Motor On Line
Notícias-

Shell Racing busca acerto na 2ª pista mais travada da Stock Light em CG
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mario Dias
Raphael Reis chega para o fim de semana de olho nos pontos na briga pelo título, e Gaetano di Mauro se readapta ao carro da categoria.

Numa sexta-feira de muito calor em Campo Grande, os pilotos da Shell Racing Raphael Reis e Gaetano di Mauro usaram o dia para buscar o melhor acerto em seus carros na segunda pista mais lenta da Stock Light - o Velo Città é o circuito mais travado do ano.

Vice-campeão do ano passado no Brasileiro de Turismo, que foi rebatizada de Stock Light este ano, Gaetano se readaptou bem ao carro da categoria e foi o terceiro mais rápido na primeira sessão. No segundo treino, Di Mauro terminou em quinto lugar.

Já Raphael Reis, que ocupa a terceira posição no campeonato deste ano e está na briga direta pelo título, usou apenas pneus muito gastos nas duas sessões, e completou as práticas em décimo e 11º lugares, respectivamente, mas se mostrou satisfeito com o carro.

A dupla da Shell Racing volta à pista às 8h40 (de Brasília) deste sábado para o terceiro treino livre. Às 11h45 será disputada a classificação da corrida 1, que terá largada às 14h30, com transmissão do Sportv Play.

No domingo, às 8h35, será dada a largada da segunda prova do fim de semana. O SporTV Play mostra ao vivo.

O que eles disseram:

"Estou muito feliz, fazia tempo que eu não andava no carro. Eu me adaptei rapidamente no primeiro treino, mesmo numa pista diferente que eu não conhecia. É preciso andar bem no trilho, se concentrar bastante. É uma pista com sujeira nos cantos. Estamos fazendo um bom trabalho, não temos bons pneus para os treinos e estamos acertando o carro para a classificação e as corridas."

Gaetano di Mauro, piloto do carro #11

"Chegamos num ponto do campeonato que é bem no meio, então a nossa condição de pneu está bem ruim. Estou bem satisfeito com o resultado porque a maioria dos pilotos já colocou pneu zero, então tenho muito a melhorar. Estou confiante, acho que amanhã será um bom dia, vamos tentar diminuir a diferença para a liderança do campeonato e tentar chegar à última etapa com chance de ser campeão"

Raphael Reis, piloto do carro #77

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial