Motor On Line
Notícias-

Metropolitano de Curitiba define os campeġes
Reportagem: Bispo Neto
MRT

A sexta etapa do Metropolitano de Curitiba foi realizada no fim de semana (20 e 21/10), no Autódromo de Curitiba, em Pinhais (PR), reuniu mais de 79 carros, definindo os campeões da Temporada 2018. Os campeões por categoria foram: Turismo 1.6 “I”: Rômulo Molinari; Marcas “A”: Gustavo Magnabosco; Marcas “B”: Alisson Nurnberg/João Paulo Naumes; Turismo 5000 "A": Armin Kliwer; Turismo 5000 "B": Maurício Gaudêncio; Terra Marcas “A”: Leonardo Kowalski; Terra Turismo “B”: Guilherme Ragnini; Terra Turismo “C”: James Schwerdtner. O evento conta com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e o apoio da Bana Pneus, Pirelli, Posto Taborda, Hotel Slaviero Executive Pinhais, Zanoello Troféus e Trans Magnabosco.

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram:

Turismo 5000 “A”:
1.º) Richard Heidrich (SC), 1min34s824;
2.º) Maurício Reuter (SC), 1min34s830;
3.º) Anderson Andrade (PR), 1min35s349.

Turismo 5000 “B”:
1.º) Gilberto Carlassara / Luiz Busatto (PR), 1min40s204;
2.º) Maurício Gaudêncio (PR), 1min40s600;
3.º)Willian Jaeger (SC), 1min42s997.

Marcas “A”:
1.º) Ruslan Carta Filho / Andrei Carta (PR), 1min40s214;
2.º) Gustavo Magnabosco (SC), 1min40s346;
3.º) Wanderlei Berlanda Jr (SC), 1min40s457.

Marcas “B”:
1.º) Ernani Kuhn (PR), 1min41s024;
2.º) Marcelo Andrade (PR), 1min42s717;
3.º) Edson Grochoski / Rodrigo Kostin (PR), 1min43s237.

Turismo 1.6 “I”:
1.º) Antonio Carvalho (PR), 1min42s898;
2.º) Rômulo Molinari (PR), 1min42s942.

Terra Marcas “A”:
1.º) Roberto Bonato (PR), 1min41s151;
2.º) Leonardo Kowalski (PR), 1min41s406;
3.º) Juca Lisboa / Stive Tokarski (PR), 1min41s654.

Terra Marcas “B”:
1.º) Luiz Nascimento / Rafael Oliveira (PR), 1min42s135;
2.º) Luiz Brambila (PR), 1min42s626;
3.º) Dioclesio / Guilherme Ragnini (PR), 1min42s699.

E na Terra Turismo “C”:
1.º) Bruno Nascimento / Evandro Maldonado (PR), 1min42s890;
2.º) Marcelo Cancelli / Edson Vieira (PR), 1min43s808; e
3.º) Nilton da Silva (PR), 1min43s879.

Turismo 5000

A primeira prova das categorias Turismo 5000 “A” e “B” foi realizada na tarde de sábado, às 16h35, com os dez participantes realizando uma corrida muito disputada, com “pegas” em vários pontos da pista por melhores posições. Na largada, Richard Heidrich manteve a liderança, seguido de perto por Maurício Reuter, Anderson Andrade e Wanderlei Berlanda. Nas primeiras voltas, Maurício Reuter pressionou o líder Richard Heidrich, mas não conseguiu a ultrapassagem. Os carros de Gilberto Carlassara e Ivan Ribeiro tiveram problemas na primeira volta e abandonou a prova. O Omega n.º 28 de Maurício Reuter quebrou e abandonou com três voltas, e o Opala de Willian Jaeger quebrou na sexta volta. E o Omega n.º 101 de José Adir dos Santos teve problemas na décima volta e também abandonou. Ao fim de 15 voltas, a vitória foi de Richard Heidrich, na Geral e na Turismo 5000 “A”, com tempo total de 24min10s480, seguido de José Carlos Franzoi, a 27s058, e, Wanderlei Berlanda, a 1min17s547. E na Turismo 5000 “B” venceu Maurício Gaudêncio, com tempo de 25min43s659.

Na segunda prova da Turismo 5000, que foi realizada às 11h35 no domingo, reunindo 10 carros e bons pegas nas duas categorias. Richard Heidrich perdeu a liderança na primeira volta, para José Carlos Franzoi, depois de quebrar e abandonar a corrida na saída da Curva do Pinheirinho. José Adir dos Santos, Willian Jaeger e Maurício Reuter tiveram problemas na primeira prova e nem largaram na corrida de hoje. Todas as posições foram mantidas até a bandeirada final. Depois de 15 voltas a vitória foi de José Carlos Franzoi, na Geral e Turismo 5000 “A”, com tempo total de 24min07s720, seguido de Anderson Andrade, a 0s798, e, Wanderlei Berlanda, a 41s689. Na Turismo 5000 “B” a vitória foi de Luiz Busatto, com tempo de 25min07s536, com Maurício Gaudêncio em segundo, a 4s971, e, Ivan Ribeiro em terceiro, a 26s081. Maurício Reuter marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na terceira passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min34s612, à média de 140,595 km/h.

Somados os pontos das provas disputadas, o resultado final do Metropolitano de Curitiba por categoria foi o seguinte:

Turismo 5000 “A”:
1.º) José Carlos Franzoi, 35 pontos;
2.º) Anderson Andarde, 25;
3.º) Wanderlei Berlanda, 24;
4.º) Richard Heidrich, 20.

Turismo 5000 “B”:
1.º) Maurício Gaudêncio, 35;
2.º) Gilberto Carlassara / Luiz Busatto, 20; e
3.º) Ivan Ribeiro / Ivo Ribeiro, 12.

Marcas e Turismo

Iniciando as atividades de pista no domingo, a primeira prova das categorias Marcas “A” e “B” e Turismo 1,6 “I” foi realizada às 9h45, com os 17 participantes, numa corrida muito disputada, com bons “pegas” em vários pontos da pista pelas melhores posições. Na largada, Ruslan Carta Filho manteve a liderança na Geral, seguidos de perto por Wanderlei Berlanda Jr, Gustavo Magnabosco, James Ramos e Ernani Kuhn. No início da quarta volta, numa disputa entre Ruslan Carta Filho e Gustavo Magnabosco no fim da reta, os carros se tocaram e os carros rodaram. Wanderlei Berlanda Jr assumiu a liderança, seguido de Ruslan Carta Filho, James Ramos, Fausto de Lucca e Gustavo Magnabosco. Ruslan se manteve em segundo até a 16.ª volta, quando foi superado por James Ramos, caindo para a quinta posição. Na última volta James Ramos assumiu a liderança e Wanderlei Berlanda Jr abandonou a prova. Ao fim de 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de James Ramos, com tempo total de 33min53s204, seguido de Fausto de Lucca, a 2s781, Gustavo Magnabosco, a 2s996, Ruslan Carta Filho, a 11s124, Wilians Peres, a 16s750, e, Richard Heidrich, a 16s937. Na Marcas “B”, a vitória foi de Marcelo Andrade, com tempo de 35min00s152, tendo Alexandre Zaiczuk em segundo, a 1s467, e, Michel Levi em terceiro, a 2s510. E na Turismo 1.6 “I” venceu Alexandre Carvalho, com o tempo de 35min03s208 e seu companheiro de equipe Rômulo Molinari em segundo, a 0s667.

Na segunda prova das categorias Marcas e Turismo 1.6, que aconteceu às 13h30 de domingo (21/10), também teve boas disputas e muita emoção até a bandeirada final. Pierre Sabbagh, que largou na pole position, manteve a posição na primeira volta, mas na volta seguinte foi superado por Fausto de Lucca, que liderou por duas voltas e foi ultrapassado por Gustavo Magnabosco e Andrei Carta. Com as duas primeiras posições definidas, a “briga” ficou boa entre o terceiro e sexto colocados, visando pontuar melhor nessa corrida. Richard Heidrich abandonou a prova na 13.ª volta, com problemas mecânicos. Após 20 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco, com Andrei Carta em segundo, a 4s321, Wanderlei Berlanda Jr em terceiro, a 9s112, Fausto de Lucca em quarto, a 14s149, Rodrigo Bonora em quinto, a 23s273, e, Jorge Martelli em sexto, a 29s171. Na Marcas “B” venceu Ernani Kuhn, com tempo de 34min18s949, vindo a seguir Michel Levi, a 48s181, Marcelo Andrade, a 1min03s115, Emerson Grochoski, a 1min12s656, e, Samir Guimarães, a uma volta. E na Turismo 1.6 “I”, a vitória foi de Beto Baú, com tempo de 35min02s509, tendo Brendon Gabardo em segundo, a 4s860. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Richard Heidrich, na quarta passagem da primeira prova, com o tempo de 1min40s280, à média de 132,649 km/h.

Somados os pontos das provas disputadas, o resultado final do Metropolitano de Curitiba por categoria foi o seguinte:

Marcas “A”:
1.º) Gustavo Magnabosco, 48 pontos;
2.º) Ruslan Carta Filho / Andrei Carta, 38;
3.º) Fausto de Lucca, 38;
4.º) Pierre Sabbagh / James Ramos, 36;
5.º) Wanderlei Berlanda Jr, 24;
6.º) Wilians Peres / Rodrigo Bonora, 24.

Marcas “B”: 1.º) Marcelo Andrade, 48;
2.º) Michel Levi, 41;
3.º) Ernani Kuhn, 30;
4.º) Alexandre Zaiczuk, 23;
5.º) Emerson Grochoski, 15;
6.º) Samir Guimarães / Adriano Braz, 12.

Turismo 1.6 “I”:
1.º) Antonio Carvalho / Beto Baú, 60; e
2.º) Rômulo Molinari / Brendon Gabardo, 46.

Terra

Reunindo o maior grid da etapa, com 52 carros, a primeira prova das categorias Terra Marcas “A”, Terra Marcas “B” e Terra Turismo “C” foi realizada às 10h45 deste domingo, numa corrida muito disputada, com “pegas” nas três categorias por melhores posições. Na largada, Roberto Bonato perdeu a liderança para Leonardo Kowalski, seguidos de perto por Christiano Bornemann, Luiz Brambila, Jorge Marques e Geison Tureck. Os carros de César Lima, José Pederneiras, Brendon Gabardo, Igor Taques e Otávio Oliveira tiveram problemas técnicos e nem largaram. Juca Lisboa teve problemas na primeira volta e abandonou a corrida. Gabriel Magel e Wilson Kavilhuka deram apenas quatro voltas, Emerson Szwed abandonou na quinta, Luiz Nascimento e Bruno Nascimento abandonaram com sete voltas. Na quinta volta Roberto Bonato assumiu a liderança novamente para não mais perde-la. O carro de Leonardo Kowalski também teve problemas e abandonou com 13 voltas. Após 15 voltas, a vitória foi de Roberto Bonato, na Geral e na Terra Marcas “A”, com tempo de 25min47s649, com Jorge Marques em segundo, a 3s969, Christiano Bornemann em terceiro, a 4s392, Geison Tureck em quarto, a 14s818, Beto Baú em quinto, a 16s577, e, Lucas Bornemann em sexto, a 24s835. Na Terra Marcas “B” venceu Luiz Brambila, com tempo de 26min02s983, seguido de Guilherme Ragnini, a 0s313, Luiz Tatsch, a 17s414, Mário Broering, a 22s082, Cacá Schilipack, a 28s383, e, Artur Bailo Neto, a 42s182. E na Terra Turismo “C” Marcelo Cancelli foi o vencedor, com tempo de 26min26s824, tendo Nilton da Silva em segundo, a 15s030, James Schwerdtner em terceiro, a 38s701, Arlei Tucholski em quarto, a 47s044, Christian Pampuch em quinto, a 1min05s044, e, Jean Carlo de Lima em sexto, a uma volta.

Na segunda prova das categorias Terra, realizada às 14h35 de domingo, com sol e boas disputas nas três categorias. Roberto Bonato largou na pole position e manteve a liderança na largada, seguido de perto por Jorge Marques, Marcelo Cancelli, Carlos Ehret Jr, Luiz Brambila e Antonio Carvalho. César de Lima, Cláudio Tucholski, Karl Raucher, Wilson Kavilhuka e Eduardo Fuganti abandonaram a prova com problemas técnicos. Roberto Bonato liderou de ponta a ponta, com boa prova de Leonardo Kowalski, que largou da 37.ª posição e chegou em sexto lugar e de Stive Tokarski, que largou da 46.ª posição e chegou em décimo. Depois de 14 voltas, a vitória na Geral e na Terra Marcas “A” foi de Roberto Bonato, com tempo de 27min54s844, seguido de Jorge Marques, à 0s943, Carlos Ehret Jr, a 1s337, Marcelo Cancelli, a 2s106, Antonio Carvalho, a 2s702, e, Leonardo Kowalski, a 2s935. Na Terra Marcas “B” venceu Luiz Nascemento, com tempo de 27min59s310, tendo Luís Tatsch em segundo, a 0s448, Cacá Schilipack em terceiro, a 3s121, Luiz Brambila, em quarto, a 3s196, Artur Bailo Neto em quinto, a 7s085, e, Rafael Balestrin em sexto, a 11s849. E na Terra Turismo “C” a vitória foi de James Schwerdtner, com tempo de 28min12s729, seguido de Maycon de Oliveira, a 7s726, Eduardo Vieira, a 7s993, Evandro Maldonado, a 11s869, Jean Carlo de Lima, a 15s310, e, Nilton da Silva, a 16s235. Roberto Bonato marcou a volta mais rápida das duas provas, na segunda passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min41s259, à média de 131,366 km/h.

Somados os pontos das provas disputadas, o resultado final do Metropolitano de Curitiba por categoria foi o seguinte:

Terra Marcas “A”:
1.º) Roberto Bonato, 60 pontos;
2.º) Jorge Marques, 46;
3.º) Geison Tureck / Carlos Ehret Jr, 33;
4.º) Christiano Bornemann / Marcelo Cancelli, 33;
5.º) Antonio Carvalho / Beto Baú, 24;
6.º) Gefferson de Lima, 12.

Terra Marcas “B”:
1.º) Luiz Brambila, 45;
2.º) Luiz Tatsch, 41;
3.º) Luiz Nascimento / Rafael Oliveira, 30;
4.º) Cacá Schilipack, 30;
5.º) Dioclesio / Guilherme Ragnini, 23;
6.º) Artur Bailo Neto, 21.

E na Terra Turismo “C”:
1.º) Marcelo Cancelli / Eduardo Vieira, 53;
2.º) James Schwerdtner, 48;
3.º) Nilton da Silva, 32;
4.º) Christian / Emerson Pampuch, 27;
5.º) Joan Carlo de Lima, 21; e
6.º) Arlei / Cláudio Tucholski, 19.

Notícias

Página inicial