Precisamos de categorias de monopostos, como Fórmula Ford, Fórmula Renault e outras. Só assim teremos no futuro pilotos preparados para carreiras internacionais. Isto não quer dizer que ele não dará atenção às demais categorias, que também são importantes. As categorias de Turismo também estão necessitando de maior atenção, tanto as que têm os profissionais, como as que se destinam àqueles que têm o automobilismo como hobby. Temos que acabar com a forma atual da CBA agir, nunca apóia os pilotos, está sempre explorando. Temos que dar mais atenção aos jovens pilotos. Só vejo um panorama de mudança com o Sperafico”, completa Pedro Muffato.

Notícias

Página inicial