Motor On Line
Notícias-

Domingo com boas disputas no Metropolitano movimentou o AIC
Reportagem: Bispo Neto
MRT

O domingo (12/3) foi de sol em Curitiba, durante as provas da primeira etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2017, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), que conta com o apoio da Bana Pneus, Pirelli, Rodas Scorro e Grupo Taborda. A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “C” e “I” e Turismo 5000, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram:

Marcas “A”:
1.º) Davi Dal Pizzol / Luciano Martins (SC), 1min40s749;
2.º) Gustavo Magnabosco (SC), 1min40s770;
3.º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 1min41s073.

Marcas “B”:
1.º) Gefferson de Lima (PR), 1min41s750;
2.º) Lúcio Seidel (SC), 1min41s935;
3.º) Wilians Peres (PR), 1min42s136.

Turismo 1.6 “I”:
1.º) Charles Zimmermann / Elberto Alves (PR/SC), 1min43s164;
2.º) Roger Frank / André Conti (PR), 1min44s133; e
3.º) Karl Rauscher / Maurício Gaudência (SC), 1min46s623.

Turismo 1.6 “C”:
1.º) Roberto Bonato / Evandro Maldonado (PR), 1min43s749;
2.º) Roberto Baú / Rodrigo Kostin (PR), 1min44s002;
3.º) Geovane Ciesielski (PR), 1min44s398.

Turismo “Terra”:
1.º) Norival / Carlos Kavilhuka (PR), 1min52s355.

Turismo 5000:
1.º) Marco Antonio Garcia (PR), 1min35s369;
2.º) Richard Heidrich (SC), 1min35s513;
3.º) Armin Kliewer (PR), 1min35s593.

Marcas

A primeira prova das categorias Marcas, com 18 participantes, teve largada às 9h38 deste domingo, realizando numa prova muito disputada nas duas categorias. O pole position Davi Dal Pizzol perdeu a liderança na primeira volta para Gustavo Magnabosco, seguidos de perto por Gustavo Dal Pizzol, Richard Heidrich, Ruslan Carta Filho, Valmor Emílio Weiss e Gefferson de Lima. Na segunda volta, o carro de Ruslan Filho e Gefferson de Lima rodaram caindo para as ultimas posições. O grande “pega” da prova foi protagonizado por Gustavo Magnabosco, Richard Heidrich e Valmor Emílio, do início ao fim da corrida mudando várias vezes as posições entre si. Grande corrida de recuperação de Ruslan Carta Filho, que na segunda volta caiu para a 15.ª posição e recebeu a bandeirada final em sexto lugar. Depois de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco com tempo total de 33min48s585, seguido de Davi Dal Pizzol, a 14s362, Gustavo Dal Pizzol, a 21s215, Richard Heidrich, a 22s656, Valmor Emílio, a 23s056, e em sexto lugar, Ruslan Carta Filho, a 31s128. E na Marcas “B” venceu Alisson Nurnberg, com tempo total de 34min38s195, vindo a seguir Wilians Peres, a 5s365, Gefferson de Lima, a 19s636, Diego Pardo, a 21s665, Valter de Souza Jr, a uma volta, e, Rafael Barranco, a três voltas.

Na segunda prova das categorias Marcas “A” e “B”, que aconteceu às 13h48 também muito disputada, com os 18 carros dando show de pilotagem por melhores posições na pista. Na largada Gustavo Magnabosco manteve a liderança na primeira volta, seguido de Gustavo Dal Pizzol, Richard Heidrich, Valmor Emílio, Algacir Sermann e Davi Dal Pizzol. Na quarta volta, Valmor Emílio abandonou a corrida, depois de bater em um pneu que estava na pista no fim da reta. O grande bom “pega” ficou por conta de Gustavo Dal Pizzol e Richard Heidrich pela segunda posição. Wilians Peres abandonou na 15.ª volta, por quebra de motor, quando liderava na Marcas “B”. Após 20 voltas, nova vitória de Gustavo Magnabosco na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 34min46s218, com Gustavo Dal Pizzol em segundo, a 12s151, Richard Heidrich em terceiro, a 12s554, Andrei Carta em quarto, a 23s127, Guto Baldo em quinto, a 1min13s082, e, Luciano Martins em sexto, a 8 voltas. E na Marcas “B” venceu Gefferson de Lima com tempo total de 35min25s742, seguido de João Naumes, a 3s296, Lúcio Seidel, a 36s549, André Pardo, a 37s015, Valter de Souza Jr, a duas voltas, e, Wilians Peres, a cinco voltas. Gustavo Magnabosco marcou a volta mais rápida das duas provas, na 16.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min40s826, à média de 131,930 km/h.

A classificação final da etapa por categoria foi a seguinte:

Marcas “A”:
1.º) Gustavo Magnabosco, 40 pontos;
2.º) Gustavo Dal Pizzol, 27;
3.º) Richard Heidrich, 22;
4.º) Ruslan Filho/Andrei Carta, 16;
5.º) Davi Dal Pizzol / Luciano Martins, 15.

Marcas “B”:
1.º) Alisson Nurnberg / João Naumes, 35;
2.º) Gefferson de Lima, 32;
3.º) Wilians Peres, 21;
4.º) Diego / André Pardo, 20; e
5.º) Valter de Souza Jr, 16.

Turismo 1.6

As categorias Turismo 1.6 “I”, “C” e “T” reuniram 15 carros, que foram para a primeira corrida às 10h28, muito disputada e proporcionando momentos de muita emoção. Elberto Alves largou na frente e perdeu a liderança para Roberto Bonato na primeira volta, seguidos por Roger Franke, Geovane Ciesielski, Roberto Baú, José Pederneira e Rafael Lupatini. Na terceira volta, com problemas mecânicos Geovane Ciesielski foi para os boxes e Elberto Alves assumiu novamente a liderança. Da nona volta em diante a “briga” pela liderança ficou entre Roberto Bonato e Roger Franke até a bandeirada final. Ao fim de 20 voltas, vitória de Roger Franke na Geral e na Turismo 1.6 “I”, com tempo total de 34min57s723, seguido de Jones Salvaro, a 51s920, Karl Rauscher, a 53s324 e em quarto lugar, Elberto Alves, a 12 valtas. Na Turismo 1.6 “C”, vitória de Roberto Baú, com tempo de 34min58s792, com Roberto Bonato em segundo, a 15s329, Rafael Lupatini em terceiro, a 21s928, Luiz Ferreira em quarto, a 24s912, James Schwerdtner, a 1min14s017 e em sexto, Samurai Sam, a 1min22s726. E na Turismo 1.6 “T”, venceu Norival Kavilhuka, com tempo de 35min35s837.

Na segunda prova das categorias Turismo 1.6 “I”, “C” e “T” que aconteceu às 14h43, teve mais uma prova muito movimentada. O pole position André Conti manteve a liderança na primeira volta, seguido de Rodrigo Kostin, Evandro Maldonado Charles Zimmermann, Rodrigo Tassi e Dhyogo Scholz. Na quinta volta Rodrigo Kostin assumiu a liderança na Geral para não mais perdê-la, seguido de perto por Charles Zimmermann e André Conti. Boa corrida de recuperação de José Pederneiras, que largou da nona posição e concluiu a prova em segundo lugar. Após 19 voltas, vitória de Rodrigo Kostin na Geral Turismo 1.6 “C”, com tempo total de 33min30s981, seguido de José Pederneiras, a 19s983, Rodrigo Tassi, a 37s260, Dhyogo Scholz, a 44s785, Júlio Bueno, a 57s967, e, Edson Sita, a uma volta.Turismo 1.6 “I”, vitória de André Conti, com tempo de 34min14s439, tendo Maurício Gaudêncio em segundo, a 43s856, Charles Zimmermann em terceiro, a sete voltas, e, Jones Salvaro em quarto, a 10 voltas. A volta mais rápida das provas disputadas, foi de Roberto Bonato, na 15.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min43s290, à média de 128,783 km/h. Turismo 1.6 “T” venceu Carlos Kavilhuka com tempo de 34min10s844.

A classificação final da etapa por categoria foi a seguinte:

Turismo 1.6 “C”:
1.º) Beto Baú / Rodrigo Kostin, 40 pontos;
2.º) Rodrigo Tassi / Luiz Ferreira, 22;
3.º) José Pederneiras, 19;
4.º) Roberto Bonato / Evandro Maldonado, 19;
5.º) James Schwerdtner / Dhyogo Scholz, 18.

Turismo 1.6 “I”:
1.º) Roger Frank / André Conti, 40;
2.º) Karl Rauscher / Maurício Gaudêncio, 27;
3.º) Jones Salvaro, 15.

Turismo 1.6 “T”:
1.º) Norival / Carlos Kavilhuka, 40.

Turismo 5000

A primeira prova da categoria Turismo 5000 foi para a pista às 11h18, com 7 participantes, que realizaram uma corrida muito disputada. Na largada, Marco Antonio Garcia perdeu a liderança na primeira volta para Richard Heidrich, seguidos de perto por Rubens Kliewer, Armin Kliewer, Anderson Andrade, Márcio Reuter e Wanderlei Berlanda. Na sétita volta, Richard Heidrich foi ultrapassado por Marco Garcia, que reassumiu a liderança. Na 14.ª volta Anderson Andrade assumiu o segundo lugar. Ao fim de 15 voltas, vitória de Marco Garcia, com tempo total de 24min15s801, seguido de Anderson Aldrade, a 3s071, Richard Heidrich, a 5s406, Armin Kliewer, a 7s069, Rubens Kliewer, a 18s308, Márcio Reuter, a 21s386, e, Wanderlei Berlanda, a 1min18s687.

Largando com grid invertido como está no regulamento da categoria, a segunda prova da Turismo 5000 largou as 15h33, com Wanderlei Berlanda largando na pole position, seguido de Márcio Reuter, Rubens Kliewer, Armin Kliewer, Richard Heidrich, Anderson Andrade e Marco Garcia. Com os carros mais rápidos vindo de trás, a prova ganhou em emoção com e volta a volta os ponteiros foram mudando. Na segunda volta Richard Heidrich assumiu a liderança. Na quarta volta o líder era Marco Garcia e na oitava volta Armin Kliewer assumio a liderança para não mais perdê-la. Após 15 voltas, vitória de Armin Kliewer, com tempo total de 24min22s925, tendo Anderson Andrade em segundo, a 4s999, Marco Garcia em terceiro, a 5s965, Rubens Kliewer em quarto, a 13s869, Márcio Reuter em quinto, a 16s526, Richard Heidrich em sexto, a 33s307, e, Wanderlei Berlanda em sétimo, a 1min08s837. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Anderson Andrade, na 7.ª passagem segunda corrida, com o tempo de 1min36s010, à média de 138,548 km/h.

A classificação final da etapa por pontos foi a seguinte:

1.º) Marco Garcia, 32 pontos;
2.º) Armin Kliewer, 30;
3.º) Anderson Andrade, 30;
4.º) Robens Kliewer, 18;
5.º) Richard Heidrich, 18;
6.º) Márcio Reuter, 14; e
7.º) Wanderlei Berlanda, 8.

A segunda etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2017 está marcada para os dias 8 e 9 de abril, no AIC, válida também pela primeira etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2017.

Notícias

Página inicial