Motor On Line
Notícias-

Kart: João Matos destaca aprendizado no Brasileiro
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação
Com apenas oito meses de kart, piloto de Belo Horizonte andou entre os mais rápidos do país.

O piloto mineiro João Matos (KGS Computers | Tecsul | Mikronix | Gift | Academia Turner Prime) disputou na última semana, pela primeira vez em sua carreira, do Campeonato Brasileiro de Kart. No novo Kartódromo Internacional Paladino, na Paraíba, 140 pilotos participaram da primeira fase da competição nacional que foi destinada aos pilotos com idades entre seis e 25 anos e contou com as disputas de sete categorias.

Competindo pela classe Júnior Menor e tendo iniciado no esporte apenas em outubro de 2015 o piloto teve uma grande participação na competição. Contando com o sempre atento suporte da equipe Center Kart Competições e um equipamento baseado nos chassis Techspeed e motores IAME Preparados pela RBC Preparações, de Belo Horizonte, o piloto se desenvolveu bastante ao longo das atividades.

Na terça e na quarta-feira foram realizadas quatro sessões de 30 minutos de treinos livres. Neste tempo o piloto e seu time utilizaram a pista para ajustar todo o kart e preparar as estratégias para as quatro corridas e a tomada de tempos que estava por vir.

Com tranquilidade e muita atenção o piloto foi, naturalmente, melhorando suas marcas até que, com o tempo de 54s389 fixou-se com a décima posição no grid de largada das corridas classificatórias. Nestas provas classificatórias, por sua vez, João mostrou como tem evoluído e conseguiu terminar na quinta posição na primeira e, em 12º na segunda. Pela soma dos resultados ele garantiu a sétima posição para a largada da Pré-Final.

A bateria Pré-Final foi disputada no fim da manhã de sexta-feira e Matos, mais uma vez muito concentrado, fez outra grande corrida. Ele ganhou posições, foi ultrapassado, mas, sobretudo, esteve muito competitivo terminando no nono lugar.

A grande final teve vez no sábado. Concentrado João largava da quinta fila e sabia que tinha chances de se classificar entre os cinco melhores do país. Com calma e muita garra ele fez boa largada e vinha em busca de ganhar posições. Acontece, porém, que após completar cinco voltas seu kart passou a perder rendimento, ele foi ultrapassado por vários adversários e, por fim, recebeu a bandeirada de chegada na 12ª posição.

"Fiquei muito chateado com o que aconteceu na corrida Final. Meu kart era bom durante todo o Campeonato e, infelizmente, na hora da decisão, nossa equipe se equivocou com a calibragem dos pneus e meu kart saía muito de frente. Perdi muito tempo e, terminar em 12º, foi até bom porque, realmente, estava muito difícil de guiar. Achei o Campeonato fantástico e tenho certeza que aprendi muito", comentou resignado o piloto de 13 anos.

Notícias

Página inicial