Motor On Line
Notícias-

Volvo Cars celebra 90 anos de história com exposição de seus clássicos
Reportagem: Rodrigo Tramontina
Llorente & Cuenca
•Marca expõe alguns de seus modelos históricos no maior evento do gênero no mundo, a Techno Classica, realizada em Essen, Alemanha, de 5 a 9 de abril.

O primeiro automóvel da Volvo saiu da fábrica de Gotemburgo, na Suécia, em 14 de abril de 1927. A fabricante, entretanto, decidiu comemorar seus 90 anos de produção automotiva na Techno Classica, a mostra de veículos clássicos mais importante do mundo. Para isso, apresenta a história da companhia ao expor modelos emblemáticos e também seu produto mais recente, o novo XC60, apresentado no Salão do Automóvel de Genebra, no mês passado.

O novo SUV substitui o utilitário esporte médio de luxo mais vendido na Europa, com quase um milhão de unidades em nove anos. O XC60 representa hoje cerca de 30% das vendas globais da marca.

“Temos uma herança forte em SUVs elegantes e dinâmicos que oferecem a mais atual tecnologia. O novo XC60 não será uma exceção e representa o próximo passo em nosso plano de transformação”, afirma o presidente e CEO, Håkan Samuelsson.

Os seis clássicos exibidos na Techno Classica são os seguintes:

1934 PV654

Fabricado em 1929, apenas dois anos depois da pequena empresa de carros sueca iniciar suas operações, tinha um design distinto e um poderoso motor de seis cilindros em linha de 3 litros. Também foi produzida uma versão de sete lugares, principalmente para uso de táxis. Aproximadamente 4,4 mil carros da série Volvo PV600 foram produzidos durante os oito anos de vida do modelo.

1957 PV444

Chamado de “O pequeno Volvo” quando foi apresentado em Estocolmo, em 1944, teve sua produção iniciada apenas em 1947 por causa da escassez de materiais após a Segunda Guerra Mundial. Pela primeira vez, a Volvo oferecia um modelo ao alcance de clientes com renda menor e de demanda maior que a oferta.

Esse modelo foi o primeiro Volvo exportado para os Estados Unidos. A primeira unidade chegou ao porto em Long Beach, Califórnia, em 1955. Dois anos mais tarde, a fabricante se tornou a segunda maior importadora de veículos no país.

1800 S

O Volvo P1800 é, provavelmente, o modelo mais icônico da marca de todos os tempos. Tornou-se mundialmente conhecido como “O Carro dos Santos”, no programa de tevê de mesmo nome, da década de 60, estrelado por Roger Moore.

Fabricado de 1961 até 1973, o P1800 é atualmente o clássico mais procurado pelos colecionadores.

1968 145 Estate

No final de novembro de 1967, a Volvo apresentou a terceira versão de uma família completa de carros conhecida como Série 140: o Volvo 145.

O modelo era uma staton wagon de cinco portas com uma seção traseira – uma porta virtualmente na vertical. Tratava-se de um veículo seguro, confortável e extremamente prático e espaçoso. O volume de carga tinha mais de dois metros cúbicos e o piso da área de carga era completamente plano.

Rapidamente, o Volvo 145 se tornou uma perua muito popular e desempenhou um papel cada vez mais importante na série 140.

262 C

Lançado no Salão do Automóvel de Genebra, em 1977, como parte da celebração dos 50 anos da Volvo, o 262C foi resultado da cooperação entre a fabricante e o estúdio de design Bertone, projetado na Suécia, mas montado em Turim, na Itália.

Esse cupê de quatro lugares contava com uma linha de teto agressiva, sua marca registrada. Foi baseado no sedan 262, de duas portas e seis cilindros. Estampas personalizadas foram feitas pela Bertone, que também forneceu os interiores personalizados de couro, verniz de olmo e carpetes mais espessos.

O 262C foi distribuído pela PRV (Peugeot-Renault-Volvo) com motor com injeção de combustível B27F com válvulas V6, que produzia 140 hp. Um total de 6.622 carros foram construídos entre 1977 e 1981.

850 R

O 850 R é a versão de alto desempenho do bem-sucedido Volvo 850. Ele foi lançado em 1996 e era o sucessor do 850 T5-R.

O motor de cinco cilindros e 2,3 litros em linha, montado transversalmente, produzia 250 hp e levava o carro a 100 km/h em 7,5 segundos. A cor original era um vermelho intenso, mas outras cinco tonalidades poderiam ser requisitadas, dependendo do mercado.

O 850 R foi produzido tanto como sedã quanto perua, e tornou-se um jovem clássico muito procurado.

Para mais informações, acesse: www.volvocars.com/br

Notícias

Página inicial