Motor On Line
Notícias-

Stock Car: Zonta larga em 3º em Goiânia e está otimista para mais uma vitória
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mario Dias
Em oitavo no grid, Galid Osman tem melhor treino no ano e fica a 0s036 do Q3, enquanto Átila Abreu sai na sexta fila na volta à Stock Car.

A Shell colocou Ricardo Zonta na segunda fila na primeira prova da rodada dupla da Stock Car em Goiânia. Após um treino sob forte calor, com mais de 50 graus na pista, o paranaense vai largar na terceira colocação, tendo ficado a apenas 0s094 da pole position. Galid Osman obteve sua melhor posição de largada na primeira temporada pela Shell, em oitavo, enquanto Átila Abreu larga em 12º na sua volta à Stock Car, e Gaetano di Mauro é o 23º.

Gaetano di Mauro foi o único da Shell a entrar na pista no primeiro grupo no Q1, e ficou em 14º. Depois, Zonta, Átila e Galid fizeram suas tentativas, e os três avançaram no treino. Mais rápido nos treinos livres 2 e 3, o paranaense foi o quarto, enquanto Osman foi o oitavo, e Abreu terminou em 12º. Di Mauro caiu para o 23º lugar.

Zonta seguiu bastante veloz no Q2 e avançou à etapa final com o segundo melhor tempo. Em seu melhor treino no ano, Galid quase chegou ao Q3 ao ficar em oitavo, a apenas 0s036 do sexto e último classificado. Já Átila Abreu ficou com um lugar na sexta fila.

No Q3, Zonta foi o penúltimo piloto a entrar na pista e quase assumiu o primeiro lugar na sua volta, ficando inicialmente em segundo e depois passando à terceira colocação. Ainda assim, é a melhor posição de largada de Zonta, que ficou no top 10 nas três classificações do ano e chegou ao Q3 pela segunda vez consecutiva.

Assim, a Shell parte para a rodada dupla para manter o ótimo retrospecto em Goiânia, com uma dobradinha em 2017, com Zonta e Átila, e outra vitória do paranaense na pista em 2018. O sorocabano também já venceu no circuito, assim como Galid Osman e Gaetano di Mauro, este em sua primeira corrida pela Shell no Brasileiro de Turismo.

A rodada dupla de Goiânia tem seu começo previsto para as 13h. Às 14h05 será disputada a segunda corrida, com o grid invertido em relação aos dez melhores da prova 1. O SporTV2 transmite as duas corridas deste domingo ao vivo.

Dos pilotos da Shell, Átila Abreu e Galid Osman estão aptos a receberem o Fan Push, um disparo extra do botão de ultrapassagem. A votação prossegue no site da Stock Car (www.stockcar.com.br) até o começo da rodada dupla.

O que eles disseram:

"A classificação foi muito boa, muito próxima. Faltou um pouco de detalhe, perdi um pouquinho na curva 2. O carro está bem equilibrado, a equipe fez um ótimo trabalho. Acredito que dava para tirar mais um pouquinho e ficar mais grudado ainda. O fim de semana tem sido bom, lideramos os treinos. Nosso carro na corrida é melhor ainda, e trabalhamos bastante na constância do acerto e do balanço para a corrida, e daí vem meu otimismo, o carro está bem balanceado."

Ricardo Zonta, piloto da Shell V-Power no carro #10

"É uma pista em que sempre andei bem, mas foi o fim de semana em que mais me preparei mentalmente na minha vida. Vim de um ano 2017 com vitória e pole position, mas um ano passado ruim. Mas agora este ano estou procurando uma reação, e foi uma boa evolução neste fim de semana. Espero fazer o maior número possível de pontos e continuar evoluindo durante a temporada"

Galid Osman, piloto da Shell Helix Ultra no carro #28

"Sofremos o fim de semana todo com problemas elétricos e perda de potência de motor, e tivemos treinos bem atrapalhados, com a equipe virando a noite para consertar. Trocamos motor e parte elétrica antes da classificação, e parece que melhorou. Focamos em resolver os problemas e deixamos um pouquinho do acerto do carro. Mas é bom voltar e passar para o Q2, esperava estar um pouquinho mais à frente, mas são duas corridas longas e vamos trabalhar para fazer muitos pontos, já que o nosso campeonato começa neste fim de semana"

Átila Abreu, piloto da Shell V-Power no carro #51

"O plano da corrida será se posicionar bem para a corrida 2. Mudou um pouco a temperatura da pista, e, com isso, também mudaram as referências. Na primeira volta passei um pouco da freada e dei uma traseirada. Na segunda, eu freei antes mas acabou acontecendo de novo. Agora é pensar na corrida e tentar ir para a frente"

Gaetano di Mauro, piloto da Shell Helix Ultra no carro #11

Grid de largada:

1º T.Camilo - 1m24s199
2º D.Serra - 1m24s219
3º R.Zonta - 1m24s293
4º R.Barrichello - 1m24s301
5º R.Maurício - 1m24s477
6º M.Wilson - 1m24s572
7º J.Campos - 1m24s606
8º G.Osman - 1m24s614
9º C.Bueno - 1m24s625
10º V.Brito - 1m24s658

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial