Motor On Line
Notícias-

Kart: Maia / Morgatto e Fabris time mais jovem das 3 Horas San Marino
Reportagem: Erno Drehmer
KGCom
Prova será em Paulínia (SP) nos dias 11 e 12 de novembro.

Com cerca de 25 equipes de várias partes do Brasil, o Kartódromo San Marino, em Paulínia (SP), receberá nos dias 11 e 12 de novembro as 3 Horas San Marino, uma grande festa no kartismo do interior de São Paulo. Dentre os diversos pilotos que estarão presentes, três deles se destacam por várias razões.

Jovens e talentosos, João Pedro Maia, Matheus Morgatto e Nicolas Fabris integrarão a equipe Usinoso e enfrentarão grandes feras do kartismo nacional, como Alain Sisdeli, Bruno Lima e Olin Galli, dentre vários campeões brasileiros. Com idade entre 11 e 12 anos, o trio de pilotos do Estado de São Paulo formará certamente a equipe mais jovem dentre todas.

Mas não será apenas a pouca idade um dos motivos que destacam Fabris, Maia e Morgatto. Os três, que competem regularmente na Júnior Menor, com karts de 125cc, já carregam um bom currículo. Matheus Morgatto recentemente sagrou-se campeão da Copa Brasil em sua categoria, enquanto Nicolas Fabris foi o campeão brasileiro da Cadete em 2015. João Pedro Maia, por sua vez, foi destaque na Cadete na temporada passada (dentre outras vitórias destaca-se a que obteve na preliminar das 500 Milhas) e vem se firmando como uma das belas revelações da Júnior Menor este ano, com vitórias e pódios.

"Será uma experiência muito interessante para os três pilotos", analisa Roger Munerato, da Scuderia 200, equipe que atende João Pedro Maia regularmente. "Eles normalmente são adversários ferrenhos e leais e agora terão que desenvolver um trabalho em conjunto para alcançarem o que buscam de forma individual, ou seja, a vitória", completa o preparador.

Acostumados a competir em provas de muito curta duração, algo em torno de 15 a 20 minutos, João Pedro Maia, Matheus Morgatto e Nicolas Fabris conduzirão um kart de menor potência e até mesmo de uma guiada um pouco diferente. E dividirão a pilotagem em períodos bem maiores do que estão acostumados.

"Ainda que o kart tenha um motor menos potente, ele é mais pesado e o tempo de pilotagem de cada um será maior do que o normal", conta Munerato. "Mas eles estão se preparando para isso e, com o talento que têm, certamente se acostumarão de forma rápida. Em resumo, temos certeza de que eles serão competitivos e poderão lutar pela vitória, ainda quem tenham adversários respeitados e mais experientes", finaliza.

Notícias

Página inicial