Motor On Line
Notícias-

Time Hero domina grid nos 500 km de Interlagos com os carros #4 e #27
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Victor Eleutério
Com 13 carros dentro do mesmo segundo na média das voltas, dupla Nonô -Gaetano larga na frente na classe 4.0; na 3.8 a pole fica com o carro #277, de Matheus Coletta e Dirani.

A tomada de tempos para os 500 km de Interlagos, etapa final da Porsche Cup Endurance Series foi, literalmente, uma jornada de heróis. E deu equipe Hero na primeira fila, com a pole do carro #4, de Nonô Figueiredo e Gaetano di Mauro, e o segundo lugar do #27, do trio Ricardo Baptista, Lucas di Grassi e Bruno Baptista. Na classe 3.8 a dupla Matheus Coletta-Dennis Dirani vai largar na frente.

Com o cronograma dos treinos livres sofrendo atraso durante a tarde, as quatro sessões qualificatórias tiveram início após as 17h, quando grossas nuvens cinzentas já cobriam boa parte do autódromo de Interlagos. Assim, todos trataram de abrir logo suas voltas. Mas o grupo final já enfrentou pista molhada na última metade do quali.

Como em todas as provas de endurance da Porsche Cup, o grid foi determinado pela média dos tempos registrados por dois pilotos de cada carro na classificação.

E como em todas as provas de endurance da Porsche Cup o resultado foi muito parelho -ilustrando a alta competitividade esperada na prova deste sábado. Na classe 4.0 foram nada menos que 13 dos 19 carros inscritos com tempos médios dentro do mesmo segundo. Na classe 3.8, foram 7, de um total de 11 inscritos, os carros com a média inferior a um segundo no grid.

Outra marca registrada da temporada 2018: os competidores elegíveis para as seletivas nacionais e global do Porsche Junior Program se destacaram em meio aos veteranos. Entre os dez primeiros carros do grid, seis carros tiveram representantes da nova geração classificando (incluindo os três primeiros do grid).

O melhor tempo do dia ficou com o campeão de sprint do ano passado e representante na seletiva global da Porsche em 2017, Rodrigo Baptista. Sua performance foi decisiva para colocar o carro #10, que compartilha com Adalberto Baptista, na pole da classe Sport. O segundo mais rápido foi Nelson Piquet Jr, cada vez mais entrosado com Daniel Schneider no Porsche #5 patrocinado pela Michelin. Eles vão fechar a segunda fila, largando ao lado do melhor carro da Cimed no grid, o #177, de Marcel Coletta e Felipe Fraga. Também patrocinado pela Cimed e com um Coletta e um campeão da Stock Car a bordo, o carro #777, de Murilo Coletta e Marcos Gomes, completa o top5.

Mas quem mais festejou na família Coletta foi Matheus, o irmão mais velho do trio. Ele dominou sua parte do treino na classe 3.8 e depois viu Dennis Dirani repetir o feito na segunda metade do quali. Assim a máquina #277 garantiu o 20º lugar no geral e o primeiro na categoria, largando ao lado do #71, do trio Guilherme Salas, Kreis Jr e Pedro Aguiar.

Duelistas pelo título de sprint há duas semanas e primeiro e segundo colocados no campeonato de endurance da classe 4.0, os carros #8 e #7 vão largar colados mais uma vez, com a dupla da RCHLO, do campeão das corridas curtas de 2018, Werner Neugebauer, e Sergio Jimenez saindo em sexto. A dupla da Brandt, do pentacampeão Miguel Paludo com o competidor regular da Nascar Justin Allgaier larga em sétimo.

A corrida de 500 km ou 4h30 de duração tem largada agendada para 14h10 deste sábado. O SporTV 3 transmite ao vivo a prova na íntegra, bem como os canais da Porsche Cup Império no Youtube e Facebook e o portal Grande Prêmio. Como nas demais provas de endurance de 2018, as arquibancadas terão público com direito a visitação de box. As entradas custam R$ 30 e estão disponíveis nas bilheterias do autódromo.

Os qualis

4.0

Com o tempo bastante fechado, teve início o Grupo A da 4.0, e os pilotos entraram rapidamente na pista para marcar seus tempos. Bruno Baptista começou fazendo 1m36s661, seguido por Marcel Coletta. Rapidamente, Gaetano di Mauro baixou para 1m35s334, enquanto Baptista melhorou para 1m35s831 e Enzo Elias fez 1m36s179.

Faltando dois minutos, Marcel Coletta recuperou o segundo lugar, com 1m35s706, e Vitor Baptista entrou no top 5 ao ficar em quarto, com 1m35s876, logo atrás de Miguel Paludo. No fim, Di Mauro ficou mesmo com a primeira posição do grupo. Em relação aos principais postulantes ao título no grupo, Werner Neugebauer ficou apenas em nono, com Lico Kaesemodel em 12º.

Enquanto o chove não molha continuava, a pole position da 4.0 foi definida no Grupo B. Pedro Queirolo fez primeiro o melhor tempo, logo superado por Lucas di Grassi, com 1m35s269. Rodrigo Baptista cravou 1m35s088, mas a pole provisória passou para Nonô Figueiredo, que fez 1m35s686 e melhorou a média da dupla com Gaetano di Mauro.

Faltando dois minutos para o fim, a chuva apertou de vez e definiu a pole position em favor de Nonô e Gaetano, com Di Grassi, Ricardo e Bruno Baptista fechando a primeira fila, Felipe Fraga e Marcel Coletta em terceiro e Nelsinho Piquet e Daniel Schneider em quarto.

Líder do campeonato com Werner Neugebauer, Sérgio Jimenez ainda levou a dupla ao sexto lugar, enquanto Ricardo Zonta conseguiu a décima posição para a parceria com Lico Kaesemodel.

3.8

No Grupo A, Matheus Coletta começou ditando o ritmo, mas foi Marco Billi o primeiro a baixar da casa de 1m40 ao marcar 1m39s978. A disputa entre eles seguiu, e Coletta retomou o primeiro lugar, com 1m39s556. Mas Billi logo encostou ao fazer 1m39s583

Nos minutos finais, Matheus Coletta baixou ainda mais, para 1m38s905, enquanto Pedrinho Aguiar subiu para segundo, a 0s118.

Marco Billi melhorou para 1m39s302, mas se manteve em terceiro, à frente de Chico Horta e Carlos Renaux.

Quando o Grupo B entrou na pista, começaram a cair os primeiros pingos em parte do circuito, o que fez os pilotos temerem um aumento da chuva. Dennis Dirani de imediato ficou com o primeiro lugar e fez a melhor volta entre todos os pilotos, com 1m37s267, confirmando a pole position da dupla com Matheus Coletta.

Com o carro #71, Guilherme Salas teve excelente desempenho e, com 1m37s670, levou a parceria com Pedrinho Aguiar e Kreis Jr. à primeira fila. A segunda volta mais rápida no Grupo B foi de Renan Guerra, com 1m37s570, e o trio com Paulo Totaro e Artur Ramos vai largar em quarto, atrás de Chico Horta e William Freire, líderes do campeonato.

O que eles disseram:

“Em uma corrida de 500 km, a tomada de tempo é menos importante do que em uma corrida de Sprint, tem um peso menor largar nas duas primeiras filas. Mas sempre dá uma satisfação enorme fazer a pole, ainda mais com dobradinha dos dois carros da Hero. É muito legal começar os 500 km dessa forma. São 4 horas de corrida, muita coisa acontece, o carro tem que aguentar, o piloto não pode errar, por isso, não ganhamos nada ainda. Mas é importante poder retribuir a confiança de tantas pessoas da Hero, é bom dar retorno na pista e ter esse resultado positivo.”

Nonô Figueiredo

“É emocionante, estou muito feliz. Meu primeiro contato com o carro 4.0 e consegui fazer uma volta muito boa. Evolui muito durante nos treinos, trabalhamos muito no setup e com certeza encontramos um bom equilíbrio e consegui fazer uma boa volta”.

Gaetano di Mauro

“O tempo foi bom, foi meu melhor tempo no fim de semana e era isso que queríamos. Como é uma corrida de longa duração, estamos focados em ter um ritmo bom e não em ser o mais rápido, mas é sempre bom estar na frente. Estamos confiantes, vamos com tudo amanhã.”

Matheus Coletta

“O ritmo é forte, nossa dupla é bem forte. Quando fazemos a pole sempre esperamos o melhor na corrida, ainda mais quando é pela média dos dois pilotos. Da para ver que a nossa dupla está forte e equilibrada. Agora é fazer tudo direito, a corrida é longa, temos que cuidar do carro. Os Porsches aguentam bem, vamos cuidar dele para chegar bem no final.”

Dennis Dirani

“Foi uma classificação meio atípica, sempre com a dúvida se iria chover ou não. Meu companheiro de equipe fez uma boa volta no quali dele, deixando a gente em terceiro. Sabia que tinha que fazer uma boa volta para manter a gente lá em cima. Mas já tinha alguns pingos no para-brisa, e não dava para saber se a próxima curva estaria molhada ou não. Foi muito divertido e o resultado foi muito bom para a equipe Hero. É um excelente resultado para começar a prova, estamos muitos satisfeitos.”

Lucas di Grassi

“Foi uma volta boa, não conseguimos encaixar nos treinos. Estou até aliviado por conseguir essa volta. Sempre tinha algo errado no treino, eu era atrapalhado ou não tinha um bom acerto e dessa vez casou bem. Temos uma diferença para o primeiro, vamos ajustar os detalhes para trazer a vitória amanhã.”

Marcel Colletta

“A gente vem melhorando muito e a dupla com o Schneider está evoluindo a cada prova. Na primeira corrida em Interlagos a gente não sabe porque estava lento. Depois em Goiânia lutamos pelo pódio e tinha até chance de brigar pela vitória no fim, quando sofremos com o pneu furado. E aqui a gente está largando na nossa melhor posição no ano. Então o carro parece que está muito bom e também o entrosamento com o Luis, que é meu engenheiro na Stock Car, cada vez melhor. Estamos muito confiantes e muito confortáveis com o carro, que está rápido. E isso nos deixa otimistas para levar a corrida. Não vejo a hora de andar amanhã”

Nelson Piquet Jr

“Foi muito bom, a volta foi muito boa. Sabíamos que o nosso carro era muito bom no seco, estava rezando para não chover e consegui fazer uma volta boa e ficar em primeiro, que era nosso objetivo. O objetivo para amanhã é brigar por um pódio na colocação geral, mas só vamos saber amanhã. Vamos pensar direitinho na estratégia para a corrida.”

Rodrigo Baptista

“Foi um treino muito bom, essa é minha primeira vez na categoria. Não tive muito tempo para treinar e desenvolver o carro. Estamos dividindo o carro em três pilotos e isso complica um pouco. Mas o resultado foi muito bom, largar na primeira fila da nossa categoria. Espero ajuda-los na conquista desse título do endurance.”

Guilherme Salas

“A chance de chover é grande, tivemos sorte de não pegar. A pista está mais fria e mais rápida, o treino foi bom. Fizemos um setup no escuro e tudo se encaixou muito bem. Estamos satisfeitos.”

Marco Billi

500 km de Interlagos – Grid (média das melhores voltas):

1.Nonô Figueiredo/Gaetano di Mauro 1.35.440
2.Ricardo Baptista/Lucas di Grassi e Bruno Baptista 1.35.540
3.Marcel Coletta/Felipe Fraga 1.35.609
4.Daniel Schneider/Nelson Piquet Jr 1.35.682
5.Murilo Coletta/Marcos Gomes 1.35.748
6.Werner Neugebauer/Sergio Jimenez 1.35.843
7.Miguel Paludo/Justin Allgaier 1.36.040
8.Adalberto Baptista/Rodrigo Baptista (S) 1.36.046
9.Pedro Queirolo/Vitor Baptista e Fernando Fortes 1.36.060
10.Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta 1.36.108
11.Rouman Ziemkiewicz/Eloi Khouri (S) 1.36.248
12.Sylvio de Barros/Cacá Bueno 1.36.279
13.Rodolfo Toni/Danilo Dirani (S) 1.36.421
14.Luca Seripieri/Marçal Müller (S) 1.36.444
15.Tom Filho/Rodrigo Mello e João Gonçalves (S) 1.36.451
16.Enzo Elias/Max Papis 1.36.485
17.Eduardo Azevedo/Ricardo Mauricio 1.36.557
18.Dominique Teyssere/Fabio Carbone (S) 1.36.705
19.Carlos Ambrósio/Popó Bueno (S) 1.37.063
20.Matheus Coletta/Dennis Dirani * 1.38.086
21.Guilherme Salas/Kreis Jr e Pedro Aguiar * 1.38.346
22.William Freire/Chico Horta * 1.38.651
23.Renan Guerra/Paulo Totaro e Artur Ramos *(S) 1.38.838
24.Maurizio Billi/Marco Billi *(S) 1.39.071
25.Carlos Renaux/Matheus Iorio e Bia Figueiredo * 1.39.130
26.Ramon Alcaraz/Marcio Mauro *(S) 1.39.661
27.Enzo Bortoleto/Eduardo Menossi* 1.40.168.
28.Andre Gaidzinski/Kleber Barcellos *(S) 1.40.705
29.Sun Moodley/Andrew Culbert e Manogh Maharaj *(S) 1.40.977
30.Urubatan Jr/Patrick Choate e Marcelo Brisac *(S) 1.40.994

(S) Divisão Sport
*Carros com motor 3.8

Notícias

Página inicial