Motor On Line
Notícias-

F-4 Italiana: Petecof rodada tripla em Imola com pontos somados em todas corridas
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Divulgação
Piloto da Academia Shell Racing termina as três provas do fim de semana do Italiano de F4 em sexto e é vice-líder entre os estreantes.

O piloto brasileiro Gianluca Petecof terminou a rodada tripla de Imola do Campeonato Italiano de Fórmula 4 com pontuações nas três corridas do fim de semana, todas na sexta colocação.

Com os resultados, o piloto da Academia da Ferrari, que perdeu uma rodada tripla na temporada por causa de dores nas costas, também ocupa a sexta colocação na classificação geral do campeonato e a vice-liderança entre os estreantes.

Depois de ter acabado em sexto na corrida de sábado, Petecof largou bem da sétima posição na primeira corrida deste domingo e ganhou uma posição. Ainda no começo, ele tentou passar Petr Ptacek mas não conseguiu. Numa corrida marcada por duas intervenções do safety car, Gianluca manteve sua posição até a bandeirada.

O resultado da corrida 3 foi o mesmo da prova anterior, mas a corrida foi mais agitada. Com uma ótima primeira volta, o brasileiro ganhou duas posições e chegou ao quinto lugar. Depois, Petecof teve uma disputa ferrenha com o suíço Gregoire Saucy e ficou com mais uma sexta posição, a segunda entre os rookies.

A próxima rodada tripla do Italiano de F4 será disputada daqui a três semanas, em Vallelunga. Pelo Campeonato Alemão, Gianluca volta a acelerar já no próximo fim de semana, em Nürburgring.

O que disse Gianluca Petecof:

"O fim de semana poderia ter buscado mais. As classificações não foram boas, e não tínhamos um ritmo suficiente para ganhar posições. Tanto na corrida 2 como na 3 eu consegui ganhar posições na largada, mas depois faltava ritmo para subir. Procurei evitar qualquer enrosco e acabei tendo três sextos lugares. Pelo menos trouxemos os pontos para casa, mas daqui para a frente é importante trabalhar para começar mais o fim de semana e achar o ritmo melhor na corrida. Mais importante do que ter um bom desempenho em uma volta no qualifying é ter constantemente bom ritmo para ganhar posições e se manter entre os primeiros"

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

A participação na temporada através do projeto Ano 2 - Formando um Verdadeiro Campeão, aprovado na Lei de Incentivo ao Esporte através do Ministério do Esporte, no processo 58000.116710/2017-97

Notícias

Página inicial