Motor On Line
Notícias-

Rally: Rodrigo Varela quer sua primeira vitória na prova com UTV no Sertões
Reportagem: João Alberto Otazú
Foto: Luciano Santos
MasterMidia
Rodrigo Varela já terminou em segundo em 2013 e 2015.

Líder disparado do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e maior vencedor da modalidade UTV na história do esporte no Brasil, o paulista Rodrigo Varela (Can-Am/Divino Fogão/Arisun/Blindarte/Norton/Cotton Racing) está perseguindo o seu primeiro grande resultado no Rally dos Sertões, a principal competição off-road brasileira, que será disputado de 18 a 25 de agosto entre Goiânia (GO) e Fortaleza (CE). Em cinco participações com UTV, ele já bateu na trave duas vezes, ao ser o segundo colocado em 2013 e 2015.

“O Sertões é uma prova muito dura e traiçoeira e em todos anos eu cai na armadilha dele. Para este ano estamos indo fortes de novo. Acredito que o nosso UTV está muito bom, muito bem feito, e pretendo ter um desempenho ainda melhor. Estamos trabalhando muito para ter o melhor resultado este ano”, acredita o experiente piloto Rodrigo Varela, que além de vários títulos no esporte a motor, coleciona 27 triunfos com UTV. Em 2009 ele foi Campeão do Rally dos Sertões na categoria Quadriciclo Experience 450cc.

Mesmo sendo o mais experiente piloto de UTV da ‘Família da Poeira’, Rodrigo Varela já comemorou as vitórias de seus irmãos mais novos Gabriel – em 2016 – e Bruno – em 2017 – com UTV no Rally dos Sertões, além de seu pai Reinaldo na categoria Carros, em 2000 e 2015. Agora ele acha que chegou a sua vez.

“Para ser o quarto membro da Família da Poeira a vencer o Rally dos Sertões, fora toda a dedicação que estamos tendo com a equipe Divino Fogão Rally Team e com o nosso Can-Am Maverick X3, vencemos todas as provas que participamos – Rally Minas Brasil, Rally Poeira, Rally Cuesta e Rally de Inverno - neste ano”, justifica o piloto de 27 anos de idade. “Isto mostra que estamos no caminho certo, mas o Sertões é ingrato as vezes, pois você pode liderar o tempo todo e no último dia ter algum problema e acabar tudo indo por água abaixo. Mas a dedicação e o trabalho em equipe vão nos deixar cada vez mais perto desta vitória”.

Um equipamento vencedor

Para a sua sexta participação com UTV no Rally dos Sertões, Rodrigo Varela vai usar o seu Can-Am Maverick X3 vencedor de quatro corridas nesta temporada, com modificações para a prova de sete dias e 3.607 km, dos quais 57% deles serão de trecho cronometrado. “É muito diferente, pois mexemos bastante no equipamento para esta prova que é bem longa. No Baja o piloto vai sozinho, com estepe ao seu lado, carregando pouco combustível, com menos peso e usando a potência máxima. No Cross Country, que é o tipo de prova do Sertões, o peso do veículo é maior e a distribuição do peso é bem diferente, pois carrega um navegador ao lado, mais peças sobressalentes, mais combustível e o estepe vai atrás. Além disto, a potência é reduzida para contemplar a resistência. E tudo isto influencia na pilotagem”, explica o líder do Brasileiro.

Notícias

Página inicial