Motor On Line
Notícias-

F. Baptista e Guerrieri colocam o carro Hero #444 na pole da Porsche
Reportagem: Luis Ferrari
Foto: Luca Bassani
Chico Horta e William Freire são os poles na classe 3.8.

Marca registrada nas corridas de Endurance da Porsche Cup, a Porsche Endurance 500 comprovou nesta sexta-feira (29) o grande equilíbrio da categoria com uma disputa acirrada no treino que definiu o grid de largada para a corrida de encerramento da temporada. Nada menos que 18 dos 30 carros que participaram da sessão ficaram com a média dos tempos inferior a um segundo. No fim do dia, acabou prevalecendo o carro #444 da Hero, do jovem prodígio Felipe Baptista e seu parceiro argentino Esteban Guerrieri. Felipe liderou o seu grupo deixando o ex competidor da Indy Lights em plenas condições de levar o carro para a pole position da categoria 4.0, na segunda parte do treino.

Em segundo lugar na tomada ficou a máquina #31, que lidera o campeonato, com Alan Hellmeister e Luca Seripieri. Vale destacar que Hellmeister foi o piloto mais rápido do dia. Porém, uma punição imposta a Luca, fez o piloto perder a melhor volta em seu grupo e com isso o seu carro caiu do segundo lugar do grid para sexto no geral, conservando a pole na classe GT3. Com a punição ao carro #31, o #27, vencedor da última etapa e composto por Lucas di Grassi e Ricardo Baptista largará em segundo lugar.

Compõem a segunda fila o carro #7 de Miguel Paludo, que corre em parceria com o piloto de Nascar Justin Allgaier e o carro #1, de Werner Neugebauer e Ricardo Zonta. JP Mauro e o vencedor das 24 Horas de Le Mans, Felipe Fraga, largam em quinto.

Na classe 3.8, a dupla do carro #77, formada por Chico Horta e William Freire, conquistou a pole position impulsionada pela grande volta de Horta, primeiro piloto a ir para pista. Na segunda parte do treino, Gaetano di Mauro, no carro #83, fez uma volta impressionante e conseguiu colocar o carro do trio formado por ele, Marco e Murizio Billi no segundo lugar do grid.

Em terceiro, será alinhada a máquina #99 de Zeca Feffer e Cesar Ramos. Em quarto, liderando na classe 3.8 Sport, vem o carro do trio Nelson Monteiro, Lucas Salles e Ayman Darwich. Vencedores das duas primeiras corridas da temporada, Leonardo Sanchez e Átila Abreu com a máquina #15, largam em 24º no geral e quinto na categoria 3.8.

Vale lembrar que para os competidores que competem em duplas, cada piloto necessita completar 48 voltas no mínimo durante a corrida. Já nos trios, cada piloto deve completar 32 voltas pelo menos. Não há exigência para a ordem dos stints dos pilotos e cabe aos estrategistas de cada equipe definir os momentos das paradas, revezamento dos pilotos além da estratégia de quem largar e quem finaliza a prova. Cada carro precisa fazer no mínimo cinco pit stops de seis minutos.

O evento final da temporada 2019 da Porsche Império Carrera Cup terá ainda uma grande celebração da marca, o Sportscar Together Day, promovido em conjunto com a Porsche Brasil. A promessa é de um encontro histórico de entusiastas, proprietários, colecionadores, fãs, pilotos e apaixonados pela marca recordista de vitórias nas 24 Horas de Le Mans. O evento reunirá modelos de rua antigos e de competições, com um grande desfile pela pista de Interlagos.Assim como todas as etapas do ano, a jornada final terá operação de arquibancadas. Os ingressos custam a partir de R$ 30,00 e estão à disposição nas bilheterias do autódromo de Interlagos neste sábado.

A Porsche Endurance 500 tem largada programada para às 14h10, com transmissão ao vivo pelos portais Globoesporte.com, Grande Prêmio e pelos canais da Porsche Império Carrera Cup no Youtube e Facebook.

Os qualis

4.0

Miguel Paludo foi o primeiro a registrar tempo no grupo A com 1m37s1. Marcelo Hahn veio a seguir com 1m38s2, e logo depois vinham Sylvio de Barros com 1m38s5 e JP Mauro, com 1m38s7. Na sequência, Paludo mostrou que não estava para brincadeira e fez 1m35s6, e JP Mauro também melhorou, para 1m36s4. Luca Seripieri subiu para terceiro, com 1m36s7.

A três minutos da bandeirada, os irmãos Vitor e Felipe Baptista colocaram seus carros na segunda e terceira colocações, ambos na casa de 1m36s0. A essa altura, Fran Lara era o quarto colocado, com 1m36s288, e Werner Neugebauer era o quinto, com 1m36s333.

Felipe Baptista assumiu o primeiro lugar quando faltava 1m30, ao marcar 1m35s416. Quem também chegou ao top 5 foi Ricardo Baptista, com 1m36s249. No fim, a melhor volta do grupo A ficou mesmo com o piloto mais jovem do grid, Felipe Baptista, com o irmão mais velho Vitor em segundo estabelecendo a dobradinha da equipe Hero.

Miguel Paludo, Werner Neugebauer e Ricardo Baptista fecharam o top 5. O primeiro GT3 foi Fran Lara, em sexto. Só os seis primeiros ficaram dentro do mesmo segundo.

O grupo B começou com Justin Allgaier fazendo 1m37s3, mas os carros ainda prometiam baixar bastante os tempos. Depois da segunda volta completada, o mais rápido passou a ser Nelsinho Piquet, com 1m35s036, levando o carro para quarto.

Na pole provisória estava Lucas di Grassi, com a volta de 1m35s112, no carro #27. Depois vinham Justin Allgaier em segundo e Alan Hellmeister em terceiro, liderando a classe GT3, com 1m35s218.

Na terceira volta, dois pilotos baixaram da casa de 1m35: Danilo Dirani, com 1m34s949 e levando o carro #53 para quinto no geral, e Alan Hellmeister, com 1m34s860, melhor tempo da sessão até então, assumia a pole provisória ao lado de Luca Seripieri.

No minuto final, Esteban Guerrieri fez 1m35s796, levando o carro #444 para a pole provisória, à frente de Alan Hellmeister (carro #31), Lucas di Grassi (#27), Justin Allgaier (#7) e Ricardo Zonta (#1). E dessa forma acabou o treino, com a pole de Guerrieri/Felipe Baptista no geral e o primeiro lugar da GT3 com a dupla Hellmeister/Seripieri.

Hellmeister também foi o mais rápido de seu grupo e de todo o treino, com 1m34s860. Outros dois competidores andaram abaixo de 1m35: Danilo Dirani (carro #53) e Enzo Elias (#81). Após a bandeirada, punição imposta ao carro #31 derrubou a máquina para sexto lugar no grid.

3.8

O grupo A do quali da 3.8 começou com Chico Horta fazendo o primeiro tempo competitivo, com 1m40s029. Depois vieram Guilherme Reischl, com o carro #32, e Leo Sanchez, todos na casa de 1m40. Na segunda passagem, os carros baixaram um pouco, e Horta fez 1m39s164, e Leo, 1m39s881, o melhor tempo de sua carreira em Interlagos.

Faltando dois minutos, Chico Horta mantinha a liderança, mas Nelson Monteiro assumiu o segundo lugar, com 1m39s382. Depois vinham Marcelo Tomasoni, com 1m39s610, Cesar Urnhani, com 1m39s645, e Marco Billi, com 1m39s719. Leo Sanchez caiu para sexto.

Na bandeirada, Chico Horta baixou da casa de 1m39, registrando 1m38s865 para ficar com o melhor tempo do grupo A. Em segundo, Nelson Monteiro liderava a classe Sport. Tomasoni melhorou para 1m39s532 e liderava a Carrera.

No Grupo B, Gaetano di Mauro foi o primeiro a registrar um tempo competitivo, com 1m37s733. William Freire também fez 1m37s7, assumindo a pole provisória na média do tempo com William Freire. Naquela altura, Renan Guerra era o mais veloz da pista, com 1m37s727, colocando o carro em dupla com Paulo Totaro em quinto no geral.

Logo depois, Gaetano baixou seu tempo para 1m37s141, mas na média o carro #83 era o segundo, atrás do carro #77. Em terceiro, vinham o #99 com César Ramos, o #87 com Lucas Salles e o #15 com Átila Abreu.

A pole da 3.8 ficou mesmo com William Freire e Chico Horta. O trio Gaetano di Mauro/Maurizio Billi/Marco Billi ficou em segundo, com Gaetano fazendo o melhor tempo individual, em 1m37s1. César Ramos e Zeca Feffer ficaram em terceiro, à frente de Lucas Sales/Nelson Monteiro/Ayman Darwich e Átila Abreu/Leo Sanchez.

O que eles disseram:

“Foi muito legal, consegui me adaptar muito bem ao carro. Abaixei nove décimos do meu tempo no treino e isso surpreendeu a equipe e a mim. Estou bem feliz com o tempo, foi uma volta muito rápida. Agora é esperar. O Esteban está girando muito rápido também, vamos ver o que vai dar.”

Felipe Baptista

“Foi um dia muito bom. Estou aprendo sobre o carro e a pista e quero agradecer a todos da equipe que estão me ajudando a evoluir mais rápido. Fomos muito bem nos treinos, o Felipe fez uma grande volta e eu apenas completei o trabalho que ele começou. O Felipe é um piloto muito jovem, mas com um grande talento. Agora vamos pensar na estratégia para amanhã que é o mais importante. Estou muito feliz”.

Esteban Guerrieri

“Foi um tempo muito bom, nove décimos melhor do que eu fiz na Fórmula 1. O William sempre classifica bem. Na corrida passada em Goiânia, fiz o segundo tempo e deu pole para nós. Espero que ele faça um tempo bom para sairmos na frente.”

Chico Horta

“Meu parceiro está de parabéns. Foi a melhor volta dele disparada, um segundo mais rápido do que ele já havia feito. Ele conseguiu colocar uma vantagem muito boa para o segundo colocado. Aí optamos por ficar mais tempo no box para conseguir abaixar um pouco a calibragem. Saímos por último e, mesmo fazendo a primeira volta bem lento, peguei trânsito e acabei não melhorando o tempo. Mas deu tudo certo, a pole é do Chico Horta.”

Willian Freire

“Estou muito feliz de voltar e poder andar bem. Contente pelo convite do Murizio e do Marco. Vai ser uma corrida bem legal, são 500 km para batalhar e é emocionante poder voltar a ser competitivo. Não está sendo assim na Stock, mas acaba sendo uma motivação extra para a última etapa. ”

Gaetano di Mauro

“Depois de uma quinta-feira complicada, quando andamos com chuva e não deu para treinar direito, o tempo veio e foi um tempo fantástico. Eu nunca tinha virado 1:39.3, foi um tempo que me deixou muito feliz. Agora o Lucas vai entrar e vamos ver se conseguimos uma boa média. Foi bem legal ter ficado em segundo lugar no geral.”

Nelson Monteiro

“A volta foi muito boa, a pista estava livre e o carro com um ótimo acerto. Eu dei uma travada de rodas no começo do treino, mas consegui encaixar uma boa volta no final. Estou bastante contente com o resultado. ”

Lucas Salles

“Consegui me posicionar bem na pista e fiz uma boa volta, estou bem satisfeito. Na terceira volta já virei um tempo legal, o carro estava muito bom. Foi um bom desempenho. Temos algumas coisas para acertar, mas acho que estamos em um bom caminho. Tenho certo que tudo vai dar certo e o Felipe vai fazer um grande tempo para botar a gente lá em cima. ”

Fran Lara

“É uma honra conseguir andar mais rápido que tantos pilotos renomados. Fico feliz com meu desempenho e mais ainda em saber que vamos ter um bom ritmo na corrida. Não vínhamos tão bem nos treinos, mas na classificação voltamos a ter rendimento e isso nos deixa muito motivados para a corrida”

Alan Hellmeister

O grid

1. #444 Felipe Baptista e Esteban Guerrieri, 1:35.606
2. #27 Ricardo Baptista e Lucas di Grassi, 1:35.680
3. #7 Miguel Paludo e Justin Allgaier, 1:35.758
4. #1 Werner Neugebauer e Ricardo Zonta, 1:35.768
5. #270 JP Mauro e Felipe Fraga, 1:35.780
6. #31 Luca Seripieri e Alan Hellmeister*, 1:35.784
7. #53 Rodolfo Toni e Danilo Dirani*, 1:35.898
8. #20 Pedro Aguiar e Guilherme Salas, 1:35.900
9. #4 Vitor Baptista e Filipe Albuquerque, 1:35.907
10. #33 Daniel Schneider e Nelson Piquet Jr., 1:35.922
11. #3 Fran Lara e Felipe Nasr*, 1:35.930
12. #5 Sylvio de Barros e Caca Bueno*, 1:35.949
13. #18 Carlos Ambrosio e Dennis Dirani*, 1:36.142
14. #29 Rodrigo Mello, Sergio Jimenez e Neto*, 1:36.248
15. #100 Alceu Feldmann e Gabriel Casagrande, 1:36.260
16. #81 Gil Farah e Enzo Elias*, 1:36.269
17. #10 Adalberto Baptista e Bruno Baptista*, 1:36.278
18. #90 Eduardo Azevedo e Ricardo Mauricio, 1:36.397
19. #16 Marcelo Hahn e Christian Hahn*, 1:36.625
20. #77 Francisco Horta e William Freire* (3.8), 1:38.322
21. #83 Maurizio Billi, Marco Billi e Gaetano di Mauro* (3.8), 1:38.425
22. #99 Zeca Feffer e Cesar Ramos* (3.8), 1:38.805
23. #87 Nelson Monteiro, Lucas Salles e Ayman Darwich** (3.8), 1:38.867
24. #15 Leonardo Sanchez e Átila Abreu* (3.8), 1:39.026
25. #26 César Urnhani e Nelsinho Marcondes** (3.8), 1:39.239
26. #32 Fernando Fortes e Guilherme Reischl* (3.8), 1:39.270
27. #177 Raphael Miranda e Adriano Buzaid* (3.8), 1:39.341
28. #45 Paulo Totaro e Renan Guerra* (3.8), 1:39.451
29. #00 Marcelo Tomasoni e Renato Braga, 1:39.534
30. #50 Ramon Alcaraz e Márcio Mauro** (3.8), 1:40.326
*GT3 Cup
**Sport

Notícias

Página inicial