Motor On Line
Notícias-

Kart: Sarri e Trevizan vencem no San Marino na Copa Sópneus Goodyear
Reportagem: Carlos Zaramelo Júnior
Foto: Marcelo Faé Ferreira

Maurício Sarri, na elite, e Bruno Trevizan, na light, foram os vencedores da sexta etapa da Copa Sópneus Goodyear de Kart Pé de Chumbo, sábado (6), no Kartódromo San Marino, em Paulínia. A prova marcou a abertura da 2ª fase do campeonato e o resultado deixou ainda mais interessante a disputa pelo título da temporada 2016.

Embora não tenha ido ao pódio em Paulínia, Rafael Contatto mantém-se na liderança da elite do PD´Chumbo, agora com 246 pontos. Maurício Sarri está em segundo lugar, com 231 pontos, e Felipe Santo André (Tite) é o terceiro, com 230. Nino Rigue (221 pontos), Rogério Pompermayer (212), Giovanni Pamfílio (209) e Carlinhos Carrion (200) também estão no bloco dos pilotos que no momento são os mais credenciados ao título.

Na light, Bruno Trevizan recuperou a ponta com a vitória no San Marino, somando agora 120 pontos. No vácuo, com 119 pontos, aparece Carlos Barbosa. Mayckon Mota, com 114 pontos, e Ricardo Travaglia, com 100, continuam envolvidos na disputa que apontará o campeão.

O regulamento do PD´Chumbo determina que todos os pilotos terão de descartar um resultado após a oitava etapa, que acontece em setembro. Os pilotos voltam à pista no próximo dia 27, no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo), em Piracicaba, para a realização da sétima rodada.

Corridas

Na primeira corrida da etapa 6, Kaique Melo largou na pole position, mas antes mesmo da primeira curva foi ultrapassado por Maurício Sarri, que manteve-se à frente até o final, apesar de ser pressionado por Rafael Contatto. Sarri completou as 20 voltas em 16m16s386, com vantagem de 0s346 para Contatto e de 0s505 para Kaique. Foi de Kaique a volta mais rápida: 48s296 na 10ª passagem.

Com inversão de grid, Beto Mantovani fez boa largada na segunda corrida em Paulínia e assumiu a ponta. Ele ficou à frente do pelotão por cinco voltas, quando foi superado por Felipe Santo André (Tite). Numa das curvas, Tite fez manobra arrojada, colocou o kart por dentro e assumiu a liderança, de onde não saiu mais. Seu tempo nas 20 voltas foi de 16m21s054, com vantagem de 1s689 para Marcelo Contatto e de 2s870 para Maurício Sarri, que cravou a volta mais rápida: 48s218 na 16ª.

Na somatória das duas baterias, Sarri fechou a etapa com 46 pontos, à frente de Tite, com 44, e de Kaique, com 42. Os três foram para o pódio.

Na light, o melhor desempenho foi de Bruno Trevizan, que chegou em 12º lugar na primeira corrida e em 11º na segunda, totalizando 26 pontos e assegurando a vitória da categoria no San Marino. Eduardo Pereira, com 22 pontos, foi o segundo colocado, enquanto Carlos Barbosa, com 21, ficou na terceira posição.

No Pé de Chumbo, os pilotos da elite e da light foram grid único, mas a pontuação é específica para cada uma das duas categorias.

Notícias

Página inicial