Motor On Line
Notícias-

Kart: João Matos fará sua estreia na categoria internacional
Reportagem: Flávio Quick / Fabíola Cadar
Foto: Flávio Quick
Quick Comunicação
Em ano de grande crescimento, piloto foi convidado para disputar o SKUSA, em Las Vegas.

A temporada 2016 do kartismo no Brasil está chegando ao fim. Depois de muitas competições e disputas memoráveis as competições estaduais, em sua maioria, estão a apenas uma rodada de conhecer os seus campeões do ano.

Em um ano de muitas corridas e, acima de tudo, grande acúmulo de quilometragem, o piloto mineiro João Matos conseguiu se destacar como uma das grandes promessas do kartismo em Minas Gerais. De forma muito tranquila, mas, extremamente focada o piloto foi um dos que mais treinou e competiu em 2016.

Com duas equipes técnicas como base, uma em São Paulo e outra, em Belo Horizonte, Matos não passou uma semana sequer do ano sem ter treinado pelo menos um dia e, com isso, os resultados não demoraram a aparecer. Primeiro veio o título do Campeonato Mineiro, depois o pódio no TOP KART Brasil e no Paulista. Já no segundo semestre foi a vez dele surpreender a todos e, na pista molhada de Cascavel, chegar ao pódio da Copa Brasil de Kart. Finalmente, na última semana, o mineiro voltou ao pódio, desta vez na Copa São Paulo Light de Kart.

O crescimento técnico de João tem chamado bastante a atenção de todos e, por isso mesmo, ele foi convidado por André Nicastro e Bruno Fusaro para compor o quadro da equipe NF Sports no SKUSA - Supernationals 2016. A competição, que tem neste ano a sua 20ª edição, é a maior competição do kartismo mundial e tradicionalmente reúne cerca de 600 pilotos para o evento de uma semana na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos.

Surpreso, como não poderia deixar de ser, o piloto prontamente aceitou o convite e, deste modo, ele estará defendendo as cores do Brasil na categoria X30 Júnior, uma das mais difíceis e povoadas da competição.

"Realmente eu não esperava que, com apenas um ano de kart, eu já estivesse acumulando os resultados que tenho conseguido neste ano. Temos feito um investimento tanto financeiro como de tempo muito grande e, graças a Deus, as coisas tem acontecido até mais rápido do que poderíamos imaginar. Agradeço muito aos ensinamentos que tenho recebido do Jeison na parte de telemetria e do próprio Nicastro, ensinando todas as manhas. Eles, junto com o Felipe e o Mazinho, meus chefes de equipe, que são realmente os responsáveis pelas minhas conquistas. Chego em Las Vegas sem nenhum compromisso de resultado, mas, com a minha garra e vontade de sempre aprender mais", comentou o piloto de 12 anos.

Notícias

Página inicial