Motor On Line
Notícias-

Kart: quebra da bobina tira Gui Figueiredo do pódio do Paranaense
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Divulgação
Quick Comunicação
Piloto sergipano foi à Cascavel se preparar para a Copa Brasil de Kart.

O Kartódromo Delci Damian, em Cascavel, no Oeste do Paraná, já vive o clima da Copa Brasil de Kart. Uma das principais competições do calendário do kartismo nacional será disputada naquele traçado, entre os dias 10 e 15 de outubro. Neste fim de semana, entre os dias 15 e 17, a pista abriu seus portões para o Campeonato Paranaense de Kart, competição que serviu como um "Open" para que pilotos de fora pudessem conhecer os segredos da pista.

Competindo pela categoria Júnior Menor o piloto Guilherme Figueiredo (Banese Card | Maratá | Restaurante Karranca’s | Mini | D. Racing) foi um dos competidores que se destacou bastante na competição. Com o suporte da equipe D. Racing o jovem garoto, que em julho foi o terceiro colocado no Campeonato Brasileiro, aproveitou ao máximo a oportunidade de poder conhecer o kartódromo antes da Copa Brasil e, realmente, deu muitas voltas.

A tomada de tempos foi disputada ainda na sexta-feira e, com o tempo de 44s509 Figueiredo se garantiu na primeira fila do grid da primeira bateria. A primeira corrida do evento ainda foi disputada na sexta-feira e, após uma prova bastante disputada, Guilherme recebeu a bandeirada na sexta colocação. Na segunda bateria classificatória Figueiredo conseguiu se recuperar um pouco e, após muita luta, chegou na quarta posição. Pela soma dos dois resultados o piloto conseguiu assim um lugar para partir na quinta posição da bateria final.

A última e decisiva corrida foi disputada no início da tarde de sábado. Após boa largada Figueiredo pulou para a terceira posição e não demorou muito para assumir a vice-liderança da corrida. Acontece, porém, que na segunda metade da prova seu kart passou a perder muito rendimento. Ele caiu para o terceiro posto, depois para quinto e com 18 voltas completadas foi obrigado a abandonar com a quebra da bobina de seu kart.

"Foi uma boa experiência para Guilherme. O kart dele estava bom, mas, temos alguns detalhes para melhorar que, certamente, nos levarão à luta direta pelo título da Copa Brasil. O objetivo de fazê-lo conhecer a pista e iniciar a preparação para a Copa foi alcançado. Caso a bobina não tivesse quebrado, certamente, Gui estaria no pódio", comentou Thiago Figueiredo, pai do piloto.

Notícias

Página inicial