Motor On Line
Notícias-

Kart: Petecof bom ritmo em Sarno pelo WSK e se prepara para o Europeu
Reportagem: Luis Ferrari / Rafael Valesi
Piloto da Academia Shell Racing mostrou grande competitividade nas atividades da última etapa do WSK, mas sofreu com imprevistos nas corridas.

Um dos destaques da nova geração do kartismo brasileiro, Gianluca Petecof faz em 2017 sua segunda temporada na Europa. No início do ano, entrou para a equipe italiana Tony Kart, uma das mais tradicionais do mundo, e subiu da categoria OK Junior para a OK, que concentra pilotos experientes e mais velhos que o paulista de 14 anos, muitos deles já como pilotos profissionais. No último fim de semana, em Sarno (no sul da Itália), Petecof disputou a 4º etapa do WSK Super Masters Series, seu sexto compromissos em competições europeias no ano, e mostrou grande desempenho em meio a um grid de 68 pilotos.

Logo no primeiro treino livre oficial, na sexta-feira, Gianluca liderou a sessão em seu grupo, provando que seria um forte competidor na última rodada do WSK. O piloto da Academia Shell Racing garantiu o 9º melhor tempo na tomada de tempos de seu grupo, e o 17º no geral. Nas baterias classificatórias, ficou no top-10 em três das quatro baterias, mas sofreu com alguns incidentes e problemas de acerto do equipamento.

Na pré-final, largando em 8º, o brasileiro foi acertado logo na largada por um adversário - que foi punido pelos comissários - e obrigado a abandonar, e assim não pôde disputar a corrida decisiva da etapa. Apesar do resultado adverso, Petecof ressaltou o ritmo competitivo, a boa velocidade e a constante evolução em sua primeira disputa completa neste campeonato na categoria OK. Na classificação geral após as quatro etapas do WSK Super Master Series, Gianluca Petecof ficou com a 31ª posição entre 81 competidores.

Agora, Gianluca se dedica nesta semana aos treinos físicos e mentais na Formula Medicine, reconhecido centro de treinamento na Itália, que cuida da preparação de pilotos da Formula 1, DTM, F2, entre outros, e na semana seguinte já volta ao mesmo circuito de Sarno para a disputa da 1ª de cinco etapas do Campeonato Europeu de Kart da CIK-FIA.

O que ele disse:

"Ficamos satisfeitos com o ritmo que tivemos em Sarno. Estava rápido em todas as sessões e confiante para fechar o campeonato com um bom resultado. Nas corridas, as coisas não saíram exatamente como esperávamos, mas vamos levar o que foi bom deste fim de semana, o fato de já estarmos bem competitivos na categoria OK, e seguir trabalhando para chegar ainda mais fortes, em outro patamar, para a disputa do Europeu em Sarno daqui 15 dias".

Gianluca Petecof

Sobre a plataforma da Raízen em motorsport:

A Raízen, por meio da marca Shell, promove a maior plataforma de patrocínio em esporte a motor no Brasil, a Academia de Pilotos Shell Racing. A marca apoia oito pilotos entre as modalidades do kart, Brasileiro de Turismo, Stock Car e Porsche Império GT3 Cup. O projeto está em linha com a estratégia global da marca, que, além do mais longevo patrocínio do automobilismo mundial com a Scuderia Ferrari na F1, está presente na Nascar, Indycar, V8 Australiana e Campeonato Mundial de Endurance.

Na temporada 2017, a Raízen patrocina o piloto Gianluca Petecof por meio do projeto "Formando um verdadeiro campeão" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana), incentivado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,1 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 63 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25,2 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.900 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial