Motor On Line
Notícias-

Rally: família da poeira pronta para repetir o sucesso no Sertões
Reportagem: João Alberto Otazú
Foto: Sanderson Pereira
Mastermídia
Depois do excelente desempenho no ano passado, os três irmãos Varela vão atrás da consagradora vitória.

Pelo segundo ano consecutivo a maior família do off-road nacional, numa das maiores equipes de rali do Brasil já está preparada para repetir o sucesso no Rally dos Sertões, que começa neste sábado (03/9) em Goiânia (GO), para terminar no dia 10 de setembro em Palmas (TO). A ‘Família da Poeira’, apoiada pelo Divino Fogão Rally Team vai com formação completa, com três UTVs e um carro para percorrer 3.212 quilômetros, cruzando oito cidades de três estados do Centro Oeste e Nordeste.

Enquanto o patriarca Reinaldo Varela (Divino Fogão / Blindarte / Temp Clean / Tecmin / Ibis / Itamotors) vai com a sua picape Hilux em busca de sua terceira vitória no segundo maior rali do mundo, seus três filhos tentarão a primeira vitória na maior prova off-road do país a bordo de UTV. O primogênito e mais experiente, Rodrigo Varela (Can-Am / Blindarte) utilizará um Can-Am Maverick Turbo e terá como rival na classe Pro o seu irmão Gabriel Varela (Can-Am / Blindarte) com Can-Am Maverick XDS. Já o caçula Bruno Varela (Polaris One / Motul) está inscrito na classe Super Production com Polaris RZR XP 1000.

Atual Campeão Brasileiro de Rally Baja e segundo colocado no Rally dos Sertões do ano passado na classe Turbo, depois de várias participações Rodrigo Varela quer alcançar a sua primeira vitória. "A expectativa é vencer. Este ano troquei de navegador com o meu irmão Bruno e vou com o Mayckon Padilha, que é mecânico experiente, e nos demos super bem. Já treinei com ele e a navegação encaixou bem", avisa lembrando que está levando na bagagem o seu preparo físico, foco e determinação.

Além disto, o experiente piloto de 25 anos de idade que recentemente foi nomeado embaixador da Can-Am no Brasil acredita na força e performance de seu UTV. "Estamos apostando muito na resistência fantástica e no desempenho do Can-Am Maverick Turbo, que não deu problema nas edições anteriores. Estamos tranquilos nisto".

Segundo colocado no Rally dos Sertões no ano passado, justamente em sua estreia nos UTV, em 2016 Gabriel Varela quer subir mais um degrau no pódio. Para isto, ele vai continuar com o navegador Gabriel Morales, experiente em ralis de velocidade, e com o mesmo equipamento que o levou à liderança do Brasileiro de Rally Baja nesta temporada.

"Nossa dupla está bem afinada e tenho uma confiança muito grande nele. Tanto que na última prova do Brasileiro vencemos na classe Turbo e fomos segundo na Geral. Agora vamos andar na classe Pro, a mais forte do Rally, e vamos em busca da vitória. Estamos bem preparados, já estamos andando constantemente entre os primeiros e estamos com um produto que tem potencial para vencer novamente", garante o competidor de 21 anos, que já foi multicampeão em quadriciclos. "Estamos indo com um Maverick XDS, o mesmo que já uso nas provas de Baja, com modificações para esta prova longa. Desenvolvemos bastante ele, não em potência, já que ele é original da Can-Am, mas principalmente no quesito durabilidade, para evitar problemas", disse o grande nome deste ano nos UTV, vencedor de seis provas consecutivas no atual campeonato.

Grande surpresa do último Rally dos Sertões, ao terminar em terceiro na classificação geral dos UTV justamente em seu ano de estreia, Bruno Varela vai contar com a experiência do navegador João Arena e tentará a vitória na classe Super Production. "Nosso foco é a categoria Aspirado. Já fui bem na minha primeira participação no Rally dos Sertões e neste ano espero ir melhor, pois já tenho mais experiência, inclusive no Jalapão, onde andei duas vezes", planeja o atual Campeão Brasileiro de Rally Baja na classe Production e da Polaris Cup. "Vou com o meu Polaris RZR com que venci a última etapa que disputamos pelo Brasileiro. O UTV está bem legal, viemos desenvolvendo ele a um bom tempo e os preparativos estão prontos", contou o jovem de 19 anos. "Vamos tentar fazer um rally com mais calma, para não sofrer nenhum revés durante esses sete dias de rally", considera.

Os 3.143 quilômetros do Rally dos Sertões serão percorridos em sete dias, com 2.341 quilômetros de Especiais e passando pelo temível deserto do Parque Nacional do Jalapão. "O Sertões vai voltar o que era antes, duro, difícil, longo, bem cansativo. Vamos ficar bastante tempo nas Especiais, tem dia que largaremos as 7 horas e chegaremos as 20 horas. Andar 3, 4 dias no Jalapão não vai ser fácil", sentencia Rodrigo Varela. "Será uma prova muito dura, com 74% da quilometragem em trechos cronometrados. Estamos esperando um rally realmente muito difícil, com muita pedra, muito trecho de trial, areia, o Jalapão vai ser realmente um desafio gigantesco. Estaremos numa etapa maratona, em que andaremos mais de 950 quilômetros sem nenhuma manutenção por mecânicos. Tenho certeza que será a prova mais difícil que eu tenha feito", espera Gabriel, vencedor do Baja Jalapão 500 deste ano.

Confira a programação e roteiro do Rally dos Sertões 2016:

Sábado (03/09)
10h às 14h - Prólogo na Cidade Alpha Goiás (Senador Canedo)

04/09 - Etapa 1
Goiânia (GO) - Padre Bernardo (GO)
Deslocamento inicial: 248,43 km
Trecho especial: 111,79 km
Deslocamento final: 4,32 km
Total do dia: 364,54 quilômetros

05/09 - Etapa 2
Padre Bernardo (GO) - Cavalcante (GO)
Deslocamento inicial: 34,27 km
Trecho especial: 374,84 km
Deslocamento final: 9,19 km
Total do dia: 418,3 quilômetros

06/09 - Etapa 3
Cavalcante (GO) - Posse (GO)
Deslocamento inicial: 22,95 km
Trecho especial: 376,41 km
Deslocamento final: 244,12 km
Total do dia: 643,48 km

07/09 - Etapa 4
Posse (GO) - Luís Eduardo Magalhães (BA)
Deslocamento inicial: 14,62 km
Trecho especial: 361,94 km
Deslocamento final: 183,59 km
Total do dia: 560,15 km

08/09 - Etapa 5
Luís Eduardo Magalhães (BA) - Mateiros (TO)
Deslocamento inicial: 35,47 km
Trecho especial: 425,67 km
Deslocamento final: 00 km
Total do dia: 461,14 km

09/09 - Etapa 6
Mateiros (TO) - Ponte Alta (TO)
Deslocamento inicial: 00 km
Trecho especial: 514,98 km
Deslocamento final: 5,97 km
Total do dia: 520,95 km

10/09 - Etapa 7
Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)
Deslocamento inicial: 4,61 km
Trecho especial: 191,54 km
Deslocamento final: 47,46 km
Total do dia: 243,61 km

Notícias

Página inicial