Motor On Line
Notícias-

Rally: campeões Dakar estão entre principais adversários dos brasileiros
Reportagem: Rodolpho Siqueira / Ricardo Ribeiro
Foto: Ricardo Ribeiro
Organização divulga alteração na quantidade de aprovados na vistoria. Conheça alguns dos mais fortes rivais dos representantes do Brasil.

Responsável pelo Rally Dakar, a francesa Amaury Sport Organisation oficializou neste sábado (04/01) a lista dos aprovados na inspeção técnica realizada durante três dias na cidade de Jeddah, local da largada da 20ª edição da prova, na Arábia Saudita. Ao todo, a competição contará com 342 veículos. Entre os UTVs que irão largar, um dos destaques é a dupla brasileira Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy / Can-Am, que tenta o bicampeonato do Dakar depois de vencer a prova em 2018.

Tricampeões mundiais depois de vencer o Rally do Marrocos em outubro, Varela e Gugelmin terão novamente uma forte concorrência pela frente. Nomes importantes e vencedores do Dakar e do Mundial, como o francês Cyril Despres e o checo Josef Macháček, se mesclam com uma nova e ambiciosa geração capitaneada pelos norte-americanos Casey Currie e Mitch Guthrie Junior, além do russo Sergey Karyakin.

Entre supercampeões do Dakar e até estreantes de quem se espera muito na edição 2020, veja abaixo uma lista com alguns dos fortes competidores (ordem alfabética):

Blade Hildebrand – Bastante jovem, mas não inexperiente, este norte-americano de 21 anos tem várias vitórias em provas importantes no currículo e é uma das apostas do seu país para crescer no Dakar. Nesta sua segunda participação, seu empresário Robby Gordon (ex-astro da F-Indy) escolheu como navegador o francês François Cazalet.

Casey Currie – Oriundo de uma família tradicional do esporte a motor norte-americano, Currie estreou no Dakar em 2019, terminando em quarto – o que este jovem acostumado ao pódio classificou como um fracasso. Em 2020, terá um novo navegador, Sean Berriman (África do Sul), em uma nova tentativa de conquistar a vitória.

Conrad Rautenbach – Bicampeão africano e natural do Zimbábue, tem larga experiência no Mundial de Rally. Em 2017, fez sua única aparição no Dakar, sendo eleito o melhor estreante na categoria carros após chegar em nono. Nesta estreia nos UTVs, terá como navegador o português Pedro Bianchi Prata.

Cyril Despres – Não se pode desprezar um piloto que foi pentacampeão e quatro vezes vice do Dakar, mesmo em outra categoria (motos). O francês é um dos gigantes do maior rally do mundo e certamente sabe o que fazer para vencer novamente. Terá como navegador o aventureiro sul-africano Mike Horn.

Francisco “Chaleco” López – É o atual campeão do Dakar entre os UTVs. Dono de uma carreira bem sucedida nas motos, com pódios e várias vitórias em especiais, o chileno voltou com tudo no ano passado, desta vez nos UTVs. Em 2020, terá como navegador o compatriota Pablo Latrach, com quem realizou um intenso período de testes nas dunas do Deserto do Atacama.

Gerard Farrés Guell – Em 2019, este espanhol foi vice-campeão do Dakar entre os UTVs, ao lado do navegador Daniel Oliveras Carreras. Sempre competitivo, este ano terá como navegador Armand Monleon, também espanhol. Sempre competitivo.

Josef Macháček – Pentampeão do Dakar na categoria quadriciclos, este experiente piloto checo é também um dos nomes mais competitivos da edição 2020 do Dakar. Em sua estreia entre os UTVs, terá como navegador o compatriota Vlastimil Tosenovsky, um antigo parceiro de provas internacionais de off-road.

Mitch Guthrie Junior – Um dos mais promissores pilotos de off-road de sua geração, ele fará sua estreia no Dakar aos 23 anos. Filho de um famoso piloto dos EUA, apelidado de “The King”, o jovem Mitch superou seu pai na terra natal e ainda tornou-se campeão mundial de UTVs em 2016. Seu navegador é o especialista norueguês Ola Floene.

Sergey Karyakin – Acompanhado pelo navegador russo Anton Vlasiuk, este veloz piloto de 28 anos tem surpreendido o mundo dos rallies. Competindo e liderando a própria equipe baseada em sua terra natal, venceu o Dakar na categoria quadriciclos em 2017, sendo o primeiro russo a alcançar essa façanha.

Treze mulheres e 342 veículos: A Amaury Sport Organisation retificou neste sábado a lista final dos inscritos e aprovados na vistoria técnica realizada em Jeddah. Ao todo, 342 veículos foram habilitados – e não os 351 anunciados anteriormente. Entre as categorias, os números são estes: 114 motos, 23 quadriciclos, 83 carros, 45 UTVs e 46 caminhões. A França possui o maior contingente de competidores (109 inscritos aprovados), seguida da Espanha (75) e Holanda (50). Treze mulheres irão participar. A edição 2020 do Dakar contará com profissionais de 68 nacionalidades – incluindo os membros das equipes de apoio.

Notícias

Página inicial