Motor On Line
Notícias-

Kart: sucesso total no encerramento do 54º Brasileiro / Prati Donaduzzi
Reportagem: Flávio Quick
Foto: Bruno Gorski
CBA
Finais da segunda fase revelaram os demais 11 Campeões da temporada 2019.

Foi encerrado no início da noite deste sábado o 54º Campeonato Brasileiro de Kart – Prati Donaduzzi. A competição, iniciada no dia 15 de julho, revelou os campeões do ano de 2019 do principal torneio da modalidade no país.

As disputas deste sábado, válidas pela segunda fase do nacional, reuniram os pilotos das classes mais experientes e teve provas realmente de arrepiar.

GRADUADO - José Muggiati Neto (PR) assumiu a ponta e a sustentou mesmo sofrendo ataques dos principais concorrentes do país. O paranaense foi pressionado por André Nicastro, que assumiu a ponta, mas logo na curva seguinte tomou um “Xis”. Muggiati conseguiu abrir distância, enquanto Nicastro lutava para voltar às primeiras posições. Ela ainda conseguiu chegar ao 5º lugar, mas José, sem cometer erros, partiu para o título, com a bela vantagem de 2,3 segundos sobre Murilo Fiore. Enrico de Lucca, que também pressionou pela ponta no início, foi terceiro.

SÊNIOR “A” – A Sênior A revelou um novo bicampeão brasileiro. Vencedor das classificatórias e da Pré-Final o paulista Danillo Ramalho partiu da pole e venceu de ponta-a-ponta. Dennis Dirani chegou em 2º após pressionar o líder no início. Francesco Ventre também manteve o seu terceiro posto desde o início da prova. Danillo Ramalho chegou ao seu segundo título brasileiro, os dois conquistados de forma invicta, com quatro vitórias.

CODASUR JÚNIOR – De arrepiar. Assim pode ser descrita a Final da CODASUR Júnior. Lucas Staico largou da pole com Samuel Cruz ao seu lado. Os cinco primeiros travaram uma grande batalha durante as 20 voltas da corridas. Gabriel Gomez e Lucas Staico trocaram de posição várias vezes até que Gomez conseguiu se desvencilhar de Staico, que então começou a ser pressionado pelo quarto colocado. Desta forma, Samuel Cruz, sem cometer erros, partiu para o título, que realmente só se definiria na entrada da reta para a bandeirada, quando não havia mais chances de perder a posição para Gabriel Gomez, o vice. Vinícius Costa Mercês ficou com o terceiro lugar, João Vitor Camargo foi o quarto e Pedro Aizza o quinto colocado.

KZ GRADUADO - Na KZ Graduados, nenhuma novidade. Gaetano Di Mauro, sem sofrer pressão alguma, repetiu as três vitórias conquistadas nas classificatórias e Pré-final e conquistou seu pentacampeonato brasileiro. O experiente Danilo Dirani chegou a pouco menos de três segundos do Campeão, garantindo assim o vice. Vinícius Ponce, em prova de recuperação, completou o Top3.

SUPER SÊNIOR MASTER – Dedicada aos mais experientes pilotos do Campeonato a Super Sênior Master definiu seu campeão no início da corrida. Jedson Vicente, que também venceu as primeiras três corridas do Brasileiro, manteve a liderança na largada e dominou a corrida de ponta a ponta. Júnior Drugovich, após partir de 12º, fez bela recuperação e ficou com o vice. Jorge Borelli, após pressionar muito os dois primeiros, concluiu a corrida no terceiro lugar.

SUPER SÊNIOR – Após bater na trave por várias vezes finalmente o carioca Christiano Matheis conquistou o seu primeiro Campeonato Brasileiro. Ele assumiu a ponta logo na largada, não demorou para abrir larga diferença e comemorou seu título com mais de sete segundos para os demais. Alexandre Rigon e Renato Russo também já frequentaram o primeiro pelotão. O vice-campeonato, contúdo, ficou com Valdeno Brito. Em seu primeiro Brasileiro o piloto da Stock Car fez bela prova de recuperação e chegou em segundo. Rigon terminou em terceiro, seguido por Maique Papareli e Marcelo Arruda.

SÊNIOR “B” - Felipe Santo André, também invicto, ficou com o título da Sênior “B”. Ele dominou de ponta a ponta a Final marcada por alguns incidentes que tiraram da prova os principais nomes na briga pelo título. Tiago Schweiger se aproximou um pouco do líder, mas, com a prova sob controle, Felipe reabriu vantagem e recebeu a bandeirada do título com quase três segundos de vantagem sobre Tiago. Raphael Filizola chegou no terceiro lugar.

OK INTERNACIONAL - A OK Internacional consagrou o Bicampeonato do carioca Olin Galli que, agora, ao lado de Renato Russo, é o maior vencedor do Brasileiro de Kart, com nove títulos. André Nicastro largou da pole, mas, foi superado por Olin Galli e Allan Croce antes da primeira curva. Não demorou para Nicastro chegar e, assim como nas provas anteriores, mostrar que estava com um equipamento perfeito. Ele superou os dois concorrentes e, com pouco mais de três segundos de vantagem, recebeu a bandeirada no primeiro lugar. Galli cruzou a linha no segundo lugar e Croce, bem mais atrás, em terceiro. Acontece, porém, que o bico do kart de André apresentou irregularidade na fixação e, com isso, ele foi punido em cinco segundos, ficando assim com o vice-campeonato. Galli ficou com o título e Bruno Bertoncello, o terceiro lugar.

NOVATO – Muitas disputas marcaram a final da Novato que definiu Júnior Flores como seu novo campeão. O piloto de Foz do Iguaçu assumiu a ponta na primeira curva, lugar em que Gabriel Hanel, que partia da pole position, foi tocado e rodou. De forma tranquila ele abriu boa vantagem e garantiu o seu título com João Pedro Orban em segundo. Enquanto isso, Gabriel Hanel cravava melhor volta em cima de melhor volta buscando recuperar o prejuízo. Sem chances, porém, ele terminou em 8º. Gustavo Moura, que largou em 13º, superou dez concorrentes e terminou em terceiro.

F4 SUPER SÊNIOR / F4 SUPER SÊNIOR MASTER – Encerrando o Campeonato a F4 Super Sênior e a F4 Super Sênior Master tiveram suas corridas em um grid agrupado. A Final teve que ser dividida em duas partes. Na primeira, Luciano Tavares, que largava na pole, sustentou a ponta mesmo bastante pressionado por três pilotos, Márcio Pereira, César Santos e Marcos Adriano. Com sete voltas, porém, a prova foi interrompida com bandeira vermelha em função de um acidente com Nestor Ferens – que foi ao ambulatório apenas para exames e logo foi liberado. Na relargada Tavares caiu para quarto, no decorrer das voltas ainda conseguiu passar dois pilotos para ficar em segundo, atrás do agora líder César Santos. A disputa entre os dois, sem ataques, só se definiu na entra da reta na última volta, quando Tavares aí sim atacou Santos. Os dois se tocaram e dividiram a reta de forma feroz até a bandeirada, com vitória de Luciano Tavares por apenas 25 milésimos sobre César Santos. Após a corrida, porém, os Comissários Desportivos puniram Luciano Tavares com a perda de uma posição por atitude antidesportiva contra César Santos, que passa a ser o campeão da F4 Super Sênior.

Na F4 SSM, título para Ricardo Castro, que já vencera no ano passado, conquistando assim o bicampeonato brasileiro. Luciano Lavalle e José Gomes terminaram em segundo e terceiro.

“Estamos extremamente felizes com o encerramento de mais um Brasileiro de Kart. Foram 15 longos dias de muita dedicação, porém, grande realização de entregar mais um evento de excelência e grande repercussão. Agradecemos aos pilotos, equipes, oficiais de competição e aos patrocinadores. Parabenizo também a equipe do Kart Clube de Cascavel e a Federação Paranaense pelo grande trabalho”, encerrou Pedro Sereno, presidente da Comissão Nacional de Kart.

Notícias

Página inicial