Motor On Line
Notícias-

Edson Bueno e Diogo Pachenki mantêm parceria por vitória na Cascavel de Ouro
Reportagem: Grelak Comunicação
Foto: Vanderley Soares
Quarto lugar em 2017 motiva dupla, que disputará premiação de R$ 150 mil pela equipe vencedora das duas últimas edições da corrida.

Bicampeã da Cascavel de Ouro com Odair dos Santos/Thiago Klein em 2016 e Marcel Sedano/Emílio Weiss no ano passado, a Stumpf Preparações é uma das equipes com maior número de carros inscritos na 32ª da corrida mais tradicional do automobilismo do Sul do Brasil. São seis carros pela organização liderada por Jorge Stumpf e os filhos Muriel e Jorge Júnior. Um desses carros, o VW Gol número 107, será pilotado por Edson Bueno e Diogo Pachenki.

Bueno, 22 anos, é piloto da cidade de Teixeira Soares. Pachenki, de 34, é piloto de Cascavel. Eles manifestam a expectativa de figurar na disputa direta pela vitória na corrida de 18 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, que oferecerá a inédita premiação de R$ 150 mil. “A cada ano a prova tem se tornado maior e mais importante, vencer uma Cascavel de Ouro é coisa que todo piloto quer incluir no currículo”, afirma Pachenki.

Os paranaenses atuaram em dupla pela primeira vez na Cascavel de Ouro na edição de 2016, pela Paraguay Racing-Stumpf Preparações. A corrida durou 92 das 155 voltas para os dois paranaenses. No ano passado, largando em 13º no grid formado por 50 carros, a dupla obteve o quarto lugar. A edição de 2018 será a primeira em que, em conformidade com a mudança na fórmula internacional regida pela FIA, o grid será formado por 55 carros.

Pachenki, depois de colecionar títulos no kart, foi campeão brasileiro de arrancadas, pilotando um dragster. Em 2001, estreou na Fórmula Júnior e foi terceiro colocado no Campeonato Brasileiro. Passou pela Stock Car Light, onde conquistou o título de 2004, competiu na Stock Car, na Copa Montana, sendo o campeão de 2010, e de 2013 a 2016 atuou na Fórmula Truck, onde conquistou uma vitória e colecionou pódios.

Bueno iniciou carreira aos 7 anos, no kart. Aos 13, tomou contato com a velocidade na terra e foi campeão paranaense de Fusca Cross em 2014. Em 2015 venceu ao lado de Rodolfo Richter as 100 Milhas de Velocidade na Terra e, já atuando no asfalto, foi a revelação do Paranaense de Turismo 1600, com o título no ano de estreia. Foi campeão da classe B no Brasileiro de Turismo 1600 em 2017 e lidera a atual temporada da Classe 2 na Turismo Nacional.

Inscrições

Pilotos e equipes podem solicitar a ficha de inscrição da 32ª Cascavel de Ouro por e-mail, com mensagem para cascaveldeouro2018@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052. A disputa é aberta a pilotos inscritos carros da categoria Marcas & Pilotos 1.6, configurados pelo regulamento técnico do Campeonato Paranaense. A corrida terá duração de três horas e será transmitida ao vivo pelo canal BandSports. Até o momento são 59 os carros inscritos.

O regulamento desportivo da Cascavel de Ouro estipula em R$ 5 mil a taxa de inscrição por carro. Os vencedores da corrida receberão R$ 100 mil. Há prêmios de R$ 20 mil ao segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 mil pela pole. A programação de novembro em Cascavel incluirá ainda a sétima etapa da Sprint Race Brasil e a primeira edição da #GoldClassic, com 72 carros já inscritos.

Notícias

Página inicial