Motor On Line
Notícias-

Shell termina com seus 2 pilotos no top 10 na Stock Light em Interlagos
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: José Mário Dias
Diego Ramos é sétimo e segue na luta para ser estreante do ano; Raphael Reis fica em oitavo na prova; dupla sai na segunda fila domingo.

Representantes da Academia Shell Racing na Stock Light, Diego Ramos e Raphael Reis receberam a bandeirada final na sétima e oitava colocações, respectivamente na primeira corrida da rodada dupla no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, na tarde deste sábado.

Com os pontos da corrida, Raphael, atual campeão da categoria, está na oitava posição na classificação geral, a oito pontos do top 5. Já Diego Ramos está no top 10, em décimo, e segue firme na disputa pelo título de melhor estreante da temporada 2019.

Largando de oitavo, Raphael teve a corrida dificultada por um contato logo no começo, enquanto Diego, saindo da sexta fila, ganhou posições. Com a mesma tática de poupar disparos do botão de ultrapassagem, os dois fizeram uma prova com a cabeça. Raphael ainda conseguiu recuperar terreno até voltar para oitavo, atrás de Diego.

Neste domingo, os dois pilotos da Shell voltam à pista a partir das 8h15 para a segunda prova da rodada dupla. Com a regra do grid invertido entre os dez primeiros, os pilotos da Shell largam na segunda fila, com Reis em terceiro e Ramos em quarto. O canal por assinatura Band Sports e o portal UOL transmitem ao vivo.

A Shell é a maior patrocinadora do automobilismo brasileiro. Além da Stock Light, a marca tem envolvimento em outras categorias como Stock Car, Porsche Carrera Cup, Fórmula 4 e kart sem contar o apoio a jovens pilotos por intermédio da Academia Shell Racing.

O que eles disseram:

"Não conseguimos uma boa classificação, deu bandeira vermelha na última volta. Fiz uma boa largada e ganhei posições, depois administrei os pushes pensando na corrida de domingo, pois vou largar em quarto. Espero conseguir um pódio e vencer na rookie."

Diego Ramos, piloto do carro #13

"A corrida não foi do jeito que esperávamos, na verdade, desde a classificação, quando houve a bandeira vermelha no fim. A posição não condizia com o nosso potencial e, na largada, fui atrapalhado e acabei envolvido num toque. Depois fiz uma corrida estratégica pensando na segunda prova, poupando os pushes. Com todos os pushes que eu consegui guardar, dá para pensar não vitória na segunda corrida, vamos para cima."

Raphael Reis, piloto do carro #77

Resultado da prova:

1º G.Salas - 32m00s377
2º R.Abbate - a 2s115
3º G.Frigotto - a 4s358
4º G. Myasava - a 4s549
5º P.Boesel - a 8s753
6º P.Caland - a 11s127
7º D.Ramos - a 12s256
8º R.Reis - a 17s759
9º L.Moraes - a 18s897
10º M.Campos - a 23s040

Classificação do campeonato:

1º G.Salas - 176 pontos
2º G.Frigotto - 134
3º M.Cozzi - 99
4º R.Abbate - 97
5º P.Boesel - 85
6º M.Campos - 84
7º L.Moraes - 77
8º R.Reis - 77
9º G.Robe - 73
10º D.Ramos - 72

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Este é um projeto incentivado pela Lei 1.924/92 - Estadual de Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude – SEELJE, do Estado do Rio de Janeiro

Notícias

Página inicial