Motor On Line
Notícias-

Favoritos vencem na quarta etapa do Metropolitano de Curitiba
Reportagem: Bispo Neto
MRT

O domingo (19/8) foi com sol e muito movimentado em Pinhais, com a realização das provas da quarta etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade 2018, e bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). O evento foi disputado nas categorias Turismo 5000 “A” e “B”, Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6“I”, Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B” e Terra Turismo “C”, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), e apoio da Bana Pneus, Pirelli, Hotel Slaviero Executive Pinhais, Posto Taborda, Zanoello Troféus e Trans Magnabosco.

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram:

Turismo 5000 “A”:
1.º) Armin Kliwer (SC), 1min33s548;
2.º) Marco Antonio Garcia (PR), 1min33s658;
3.º) Maurício Reuter (SC), 1min34s205.

Turismo 5000 “B”:
1.º) Maurício Gaudêncio (PR), 1min40s608;
2.º) Ivan/Ivo Ribeiro (PR), 2min15s153.

Marcas “A”:
1.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta (PR), 1min39s993;
2.º) Wanderlei Berlanda Jr (SC), 1min40s007;
3.º) Gustavo Magnabosco (SC), 1min40s177.

Marcas “B”:
1.º) Guto Baldo (PR), 1min41s961;
2.º) João Paulo Naumes/Alisson Nurnberg (PR), 1min42s011;
3.º) Marcelo Andrade (PR), 1min42s150.

Turismo 1.6 “I”:
1.º) Felipe Lobo/Rômulo Molinari (SC/PR), 1min41s713;
2.º) Geison Tureck/Carlos Júnior (PR), 1min42s765;
3.º) José Pederneiras (PR), 1min43s020.

Terra Marcas “A”:
1.º) Leonardo Kowalski (PR), 1min41s174;
2.º) Roberto Bonato (PR), 1min41s598;
3.º) Antonio Carvalho/Beto Baú (PR), 1min41s880.

Terra Marcas “B”:
1.º) Guilherme Ragnini (PR), 1min41s414;
2.º) Emerson Swed (PR), 1min43s366;
3.º) Brendon Zonta Gabardo (PR), 1min43s704.

Terra Turismo “C”:
1.º) Luiz Ferreira (PR), 1min42s750;
2.º) Nilton Silva Jr (PR), 1min43s298; e
3.º) James Schwerdtner (PR), 1min43s725.

Turismo 5000

A primeira prova das categorias Turismo 5000 “A” e “B” foi realizada na tarde de sábado (18/8), às 16h35, com os oito participantes realizando uma corrida muito disputada, com “pegas” em vários pontos da pista por melhores posições. Na largada, Armin Kliewer manteve a liderança, seguido de perto por Marco Antonio Garcia, Maurício Reuter e Richard Heidrich. Nas primeiras voltas, Marco Garcia pressionou o líder Armin Kliewer, mas não conseguiu a ultrapassagem. Rubens Kliewer teve problemas com nove voltas e abandonou a prova. E o Omega n.º 71 de José Carlos Franzoi quebrou e abandonou com 11 voltas, depois de ter assumido o segundo lugar na prova. O Omega n.º 10 de Ivan e Ivo Ribeiro teve problemas e nem largou. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Armin Kliewer, na Geral e na Turismo 5000 “A”, com tempo total de 23min45s153, seguido de Marco Antonio Garcia, a 5s038, Maurício Reuter, a 12s225, Richard Heidrich, a 29s155, e, Wanderlei Berlanda, a 1min01s635. E na Turismo 5000 “B” venceu Maurício Gaudêncio, com tempo de 25min21s659. Armin Kliewer marcou ainda a volta mais rápida da prova, na segunda passagem, com o tempo de 1min33s831, à média de 141,766 km/h.

No domingo (19/8), a segunda prova da Turismo 5000 largou as 11h35, com Armin Kliewer largando na pole position, mantendo a liderança, seguido de Marco Antonio Garcia, José Carlos Franzoi e Rubenz Kliewer. A disputa pela liderança da prova foi boa entre Armin Kliewer e Marco Antonio Garcia até a metade da corrida, depois Armin abriu um pouco. Maurício Reuter nem largou na segunda prova e o carro de Ivan e Ivo Ribeiro quebrou a uma volta da bandeirada final. Após 15 voltas, nova vitória de Armin Kliewer na Geral e na Turismo 5000 “A”, com o tempo total de 23min478s847, tendo Marco Antonio Garcia em segundo, a 1s209, José Carlos Franzoi em terceiro, a 8s932, Richard Heidrich em quarto, a 18s861, e, Ribenz Kliewer em quinto, a 19s238. E na Turismo 5000 “B”, vitória de Maurício Gaudêncio, com tempo de 25min21s360 e Ivan/Ivo Ribeiro em segundo, a uma volta. Armin Kliewer marcou ainda a volta mais rápida das provas, na segunda passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min33s831, à média de 141,766 km/h.

A classificação final da etapa por pontos foi a seguinte:

Turismo 5000 “A”:
1.º) Armi n Kliewer, 40 pontos;
2.º) Marco Antonio Garcia, 30;
3.º) Richard Heidrich, 20;
4.º) José Carlos Franzoi, 18; e
5.º) Wanderlei Berlanda, 14.

E na Turismo 5000 “B”:
1.º) Maurício Gaudêncio, 40 pontos; e
2.º) Ivan/Ivo Ribeiro, 15.

Marcas e Turismo 1.6

A primeira prova das categorias Marcas “A” e “B” e Turismo 1.6 “I”, com 26 participantes, teve largada às 9h45 de domingo, realizando uma prova muito disputada nas três categorias. O pole position Ruslan Carta Filho perdeu a liderança na primeira volta para Gustavo Magnabosco, seguidos de perto por Felipe Lobo, Pierre Sabbagh, Davi Dal Pizzol, Wanderlei Berlanda Jr, Richard Heidrich, Valmor Emílio Weiss e Rafael Barranco. O “pega” entre Gustavo Magnabosco e Ruslan Carta Filho pela liderança da prova durou até a bandeirada final. Na Marcas “B” Guto Baldo e Alisson Nurnberg se revesaram na liderança por duas vezes. Abandonaram por quebra os carros de Marcelo Andrade, na sexta volta e Ivan Salgado na 17.ª passagem, ambos da Marcas “B”. Depois de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco com tempo total de 33min43s890, seguido de Ruslan Carta Filho, a 0s407, Felipe Lobo, a 6s086, Richard Heidrich, a 6s413, e, Pierre Sabbagh, a 14s267. Na Marcas “B” venceu Guto Baldo, com tempo total de 34min22s111, vindo a seguir Alisson Nurnberg, a 12s999, Samir Guimarães, a 43s183, Lúcio Seidel, a uma volta, e, Emerson Grochoski, a uma volta. E na Turismo 1.6 “I” a vitória foi de Rômulo Molinari com tempo de 34min35s738, com Antonio Carvalho em segundo, a 0s872, Geison Tureck em terceiro, a 1s745, Karl Raucher em quarto, a 16s652, e, José Pederneiras em quinto, a uma volta.

Na segunda prova das categorias Marcas “A” e “B” e Turismo 1.6 “I”, que aconteceu às 13h30 também muito disputada, com os pilotos dando show na “briga” por melhores posições na pista. Na largada, Gustavo Magnabosco manteve a liderança na primeira volta, seguido de perto por Andrei Carta, Richard Heidrich, Pierre Sabbagh, Wanderlei Berlanda Jr e Davi Dal Pizzol. O “pega” entre Gustavo Magnabosco e Andrei Carta também durou a corrida toda. Andrei assumiu a liderança na terceira volta e Gustavo recuperou na 11.ª passagem. Andrei liderou ainda na 13.ª e 18.ª voltas e Gustavo reassumia a liderança em seguida. Abandonaram a prova Gefferson Lima (5.ª volta), Eduardo Pavelski (6.ª volta), Karl Raucher (7.ª volta), e, Lúcio Seidel (10.ª volta). Após 19 voltas, nova vitória foi de Gustavo Magnabosco na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 34min24s389, com Andrei Carta em segundo, a 0s341, Richard Heidrich em terceiro, a 3s475, Davi Dal Pizzol em quarto, a 3s880, e, Wilians Peres em quinto, a 4s446. Na Marcas “B” venceu Guto Baldo com tempo total de 34min34s678, seguido de João Paulo Naumes, a 2s702, Samir Guimarães, a 28s712, Marcelo Andrade, a 29s047, e, Ivan Salgado, a 30s153. E na Turismo 1.6 “I” Felipe Lobo recebeu a bandeira quadriculada em primeiro lugar, com tempo de 34min35s146, vindo a seguir José Pederneiras, a 11s861, Antonio Carvalho, a 12s208, e, Carlos Júnior, a 13s067. Richard Heidrich marcou a volta mais rápida das duas provas, na 6.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min39s577, à média de 133,585 km/h.

A classificação final da etapa por categoria foi a seguinte:

Marcas “A”:

1.º) Gustavo Magnabosco, 40 pontos;
2.º) Ruslan Carta Filho/Andrei Carta, 30;
3.º) Richard Heidrich, 22;
4.º) Davi Dal Pizzol, 14;
5.º) Pierre Sabbagh, 14.

Marcas “B”:
1.º) Guto Baldo, 40;
2.º) Alisson Nurnberg/João Paulo Naumes, 30;
3.º) Samir Guimarães, 24;
4.º) Ivan Salgado, 14;
5.º) Emerson Grochoski, 14.

E na Turismo 1.6 “I”:
1.º) Felipe Lobo/Rômulo Molinari, 40;
2.º) Antonio Carvalho/Beto Baú, 27;
3.º) José Pederneiras, 23;
4.º) Geison Tureck/Carlos Júnior, 22; e
5.º) Karl Raucher, 10.

Terra

Reunindo as categorias Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B” e Terra Turismo “C”, a primeira prova da Terra aconteceu às 10h45 de domingo, com 33 participantes, para 25 minutos mais duas voltas. Leonardo Kovalski que largou na pole position manteve a liderança na primeira volta, seguido de perto por Roberto Bonato, Guilherme Ragnini, Juca Lisboa, Jorge Marques e Beto Baú. Os carros de Beto Baú (5.ª volta), Arlei Tuchoski e Brendon Zonta Gabardo (6.ª volta), Wilson Kavilhuka (10.ª volta) Maycon de Oliveira e Thiri Lorentz (12.ª volta), Luiz Ricardo e Naor Petry (13.ª volta), abandonaram a corrida. Depois de 14 voltas, vitória de Roberto Bonato na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 26min51s606, vindo a seguir Leonardo kovalski, a 0s793, Jorge Marques, a 3s047, Juca Lisboa, a 3s897, e, Marcelo Cordeiro, a 8s611. Na Marcas “B” venceu Guilherme Ragnini com tempo 26min54s056, tendo Luiz Brambila em segundo, a 8s492, Emerson Swed em terceiro, a 13s584, Luís Tatsch em quarto, a 17s791, e, Luciano Fracaro em quinto, a 19s104. E na Turismo “C”, vitória de Luiz Ferreira, com tempo de 27min00s606, seguido de James Schwerdtner, a 5s995, Evandro Maldonado, a 6s903, Nilton Silva Filho, a 8s809, e, Carlos Vaz, a 13s519.

A segunda prova das categorias Terra também foi muito movimentada, indo à pista às 15h05, com boas disputas do início ao fim da corrida. Roberto Bonato largou na pole e perdeu a posição para Leonardo Kovalski na primeira volta, seguidos de Jorge Marques, Stive Tokarski, Guilherme Ragnini e Luiz Ferreira. Airton Erig abandonou a corrida com cinco voltas, Jean Carlo de Lima, Johnis Toniolo, Sérgio Bosco e Norival Kavilhuka com onze voltas, Júlio Bueno e Antonio Carvalho com doze. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Leonardo Kovalski na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 27min07s781, vindo a seguir Stive Tokarski, a 3s168, Jorge Marques, a 3s855, Naor Petry, a 6s067, e, Roberto Bonato, a 12s982. Na Marcas “B” venceu novamente Guilherme Ragnini, com tempo de 27min14s115, tendo Emerson Swed em segundo, a 2s579, Luiz Brambila em terceiro, a 2s881, Luís Tatsch em quarto, a 8s246, e, Reginaldo Vieira em quinto, a 9s080. E na Turismo “C”, nova vitória de Luiz Ferreira, com tempo de 27min15s205, seguido de Nilton Silva Filho, a 2s696, José Luís Cavassin, a 3s245, Evandro Maldonado, a 3s643, e, James Schwerdtner, a 5s064. Stive Tokarski marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 2.ª passagem da segunda corrida, com tempo de 1min40s840, à média de 131,912 km/h.

Somados os pontos das provas disputadas, a classificação final foi a seguinte:

Terra Marcas “A”:

1.º) Leonardo Kovalski, 35 pontos;
2.º) Roberto Bonato, 28;
3.º) Juca Lisboa/Stive Tokarski, 25;
4.º) Jorge Marques, 24; e
5.º) Naor Petry, 16.

Terra Marcas “B”:
1.º) Guilherme Ragnini, 40;
2.º) Emerson Swed, 27;
3.º) Luiz Brambila, 27;
4.º) Luís Tatsch, 20; e
5.º) Reginaldo Vieira, 14.

E na Terra Turismo “C”:
1.º) Luiz Ferreira, 40;
2.º) Nilton Silva Filho, 25;
3.º) James Schwertner, 23;
4.º) Evandro Maldonado, 22; e
5.º) José Luís Cavassin,18.

A quinta etapa do Metropolitano de Curitiba de Marcas e Pilotos 2018 está marcada para os dias 28, 29 e 30 de setembro, no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, no Norte do Paraná, válida também pela terceira e última etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2018.

Notícias

Página inicial