Motor On Line
Notícias-

Com 55 carros inscritos a Cascavel de Ouro encerra período de desconto na taxa
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: Vanderley Soares
Redução de 10% no valor da inscrição por carro vale até esta terça-feira. Corrida de novembro terá premiação recorde de R$ 150 mil.

Aberta no dia 1º de fevereiro, a fase de descontos na taxa de inscrição de carros para a 32ª Cascavel de Ouro será encerrada nesta terça-feira (31). O abatimento de 10% no valor estipulado pelo regulamento desportivo é oferecido aos pilotos que tiverem efetivado entre os meses de maio e julho as inscrições para disputar o evento de 18 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, que terá R$ 150 mil em premiações.

Até a tarde desta segunda-feira (30) a comissão organizadora da prova contabilizava as inscrições de 55 carros. “A aceitação dos pilotos à proposta da 32ª Cascavel de Ouro tem sido muito boa, a resposta que estamos tendo é das mais positivas”, avalia o piloto Edson Massaro, promotor do evento. “A primeira fase de inscrições, que foi até fim de abril e teve um desconto de 20%, fechou com 28 carros inscritos. Nesta segunda fase já são mais 27”.

A taxa de inscrição definida no regulamento desportivo da 32ª Cascavel de Ouro é de R$ 5.000 por carro, tanto para duplas quanto para trios de pilotos. As inscrições efetivadas entre fevereiro e abril, sob o desconto de 20%, tiveram taxa de R$ 4.000. Entre maio e julho, com 10% de desconto, a taxa é de R$ 4.500. O formulário de inscrição pode ser solicitado pelo e-mail cascaveldeouro2018@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052.

“Com as inscrições confirmadas até agora, já temos garantia de lotação máxima no grid”, observa Massaro, lembrando que as normas da Federação Internacional de Automobilismo limitam em 55 o número de carros na pista em uma corrida com as características da Cascavel de Ouro. “Deveremos chegar a quase 70 carros até o fim da fase de inscrições. Isso nos garante também uma disputa muito forte desde os treinos classificatórios e a repescagem”, diz.

A tomada de tempos classificatória será feita em duas baterias, como na edição de 2017, considerando a média das melhores voltas de cada piloto. As médias vão determinar o resultado final, e os 40 primeiros estarão classificados ao grid. Os demais participarão na véspera da Cascavel de Ouro de uma prova de repescagem com duração de 40 minutos, em que os 15 primeiros colocados vão assegurar as vagas restantes para a disputa pela premiação inédita.

“Lançamos esse conceito da prova de repescagem na Cascavel de Ouro no ano passado, quanto atingimos o recorde de 56 carros inscritos. É um modo de garantir uma segunda chance a todos”, considera Massaro. “Para este ano o nosso regulamento apresenta algumas novidades. Uma delas é que o piloto que não se classificar para a corrida em seu carro pode participar integrando a equipe de outro carro que esteja classificado”, ilustra o promotor da prova.

A Cascavel de Ouro oferece aos pilotos a maior premiação do Brasil em se tratando de uma corrida de caráter festivo. Além do troféu que destaca uma serpente confeccionada em ouro de 18 quilates, os vencedores receberão R$ 100 mil em dinheiro. Haverá ainda prêmios de R$ 20 mil para o segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 mil para os pilotos que conquistarem a pole position.

Disputada em 5 de novembro, a Cascavel de Ouro de 2017 instituiu pela primeira vez a premiação de R$ 100 mil aos vencedores. O catarinense Marcel Sedano e o paranaense Emílio Weiss, pela Stumpf Preparações, conquistaram a vitória. A prova reuniu 121 pilotos de 14 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Com três horas de duração, a prova de 2018 terá transmissão ao vivo do canal BandSports – o conteúdo será disponibilizado também na internet.

Notícias

Página inicial