Motor On Line
Notícias-

Nelsinho Piquet motivado para abertura da Fórmula E em Hong Kong
Reportagem: Luís Ferrari
Foto: José Mario Dias
Primeiro campeão mundial da categoria vê evolução na equipe NextEV e projeta disputar pontos ao longo do ano.

Depois de brilhar na temporada inaugural da FIA Fórmula E, sendo o último piloto confirmado no grid e o primeiro campeão com os carros todos idênticos, Nelsinho Piquet sofreu com o carro #1 na temporada dois. Agora, para a abertura da temporada três, que tem início na madrugada de domingo com o ePrix de Hong Kong, o brasiliense espera voltar a figurar no top10 da única categoria global para carros 100% elétricos.

Nelsinho vai pilotar nesta temporada o carro #3 e segue com a equipe NextEV, que vai para a terceira temporada muito mais internacional que em seu tempo de China Racing.

O time se reforçou com mecânicos e engenheiros de quilometragem acumulada nas maiores categorias equipes do mundo. O estafe conta com profissionais de seis nacionalidades distintas, que tiveram dias muito produtivos de treinos na pré-temporada realizada em Donington Park.

“Estou muito otimista em voltar a brigar pelos pontos na Fórmula E. Depois de uma temporada inesquecível com as vitórias em Long Beach e Moscou e a conquista do título, sofremos com um carro muito pesado na temporada 2. Aprendemos muito e conseguimos evoluir bem o equipamento para a terceira temporada. Sei que teremos concorrência fortíssima e ainda passaremos por um período de adaptação com tanta gente nova no time. Mas nossa meta é brigar pelos pontos ao longo da temporada e, quando a pista for favorável, lutar pelo top5”, avalia o primeiro campeão mundial da categoria. Ele novamente terá o britânico Oliver Turvey como companheiro.

Nesta temporada, a Fórmula E terá no grid 20 competidores, de 11 nacionalidades diferentes. Com a saída de Bruno Senna da categoria, resta ainda outro piloto brasileiro além de Piquet Jr.

O pacote técnico da temporada 3 segue muito parecido com o da segunda, em termos de desenvolvimento. Cada time segue encarregado de desenvolver seu próprio “power train” –a unidade motriz, composto de motor elétrico, sistema de transmissão e transformador. Os carros da categoria ganharam um novo volante, pneus Michelin mais leves e aderentes e nova asa dianteira.

O regulamento desportivo segue praticamente idêntico –a única novidade é a redução da pontuação bônus pela melhor volta, caindo de dois pontos para apenas um.

O campeonato terá 12 corridas até julho de 2017, passando por dez cidades diferentes (as últimas duas recebem rodadas duplas). Cinco praças farão sua estreia na Fórmula E: Hong Kong, Marrakesh (a primeira corrida em solo africano), Bruxelas, Nova York e Montreal. Presente no calendário da temporada 1 e ausente na passada, Mônaco retorna. Na América Latina, Punta del Este deixou o calendário, mas Buenos Aires e a capital mexicana permanecem.

“Fico contente com mais pistas inéditas”, frisou Nelsinho. “Acho que foi um dos nossos diferenciais na primeira temporada, pois conseguia pegar o estilo das pistas novas antes dos adversários e era possível tirar alguma vantagem disso. Espero que seja assim de novo, já a partir de Hong Kong.”

A primeira jornada da temporada três será exibida para o Brasil pelos canais FoxSports, a partir das 4h30 da madrugada de sábado para domingo.

Notícias

Página inicial