Motor On Line
Notícias-

Rally: irmãos Varela começaram entre os primeiros na UTV no Sertões
Reportagem: João Alberto Otazú
Foto: Sanderson Pereira
Mastermídia
Bruno Varela foi o terceiro na Super Production e seu irmão Gabriel foi sexto na Pro. Rodrigo Varela enfrentou problemas e ficou em 16º na Pro.

O Rally dos Sertões começou pra valer no domingo (04/9), já mostrando que deve ser um dos mais duros de suas 24 edições. E a maior família do off-road nacional já começou a sentir as dificuldades e agruras logo na primeira Especial, disputada entre Goiânia e Padre Bernardo (GO). Gabriel Varela (Can-Am / Blindarte) terminou o dia como o sexto colocado na categoria Pro dos UTV, enquanto o seu irmão mais velho Rodrigo Varela (Can-Am / Blindarte) chegou apenas na 16ª posição na mesma classe, e o caçula Bruno Varela (Polaris One / Motul) foi o terceiro na Super Production.

"O Sertões começou complicado como deve ser. Não foi uma Especial light, foi muito difícil. Toda hora sobe, desce, direita, esquerda, abismo de um lado, abismo de outro. Largamos em segundo achando que não íamos pegar poeira, só que no km 40 alcançamos um quadriciclo que não dava passagem de jeito nenhum. A gente tentava de tudo, mas tinha muito fesh fesh no caminho, que é aquela poeira fininha, tinha trechos em que chegamos a parar quatro a cinco vezes por uns 10 segundos pra esperar a poeira baixar e sair de novo. Realmente foi um dia bem difícil, mas conseguimos terminar. Foi só a primeira etapa, só pra aquecer, mas estamos na briga. Amanhã tem mais e vamos acelerar e encontrar o ritmo da prova", comentou Gabriel Varela, que havia sido o segundo mais rápido no Prólogo, que determinou a ordem de largada.

A primeira etapa começou com um longo deslocamento de 248,43 km, para dar início à disputa em Padre Bernardo, com apenas 111,79 km cronometrados, continuando com um deslocamento final de 4,32 km, completando o total de 364,54 km do dia. "Foi Especial com muito sobe e desce nas montanhas, andando o tempo inteiro com alto sem visão, com muita seca e pó, bastante fesh fesh. Fizemos uma Especial muito boa até faltarem 50 km para acabar, quando chegarmos num quadriciclo que nos deixou debaixo de um pó intenso e sem visão que nos atrasou demais. Mesmo assim conseguimos terminar bem na categoria e agora só basta revisarmos o UTV pra prosseguir amanhã (segunda-feira)", contou Bruno Varela, que foi o pole position da categoria Super Production.

Mais experiente dos três irmãos, e atual Campeão Brasileiro de Rally Baja, Rodrigo Varela sofreu um grande revés logo no primeiro dia. "Talvez por causa do excesso de poeira na região de fesh fesh ficamos sem freio. Como era uma Especial muito perigosa na região de montanhas, com muito abismos, não dava para acelerar tudo e tive que maneirar. Com isto cheguei um minuto atrasado no final da Especial e forfetamos", explicou o acréscimo de três horas em seu tempo, relegando-o à 16ª posição na categoria Pro.

Nesta segunda-feira (05/9) será realizada a segunda etapa, entre Padre Bernardo e Cavalcante (GO), com um total de 418,3 km, sendo que o trecho da Especial cronometrada terá 374,84 km.

Os mais rápidos no primeiro dia na categoria Pro nos UTV foram:

1) Cristiano Batista / Robledo Nicoletti, Polaris RXP 1000, Turbo, 1h44min16s;
2) Enrico Almeida / Alvaro Almeida, Can-Am Maverick 1000, 1h52min04s;
3) Deninho Casarini / Luis Eckel, Can-Am Maverick XDS, 1h52min37s;
4) Henrique Gutierrez / André Munhoz, Yamaha YXZ 1000RSE, 1h52min50s;
5) Elson Cascão II / Elson Oliveira, Polaris RZR 1000, 1h53min15;
6) Gabriel Varela / Gabriel Morales, Can-Am Maverick XDS, 1h54min10s;
16) Rodrigo Varela / Mayckon Padilha, Can-Am MaverickXDS, 2h30min00s.

Os mais rápidos no primeiro dia na categoria Super Production nos UTV foram:

1) Bruno Sperancini / Breno Rezende, Can-Am Maverick, 1h48min57s;
2) Dener Pires / Bernardo Bonjean, Polaris RZR 1000, 1h54s29;
3) Bruno Varela / João Arena, Polaris RZR, 1h55min47s;
4) Adriano Benvenuti /.Ricardonda Rocha, Polaris RZR XP 1000, 1h57min07s;
5) Daniel Costa / Flávio Bisi, Polaris RZR XP, 2h00min55s;
6) G. Lapertosa / Fábio Zeller, Polaris XP 1000, 2h02min05s.

Notícias

Página inicial