Motor On Line
Notícias-

Nasr / Derani e Curran vencem 10h Petit Le Mans e são campeões IMSA
Reportagem: Fernanda Gonçalves
Foto: José Mário Dias
FGCom
Em uma disputa emocionante, trio fica com o título das quatro provas longas da temporada, o 6º consecutivo da Action Express Racing.

Os brasileiros Pipo Derani e Felipe Nasr e o norte-americano Eric Curran, da Whelen Engineering Racing, conquistaram neste sábado (12) a vitória na décima e última etapa da temporada 2019 do IMSA WeatherTech SportsCar Championship, vencendo de forma emocionante as 10 Horas de Petit Le Mans, em Road Atlanta.

Com o resultado, o trio deu à equipe Action Express Racing o sexto título consecutivo do Campeonato Norte-americano de Endurance (IMSA Michelin Endurance Cup), que engloba as quatro provas longas da competição (24 Horas de Daytona, 12 Horas de Sebring, 6 Horas de Watkins Glen e 10 Horas de Petit Le Mans).

Derani, que comemorou neste sábado seu aniversário de 26 anos, assumiu a liderança da prova quando faltavam apenas 20 minutos para o final e trouxe pra casa a vitória para o # 31 Whelen Engineering Racing Cadillac DPi-V.R, que largou na pole position, após Nasr quebrar o recorde da pista no classificatório de sexta-feira (11).

“Finalmente, consegui vencer aqui, em minha quarta tentativa. É incrível”, declarou Derani no pódio. “Estou muito feliz e realmente orgulhoso por fazer parte desta equipe. Gostaria de agradecer muito à Whelen, à Action Express, à Cadillac e a todos que fazem parte deste programa, além é claro da nossa equipe pelos pit stops perfeitos. Somos os campeões de Petit Le Mans!”, comemorou o jovem brasileiro, tricampeão das 12 Horas de Sebring.

Depois do novo recorde no classificatório, Nasr continuou mostrando muita velocidade na corrida e liderou as 58 primeiras voltas, antes de entregar o carro para Derani, que liderou as 78 voltas seguintes.

“Estou feliz com este resultado final, por conquistar a vitória”, festejou Nasr. “Quando fiz minha transição para os protótipos no ano passado conquistamos o título e foi incrível. Antes disso, eu não conhecia nenhum outro circuito norte-americano, a não ser Daytona. Quando cheguei aqui, pensei que Road Atlanta era o lugar mais difícil para se vencer. Ter o carro em boas condições nos momentos finais é complicado. Não há margem para erros, então estou muito feliz por incluir essa vitória a minha lista”, ressaltou.

“Olhando para o início do fim de semana, desde o momento que entramos na pista, sinto que o pessoal da Action Express fez um grande trabalho para termos um bom carro em todas as condições”, continuou Nasr.

“Tive um bom início na prova e consegui manter o meu ritmo, abrindo uma boa vantagem. Foi importante para controlar a corrida e todos fizeram o seu trabalho. Foi realmente um dia perfeito. Minha primeira pole position no IMSA e essa vitória são muito especiais”, completou.

Foi a segunda vitória do trio na temporada 2019, após a conquista das 12 Horas de Sebring em março. Derani, Nasr e Curran também foram ao pódio nas 24 Horas de Daytona, chegando em segundo. Na temporada regular, os brasileiros ainda conquistaram pódios em Detroit e Laguna Seca.

Desde a unificação da categoria sportscar nos Estados Unidos, em 2014, a Action Express Racing faturou seis vezes o Campeonato Norte-americano de Endurance. Nasr, Derani e Curran conquistaram o título somando o total de 45 pontos.

No IMSA, os brasileiros ficaram com o vice-campeonato, cinco pontos atrás dos campeões Juan Pablo Montoya e Dane Cameron, que terminaram a prova deste sábado na quarta colocação.

Derani e Nasr já estão confirmados na temporada 2020 do IMSA e seguem na equipe. Nas provas longas, os brasileiros terão como companheiro o português Filipe Albuquerque, que já é piloto da Action Express Racing, mas corria no #5 Mustang Sampling Cadillac DPi-V.R ao lado do compatriota João Barbosa.

Na corrida deste sábado, os portugueses e o britânico Mike Conway também estiveram sempre entre os líderes, mas sofreram com um problema no freio e foram obrigados a parar nos boxes quando lideravam, faltando 20 minutos para o final da prova. Eles ainda conseguiram voltar para a pista, finalizando a prova na sétima colocação.

Albuquerque e Barbosa encerraram o Campeonato Norte-americano de Endurance na terceira posição e ficaram em sétimo no IMSA. Foi a última prova do #5 Mustang Sampling Cadillac DPi-V.R. Em 2020, o time seguirá na competição apenas com o # 31 Whelen Engineering Racing Cadillac DPi-V.R.

A equipe Action Express Racing é uma das maiores vencedoras do IMSA, desde sua estreia em 2010, quando venceu as 24 Horas de Daytona. O time conquistou os títulos de Pilotos e Equipes em 2014, 2015, 2016 e 2018. No Campeonato Norte-americano de Endurance foi campeão em 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Confira os 10 primeiros nas 10 Horas de Petit Le Mans:

1 F. Nasr / E. Curran / P. Derani (Whelen Engineering Racing Cadillac DPi) 465 voltas em 10:00:40.809
2 R. Van Der Zande / J. Taylor/ M. Vaxiviere (Konica Minolta Cadillac DPi-V.R) + 0.996
3 R. Taylor / H. Castroneves / G. Rahal (Acura Team Penske Acura DPi) + 9.842
4 D. Cameron / J. Montoya / S. Pagenaud (Acura Team Penske Acura DPi) + 1 Volta
5 S. Trummer / S. Simpson / C. Miller (JDC-Miller MotorSports Cadillac DPi) + 1 Volta
6 O. Jarvis / T. Nunez / T. Bernhard (Mazda Team Joest Mazda DPi) 463 + 2 Voltas
7 J. Barbosa / M. Conway / F. Albuquerque (Mustang Sampling Racing Cadillac DPi) + 6 Voltas
8 J. Bennett / C. Braun / R. Dumas (CORE autosport Nissan DPi) + 8 Voltas
9 M. Goikhberg / T. Vautier/ J. Piedrahita (JDC-Miller MotorSports Cadillac DPi) + 19 Voltas
10 J. Calado / A. Pier Guidi / D. Serra (Risi Competizione Ferrari 488 GTE) + 31 Voltas

Notícias

Página inicial