Motor On Line
Notícias-

Rally: brasileiros no maior desafio em deserto da América do Norte
Reportagem: João Alberto Otazú
Foto: Sanderson Pereira
Mastermídia
Campeões mundiais, Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin participam de "Corrida Maluca". Campeão brasileiro, Gabriel Varela correrá com UTV.

Bicampeão mundial e oito vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country, entre dezenas de outros títulos no automobilismo, o paulista Reinaldo Varela (Divino Fogão / Blindarte / Can-Am / Tecmin) e seu navegador catarinense Gustavo Gugelmin resolveram procurar novas aventuras e desafios. Neste sábado (04/3) a dupla irá participar da The Mint 400, considerada a mais importante prova em deserto na América do Norte, e com a mesma importância da Indy 500 para os praticantes do off-road.

"Depois de 35 anos e mais de 350 corridas, resolvi experimentar uma nova modalidade, um novo desafio. Fizemos uma prova em fevereiro para experimentar e me apaixonei. As provas nos desertos americanos são muito diferentes e duras. Tem buraco, solavanco, curva, subida, descida, saltos, trial. A cada volta o piso fica pior, com tanto carro passado e cavoucando, fazendo mais costela de vaca, e o tempo piora 10, 15 minutos com a mudança. E judia muito do corpo, a corrida é bem cansativa, pois não tem intervalo", apontou Varela.

Criada em Las Vegas em 1968 como uma forma de promover o Mint Hotel, a corrida tem uma história rica, se tornando a maior e mais importante corrida off-road da América do Norte. O evento atrai mais de 60 mil espectadores para Las Vegas na semana da corrida, em que até a vistoria dos 370 veículos inscritos é uma atração à parte. O circuito de cerca de 130 milhas se estende desde a cidade até a divisa entre os estados de Nevada e Califórnia, com cinco áreas para o público acompanhar durante as três voltas que totalizam os quase 700 quilômetros.

"Esta é tipo Corrida Maluca, com a participação de 370 veículos juntos entre picapes, buggies, caminhões e UTVs. Para ultrapassar tem que usar a buzina, mas se ficar difícil pode dar totó na traseira do outro!", conta Gugelmin, que acrescenta que nenhum veículo tem para-brisas e vidros, e a navegação é feita apenas por GPS, em tela grande, como em barco. "Largamos as seis horas da manhã, que é escuro e frio aqui, a vamos até à noite, sem descanso. Fazemos uns dois pit stops para abastecer, trocar pneus e consertar algo, se necessário, porque o cronômetro não para. A prova é muito dura, parecido com Especial de Dakar, só que com 700 km sem parar".

Varela e Gugelmin participarão da The Mint 400 com um Buggy leve, equipado com motor Honda Acura de 4 cilindros e 2.5 litros, com 250 hp, tração 4x2 e câmbio sequencial de 6 marchas. As suspensões com dois amortecedores por roda não proporcionam estabilidade em curva, pois tem curso muito longo, para que o piloto possa ignorar lombas, buracos e saltos.

UTV terá único representante brasileiro: Gabriel Varela

Competindo com o extraordinário Can-Am Maverick 1000 Xds Turbo, Gabriel Varela (Can-Am / Blindarte / Kanati Tires) mostrou a sua velocidade e capacidade de usufruir de toda a capacidade de seu equipamento de UTV para vencer muitas provas e arrebatar os títulos de todos os certames brasileiros que disputou no ano passado. Como recompensa, foi convidado a correr nos Estados Unidos, e neste sábado (04/3) irá estrear na The Mint 400, a principal prova de off-road da América do Norte, em que dentre os mais de 370 veículos que largarão, 106 serão da modalidade UTV.

"Vou correr com o mesmo equipamento que me deu os títulos no ano passado, pois ele é muito confiável e resistente. Como esta prova é no deserto, e vou andar na categoria Ilimitada, que é a principal, usaremos um chassi alongado para passar melhor nas costelas de vaca e depressões", avisa Gabriel. "Já testei o meu UTV, que se mostrou muito confiável, um conjunto muito bom pra andar no deserto. Quero fazer uma prova limpa e tentar o melhor resultado possível. Tem que ter bastante cabeça, é uma prova muito difícil, 700 km direto, já largando com muita poeira e ainda de noite, sem descanso, sem choro nem vela. Só paramos para reabastecer e trocar pneus, sempre com o cronômetro girando", aponta o representante da Divino Fogão Rally Team / Can-Am / Blindarte / Kanati Tires.

"Já estou feliz em ter esta oportunidade de correr aqui nos Estados Unidos. Imagine se antes da largada eu tiver a notícia que recebi muitos votos do público. Será mais um grande incentivo para que eu consiga andar entre os 10 melhores aqui da América", completou Gabriel Varela, que concorre ao título de Melhor Piloto de UTV, no Guidão de Ouro 2017, através de votação pública no site da revista Dirt Action (http://www.revistadirtaction.com.br/paginas/enquetes.php?cd_enquete=11).

Notícias

Página inicial