Motor On Line
Notícias-

F-4 Sul-americana: firma parceria com Universidade Católica do Uruguai
Reportagem: Ricardo Montesano
Mediaone
Alunos da Faculdade de Engenharia e Tecnologia acompanham o trabalho do corpo técnico da categoria na quinta etapa da temporada em El Pinar.

Os alunos da Faculdade de Engenharia e Tecnologia da Universidade Católica do Uruguai estiveram presentes no fim de semana da quinta etapa da temporada da F4 Sul-americana, realizada no fim de julho no Autódromo Victor Borrat Fabini, em El Pinar. A visita faz parte do acordo costurado entre a categoria e a universidade, que abre espaço para visitas técnicas de um grupo de estudantes com o objetivo de adquirir conhecimento e experiência junto aos engenheiros do campeonato.

"É uma parceria muito interessante para a categoria, que receberá com muito prazer os estudantes de Engenharia, e também para os alunos, que poderão ter o primeiro contato com um carro de corrida. Eles estarão nas etapas do campeonato, aprendendo junto com todos os profissionais da organização, além de vivenciar um fim de semana de competição", explica o promotor do campeonato, Gerardo "Tato" Salaverría.

Para a quinta etapa, oito estudantes foram selecionados entre 80 candidatos através de análise de currículos e os escolhidos tiveram a oportunidade de acompanhar as atividades no fim de semana. Todos eles fazem parte do Centro de Inovação e Engenharia da UCU e estão matriculados no curso de Engenharia Industrial com especialização em Sistemas, Eletrônica, Telecomunicação, entre outras áreas.

"É uma grande oportunidade, inédita dentro da universidade, pois temos o privilégio de fazer parte de uma categoria tão profissional como a F4 Sul-americana. Todos nós gostamos de automobilismo, de mecânica, de aquisição de dados e vamos aproveitar esse momento para aprender e adquirir muita experiência. Espero que um dia possamos trabalhar aqui", afirmam os estudantes Nicolás Nilson e Agustín Alvez, dois dos selecionados.

Neste primeiro contato, os alunos poderão trabalhar no sistema de aquisição de dados, gestão de motor, interpretação de informações para dialogar com os pilotos e, sobretudo, conhecerão o funcionamento geral de um monoposto de padrão internacional. "Os garotos estão muito interessados e temos como objetivo trazê-los para as etapas ao longo do ano. Além disso, terão a oportunidade de conhecer a nossa oficina e aplicar todo o conhecimento teórico na prática. Um dia poderão trabalhar conosco", finaliza o responsável técnico da categoria, Nicolás Etchamendi.

Notícias

Página inicial