Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Suzuki conquista mais uma top-15 em Goiânia
Reportagem: Fernanda Gonçalves
Foto: Vanderley Soares
Comunicação Promax Bardahl
Os companheiros Guilherme Salas e Renato Braga completam a prova em 18º e 19º, respectivamente.

Acidentes, ultrapassagens, dois pit stops obrigatórias, três intervenções do carro de segurança e 40 minutos de muita emoção marcaram neste domingo (dia 5) a Corrida do Milhão, sexta etapa da temporada 2018 da Stock Car, no autódromo Ayrton Senna, em Goiânia (GO).

Pela segunda vez, Rubens Barrichello faturou o prêmio milionário, com Max Wilson em segundo e o português Antônio Felix da Costa em terceiro.

Na equipe Bardahl Hot Car Competições, Rafael Suzuki voltou a pontuar, completando a prova em 14º lugar. Guilherme Salas foi o 18º e, estreando na equipe do chefe Amadeu Rodrigues, Renato Braga ficou em 19º.

Suzuki largou em 15º, ganhou duas posições na primeira volta e, após a primeira parada nos boxes, onde fez o reabastecimento, subiu para o Top-6. O piloto já era o quarto no momento da segunda parada, quando fez a troca de pneus, mas foi prejudicado por um problema no pit.

“Foi uma prova de altos e baixos. Depois do primeiro pit stop, onde nós só abastecemos, conseguimos manter um bom ritmo e até brigar com quem já tinha trocado os pneus”, contou o piloto do Stock #8.

“No segundo pit stop, eu entrei nos boxes na primeira volta da janela em quarto, só que a porca voou no pit stop e perdemos uns oito segundos, o que nos custou um sétimo, oitavo lugar na prova”, lamentou Suzuki.

“A performance do carro foi boa. A estratégia, mesmo não encaixando perfeitamente, ia nos levar para o Top-10. Mas acontece. Ninguém erra querendo. Vamos treinar mais pit stop e melhorar para não perder posições nos boxes”, completou o piloto, que tem três Top-10 e três Top-15 na temporada.

No Stock #117, Salas também teve dificuldades e acabou ficando de fora da zona de pontos. “Foi uma corrida em que o nosso ritmo era rápido. Fizemos uma largada muito boa (ganhando três posições), mas acabei errando depois da primeira parada”, lembrou o piloto de Jundiaí, interior de São Paulo.

“Na última parada, infelizmente, a equipe teve um problema na hora de levantar o carro e perdemos muito tempo. Mas vamos estudar tudo o que aconteceu e melhorar para as próximas”, finalizou o piloto do Stock #117.

Correndo em casa, em sua primeira disputa pelo time de Amadeu Rodrigues na Stock Car, o goiano Renato Braga finalizou a prova na 19ª colocação com o Stock #555, ganhando 14 posições na disputa.

Dentro de 15 dias, a Stock Car está de volta com a etapa de Campo Grande (MS), no dia 19.

Resultado da Corrida do Milhão:

1. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 39 voltas em 41min24s444
2. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 0s684
3. 444 Antonio Félix da Costa (Hero Motorsport II) – a 1s250
4. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) – a 4s791
5. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 7s333
6. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 9s654
7. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 10s703
8. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 15s700
9. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) – 17s707
10. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 17s911
11. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 17s71
12. 86 Agustín Canapino (Cimed Chevrolet Team) – a 18s321
13. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) – a 18s635
14. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 19s279
15. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 24s337
16. 33 Nelson Piquet Jr. (Full Time Bassani) – a 33s074
17. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) – a 34s995
18. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 38s925
19. 555 Renato Baga (Bardahl Cifarma RZ) – a 42s133
20. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 42s169
21. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 1 volta
22. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 8 voltas
23. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) – a 9 voltas
24. 19 Felipe Massa (Cimed Chevrolet Team) – a 9 voltas
Não completaram
25. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 18 voltas
26. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) – a 18 voltas
27. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 21 voltas
28. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) – a 22 voltas
29. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 32 voltas
30. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 34 voltas
31. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 37 voltas
32. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 39 voltas
33. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – excluído
Melhor volta: Antonio Félix da Costa, 47s622 (média de 203,7 km/h)

Classificação do campeonato até o momento (Top-10):

1º D.Serra - 163 pontos
2º M.Gomes - 127
3º M.Wilson - 120
4º R.Barrichello - 115
5º F.Fraga - 113
6º J.Campos - 89
7º C.Bueno - 80
8º R.Zonta - 68
9º L.di Grassi - 68
10º Á.Abreu – 65
17º Rafael Suzuki - 27
27º Guilherme Salas – 3

Notícias

Página inicial