Motor On Line
Notícias-

Duda Bana fica em 12. na Copa Truck em Curitiba
Reportagem: Bispo Neto
Foto: Claudio Kolodziej
MRT

O piloto curitibano Carlos Eduardo “Duda” Bana (Bana Pneus / Carlão Auto Peças) ficou em 12.º lugar, na primeira corrida da Final Copa Truck 2018, realizada no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, neste fim de semana (01 e 02/12). Pilotando o Volvo n.º 47, Duda Bana conta com a preparação da equipe de João Maistro, a Maistro Racing, quebrou na segunda corrida e encerrou a temporada 2018 da Copa Truck, na 16.ª posição, com oito pontos ganhos.

Nos três treinos da Copa Truck, o piloto Duda Bana (Bana Pneus / Carlão Auto Peças) procurou acertar seu caminhão Volvo n.º 47, visando bom desempenho no treino classificatório de sábado e nas corridas de domingo. No primeiro, marcou 1min48s419, ficando na 16.ª posição, no segundo, cravou 1min48s499, ficando em 13.º lugar e no terceiro fez 1min45s585, o 18.º tempo. No treino classificatório, marcou 1min45s511 e largou da 9.ª fila, na 18.ª posição. Foi para a primeira corrida em busca de recuperação e conseguiu fazer seis ultrapassagens, onde após 15 voltas recebeu a bandeirada final em 12.º lugar.

Duda Bana (Bana Pneus / Carlão Auto Peças) foi para a segunda corrida querendo melhorar ainda mais o resultado, mas logo na largada começou a ter problemas com a bomba de água do caminhão e perdeu três posições, caindo para a o último lugar. Se recuperou e fez uma ultrapassagem no início da segunda volta, porém o seu caminhão quebrou e o piloto abandonou a prova. “Apesar de não termos um caminhão rápido, consegui superar alguns adversários e concluir a primeira corrida em 12.º lugar. A ideia era ganhar mais algumas posições e terminar a segunda corrida entre os dez primeiros. Mas, tivemos problemas com a bomba de água do caminhão logo após a largada, o que fez perder rendimento e cair três posições. Eu até consegui recuperar uma posição no início da segunda volta, mas o motor não aguentou e abandonei a prova. Esse ano foi um aprendizado e com um caminhão sem um bom rendimento, mas para 2019, queremos montar um caminhão bom, para andar entre os seis primeirs e “brigar” por uma posição no pódio”, declarou Duda Bana (Bana Pneus / Carlão Auto Peças).

Corrida 1

1.º) Roberval Andrade (Scania), 15 voltas em 25min51s309;
2.º) Felipe Giaffone (Volkswagen), a 4s811;
3.º) Leandro Totti (Scania), a 12s438;
4.º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 12s776;
5.º) Beto Monteiro (Iveco), a 13s262;
6.º) Renato Martins (Volkswagen), a 36s068;
7.º) Regis Boessio (Volvo), a 39s700;
8.º) Adalberto Jardim (Ford), a 53s205;
9.º) Debora Rodrigues (Volkswagen), a 1min02s214;
10.º) Witold Ramasauskas (MAN), a 1min03s270;
11.º) Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 1min03s703;
12.º) Duda Bana (Volvo), a 1min04s359;
13.º) Luiz Lopes (Iveco), a 1min32s658;
14.º) Giuliano Losacco (Iveco), a 3 voltas.
Não completaram:
15.º) André Marques (Mercedes-Benz), a 5 voltas;
16.º) Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 6 voltas;
17.º) Danilo Dirani (Mercedes-Benz), a 9 voltas;
18.º) Djalma Fogaça (Ford), a 10 voltas;
19.º) Maikon Lauck (Mercedes-Benz), a 14 voltas.
Melhor volta: Roberval Andrade, 1min41s721 (128,620 km/h).

Corrida 2

1.º) Felipe Giaffone (Volkswagen), 15 voltas em 26min16s985;
2.º) Roberval Andrade (Scania), a 1s742;
3.º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 4s282;
4.º) Beto Monteiro (Iveco), a 21s383;
5.º) Renato Martins (Volkswagen), a 22s310;
6.º) Djalma Fogaça (MAN), a 23s761;
7.º) Adalberto Jardim (Ford), a 25s160;
8.º) Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 29s908;
9.º) Regis Boessio (Volvo), a 37s265;
10.º) Luiz Lopes (Iveco), a 1min15s932;
11.º) Debora Rodrigues (Volkswagen), a 1min38s820;
12.º) Witold Ramasauskas (MAN), a 3 voltas.
Não completaram:
13.º) Leandro Totti (Scania), a 12 voltas;
14.º) André Marques (Mercedes-Benz), a 13 voltas;
15.º) Duda Bana (Volvo), a 13 voltas.
Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min43s020 (126,526 km/h).

Confira como ficou a classificação após a Grande Final:

1.º) Roberval Andrade, 164 pontos;
2.º) Felipe Giaffone, 162;
3.º) Wellington Cirino, 152;
4.º) Renato Martins, 135;
5.º) André Marques, 128;
6.º) Giuliano Losacco, 116;
7.º) Beto Monteiro, 27;
8.º) Adalberto Jardim, 21;
9.º) Regis Boessio, 20;
10.º) Leandro Totti, 18;
11.º) Rodrigo Belinati, 17;
12.º) Debora Rodrigues, 16;
13.º) Witold Ramasauskas, 14;
14.º) Luiz Lopes, 13;
15.º) Djalma Fogaça, 10;
16.º) Duda Bana, 8;
17.º) Fábio Fogaça, 0;
18.º) Danilo Dirani, 0;
19.º) Pedro Paulo, 0; e
20.º) Pedro Paulo, 0.

Resultado final do campeonato de marcas:

1.º) Volkswagen / MAN, 557 pontos;
2.º) Mercedes-Benz, 498;
3.º) Iveco, 357;
4.º) Scania, 273;
5.º) Volvo, 218; e
6.º) Ford, 184.

Notícias

Página inicial