Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Cimed amplia sequência de conquistas com 2 títulos e 2 vices
Reportagem: Rodrigo França
Foto: Bruno Terena
RF1
Time foi vice-campeão de pilotos e equipes em 2018, conquistando vitórias com Fraga, Cacá Bueno e Marcos Gomes; ontem em Interlagos, Felipe conquistou o vice com uma boa corrida de recuperação.

A temporada 2018 da Stock Car foi encerrada neste domingo e Felipe Fraga foi um dos grandes destaques do ano ao finalizar o ano sendo vice-campeão com três vitórias, sete pódios e duas poles com a Cimed Chevrolet Racing. O time também ampliou a sequência histórica de conquistas, terminando com o vice de pilotos e equipes, além de ter conseguido triunfos com três pilotos durante o ano (Cacá Bueno venceu duas corridas e Marcos Gomes também obteve um triunfo). Criado em 2013, o time conquistou 2 títulos da Stock e 2 vices nos últimos quatro anos.

"Foi uma temporada em que crescemos muito nas pistas e também fora delas. Todos os pilotos, engenheiros e mecânicos fizeram um trabalho excepcional para irmos melhorando passo a passo. Temos dois títulos e dois vices por equipes nos últimos quatro anos, então tenho certeza que seguiremos muito fortes em 2019. Todos estão de parabéns pelo grande trabalho que fizeram do time Cimed Racing uma referência em uma categoria tão competitiva como a Stock Car", diz William Lube, chefe de equipe da Cimed Racing também nos títulos de 2015 com Gomes e 2016 com Fraga.

A temporada 2018 começou com Felipe Massa sendo a grande atração na Corrida de Duplas em Interlagos e a primeira vitória da equipe veio com Fraga na etapa seguinte, em Curitiba. Na terceira etapa, no Velopark, Cacá Bueno fez a pole e conquistou sua primeira vitória pela Cimed Racing. Logo depois, em Londrina, Marcos Gomes foi destaque com um segundo lugar na prova principal e ele novamente subiria no pódio em Santa Cruz do Sul, onde fez pole, vitória e melhor volta.

Na Corrida do Milhão, a Cimed Racing montou um verdadeiro esquadrão novamente com a presença de Felipe Massa. Além dele, Fraga, Gomes, Cacá, Lucas Foresti, Denis Navarro e o argentino Agustín Canapino também fizeram parte da equipe. A prova em Goiânia foi realizada em um circuito de anel externo e teve Fraga chegando na quarta posição e Gomes em quinto. Foresti ainda liderou boa parte da corrida.

A segunda metade do campeonato foi iniciada em Campo Grande, circuito onde a equipe dominou a rodada dupla. Felipe Fraga venceu a corrida 1 com uma ultrapassagem incrível por fora de Daniel Serra, entrando de vez na briga pelo campeonato. Cacá Bueno foi o vencedor na segunda prova. A equipe já havia conseguido essa mesma façanha em 2015, com Gomes vencendo a primeira prova e Fraga triunfando na corrida 2 no Mato Grosso do Sul.

Em Cascavel, Fraga conseguiu descontar pontos importantes em relação ao líder. O tocantinense fez a pole e chegou em segundo na prova principal, além de ter sido o sétimo na corrida 2, diminuindo assim a diferença de 44 para 12 pontos ao final da rodada dupla no Paraná.

Na nona etapa, no Velo Città, Fraga completou 100 Grandes Prêmios na Stock Car com vitória na corrida 1 e ainda chegou em sexto na corrida 2. A diferença para Serra somente aumentou porque o adversário foi o segundo colocado nas duas provas - e em Londrina também voltou a subir após problemas de Fraga no pit-stop. A reação veio na penúltima etapa, em Goiânia, onde o tocantinense descontou pontos importantes ao subir no pódio duas vezes com um segundo e um terceiro lugares.

Com os resultados de Interlagos, na etapa final, Fraga terminou o ano com 310 pontos, a mesma quantidade de pontos em que obteve quando foi campeão em 2016. Serra foi campeão com 338 pontos.

"A nossa temporada foi muito boa, com grandes conquistas e os números mostram que o título está em boas mãos. O Daniel foi merecedor e ano que vem eu voltarei ainda foi mais forte para buscar meu segundo título da Stock Car. Agradeço a todos que trabalham comigo na Cimed Racing porque me ajudaram muito a crescer como piloto e como pessoa também", diz Fraga.

No campeonato por equipes, a Cimed Racing encerrou o ano com o vice após ter somado 482 pontos, enquanto a equipe campeã fez 548 pontos. A Stock Car voltará em abril de 2019.

Confira a classificação final do campeonato de pilotos:

1. Daniel Serra, 338 pontos
2. Felipe Fraga, 310
3. Julio Campos, 252
4. Rubens Barrichello, 242
5. Max Wilson, 210
6. Átila Abreu, 208
7. Marcos Gomes, 202
8. Ricardo Zonta, 184
9. Cacá Bueno, 172
10. Gabriel Casagrande, 155
11. Thiago Camilo, 134
12. Lucas di Grassi, 127
13. Cesar Ramos, 74
14. Diego Nunes, 66
15. Nelson Piquet Jr., 65
16. Rafael Suzuki, 61
17. Allam Khodair, 61
18. Ricardo Maurício, 54
19. Lucas Foresti, 49
20. Felipe Lapenna, 46
21. Antonio Pizzonia, 44
22. Vitor Genz, 43
23. Denis Navarro, 23
24. Bia Figueiredo, 21
25. Guga Lima, 17
26. Bruno Baptista, 16
27. Gaetano di Mauro, 14
28. Valdeno Brito, 13
29. Esteban Guerrieri, 13
30. Sérgio Jimenez, 10

A classificação final do campeonato de equipes:

1. Eurofarma RC, 548 pontos
2. Cimed Chevrolet Racing, 482
3. Shell V-Power, 392
4. Prati-Donaduzzi Racing, 296
5. Full Time Sports, 296
6. Cimed Chevrolet Racing Team, 251
7. Vogel Motorsport, 179
8. Ipiranga Racing, 155
9. Hero Motorsport, 153
10. Blau Motorsport, 134
11. Full Time Bassani, 131
12. Bardahl Hot Car, 65
13. Eisenbahn Racing Team, 56
14. Cavaleiro Contuflex, 46
15. Cavaleiro Sports, 27
16. Hero Motorsport II, 17
17. Squadra G Force, 10

Cimed e o Automobilismo

A Cimed é uma das cinco maiores farmacêuticas do Brasil e vem atingindo recorde de receitas, superando a marca de R$ 1 bilhão no ano. Em 2018, tornou-se a maior investidora do automobilismo brasileiro, com a criação do time “Cimed Racing”. O programa inclui 16 pilotos (Cacá Bueno, Felipe Fraga, Marcos Gomes, Lucas Foresti, Denis Navarro, Matheus Leist, Marcel Coletta, Murilo Coletta, Matheus Coletta, Arthur Leist, Renato Russo, Matheus Ferreira, Julia Ayoub, Heitor Farias, Lorenzo Bergallo e Rafael Câmara) em sete categorias diferentes (Stock Car, Stock Light, Indy, Nascar, Porsche, F-4 e kart).

Em 2017, o Grupo Cimed se consolidou como uma das principais patrocinadoras do esporte brasileiro, com investimento nas três modalidades mais populares no País: futebol, vôlei e automobilismo. Ainda em 2017, passou a assinar o naming right da Superliga Cimed de Vôlei (masculina e feminina) e também é patrocinadora da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei). No futebol, a empresa é patrocinadora oficial da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) desde 2016 e teve o técnico Tite como estrela de suas campanhas publicitárias.

Notícias

Página inicial