Motor On Line
Notícias-

Dennis Dirani busca recomeço no CBTurismo em Cascavel com Shell Racing
Reportagem: RF1
Foto: Rafael Gagliano
Integrante da Academia de Pilotos Shell Racing largou na primeira fila em todas as etapas deste ano, mas incidentes nas corridas tiraram suas chances de pódio até aqui.

O paulista Dennis Dirani competirá neste final de semana com a Academia Shell Racing na quarta etapa do Brasileiro de Turismo em Cascavel (PR), em busca de um recomeço na temporada que, por enquanto, tem sido perfeita nos treinos, mas ainda sem conseguir o completo potencial nas corridas. Vice-campeão em 2015, Dennis largou na primeira fila nas três etapas disputadas neste ano (Curitiba, Velopark e Goiânia), mas ainda está sem pódios em 2016.

"O nosso ritmo tem sido muito bom na classificação, com uma pole no Velopark e largando outras duas vezes em segundo, mas na corrida os resultados ainda não apareceram. Em Cascavel, será um momento de virada para a nossa equipe, uma pista onde fiz a minha estreia em carros de turismo no ano passado e também onde fiz um pódio especial com meu irmão (Danilo)", lembra Dennis, bastante feliz também com a confirmação de Danilo no grid da Stock Car (pela equipe RZ) neste final de semana. "Será mais um motivo de comemoração para a família".

Diferentemente da etapa de Cascavel do ano passado, realizada no formato de corrida única, em 2016 a etapa será nos moldes de rodada dupla. Por isso, Dirani acredita que os pilotos vão precisar se preocupar bastante com o consumo dos pneus.

"É a pista mais rápida do calendário em termos de velocidade média. São várias curvas para a esquerda e somente uma para a direita, o que acaba desgastando bastante os pneus. Precisamos estudar a melhor maneira de poupá-los, até porque a segunda corrida vale a mesma quantidade de pontos da primeira, algo que não ocorre na Stock Car, por exemplo, onde a corrida 2 vale menos pontos", diz Dennis, que até o meio desta semana estava em Conde (PB), no trabalho de coach no Brasileiro de Kart acompanhando Gianluca Petecof, piloto de kart da Academia Shell Racing na categoria Júnior.

Sobre a possibilidade de troca de pneus durante a corrida 2, Dennis acredita que dificilmente alguém irá arriscar essa tática. "O asfalto não é tão abrasivo e a principal dificuldade de uma troca de pneus é que no carro do Turismo são cinco parafusos na roda, o que impede um pit stop mais veloz. Por isso, salvo por algum problema de estouro de pneu, ninguém deve arriscar uma troca", afirma Dennis, que verá seu irmão Danilo novamente competindo na Stock Car neste final de semana.

Os treinos livres para o Brasileiro de Turismo serão iniciados nesta quinta-feira em Cascavel. O classificatório será no sábado às 10h30 e no mesmo dia acontece a primeira corrida, com largada prevista para as 15h25. A segunda prova será no domingo às 9h35. Ambas as corridas serão exibidas pelo Sportv na próxima semana.

Programação do Brasileiro de Turismo em Cascavel:

Quinta-feira, 14 de julho
15h50 - 16h35 - Treino livre 1

Sexta-feira, 15 de julho
10h45 - 11h25 - Treino livre 2

Sábado, 16 de julho
10h30 - 10h40 - Treino Livre 3
13h10 - 13h20 - Classificação
15h25 - Corrida 1 (25 minutos + 1 volta)

Domingo, 17 de julho
9h35 - Corrida 2 (30 minutos + 1 volta)

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirada em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Suas ações são viabilizadas por meio dos projetos "Academia de Pilotos de Kart" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana) e "Talento Automobilístico Formula 3" (promovido pela Federação de Automobilismo do DF) incentivados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das maiores empresas de energia do Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. Produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e gera mais de 900 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa conta ainda com uma rede formada por 5.245 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 900 lojas de conveniência Shell Select.

Notícias

Página inicial