Motor On Line
Notícias-

Kart: duas trocas de veículo e Alberto Otazú não consegue bons resultados
Reportagem: MasterMídia
Foto: Pedro Bragança
Piloto foi décimo no Master de Kart e oitavo no THR.

Como em todo esporte, também no kartismo a componente sorte tem um grande peso. Não basta apenas o piloto ser habilidoso e o kart ser eficiente. Ainda mais na modalidade de kart amador, quando os equipamentos são sorteados.

“Em dois campeonatos que disputei no último final de semana a sorte não foi minha aliada no sorteio do kart. Em ambas as corridas eu tive que trocar de kart duas vezes e ainda assim tive problemas”, contou Alberto Otazú (Alpie Escola de Pilotagem / Instituto Desenvolve / AVSP).

Na sexta etapa do Campeonato Master de Kart, disputada no Kartódromo de Interlagos, o líder do certame foi contemplado com um kart que apresentou problema logo na saída dos boxes e ele foi obrigado a trocá-lo. Com isto, deu apenas uma volta e ficou com o quarto tempo na tomada de tempo. Com uma excelente largada, Alberto Otazú assumiu a segunda posição logo na primeira volta e passou a empurrar o pole position George Shi Wen Ng.

“Eu estava muito mais rápido do que ele, tanto que fiz a volta mais rápida, mas resolvi empurrá-lo para abrir vantagem do pelotão que vinha atrás. A minha tática era ultrapassá-lo após a metade da corrida, mas na sétima volta um pneu furou e tive que entrar nos boxes para trocar de kart”, explicou.

Perdendo um minuto para a troca de equipamento, Otazú voltou na 15ª posição, conseguiu uma recuperação nas 11 voltas seguintes e recebeu a bandeirada na 10ª colocação. E isto porque incrivelmente terminou com outro pneu furado! Com isto, caiu para terceiro no campeonato, agora liderado por Rodrigo Cachioni, seguido de George Shi Wen Ng, que venceu pela primeira vez.

No Campeonato The Heart Racing (THR), decidido no domingo (01/7) no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), a história se repetiu. Na tomada de tempos Alberto Otazú foi sorteado com um kart ruim e na primeira volta já trocou de equipamento. Para sua surpresa, o novo kart era ainda pior e ele efetuou uma segunda troca. Por esta causa, ele teve que largar dos boxes, como estipula o regulamento.

“Eu vim decidido a brigar pela pole position e vitória, pois eu era um dos postulantes ao título, depois de vencer a última corrida disputada. Este problema foi uma ducha de água fria, mas resolvi lutar até o fim pra ver o que ia dar no final”, comentou Otazú.

Largando com grande desvantagem, e com um kart que também não rendia bem, Alberto foi fazendo uma prova de recuperação para terminar no oitavo posto. “Acho que mesmo que tivesse largado do grid com este kart, não conseguiria fazer nada melhor. Afinal, fiz apenas a oitava volta mais rápida. Mas é assim, hoje a sorte não sorriu para mim. De qualquer maneira, eu me esforcei até a bandeirada final”, completou. Com este resultado, Alberto Otazú terminou este campeonato semestral na quinta posição. O campeão foi Bruno Rodrigues, vencedor da prova.

Classificação do Campeonato Master de Kart depois de seis etapas (com descartes):

1) Rodrigo Cachioni, 76 pontos;
2) George Shi Wen NG, 70;
3) Alberto Otazú, 67;
4) Milton Koyama, 56;
5) Galvane Ruivo, 54;
6) Marco Carletto, 49;
7) Everson ‘Reco’ Soares, 48;
8) Sandro Godoi, 47;
9) Gustavo Pincelli, 32;
10) Carlos Funari, 31 pontos.

Classificação final da categoria Gold do THR:

1) Bruno Rodrigues, 149 pontos;
2) Hélder Vieira, 132;
3) Fábio Nakiri, 124;
4) Júlio Luchiari, 112,5;
5) Alberto Otazú, 99;
6) Paulo Santanna, 99.

Alberto Cesar Otazú tem o apoio de Alpie Escola de Pilotagem, Instituto Desenvolve, Autódromo Virtual de São Paulo (AVSP), No Fire Services, Imab Fechaduras, Studio 67 Design e LEAG. O jovem apoia as ações da Associação Cruz Verde e Direção para a Vida.

Notícias

Página inicial