Motor On Line
Notícias-

Stock Car: para pilotos Shell estreia em MG deve ter prova movimentada
Reportagem: RF1
Foto: Carsten Horst
Átila Abreu e Ricardo Zonta destacam que prova deve ter muitas escapadas de pista e várias intervenções do safety car, criando diversas possibilidades de estratégias.

A estreia da Stock Car em Minas Gerais, amanhã, em Curvelo, deve ser marcada por uma rodada dupla bastante movimentada segundo a análise de dois experientes pilotos da categoria: Átila Abreu e Ricardo Zonta, dupla da equipe Shell Racing.

"Pelo que vimos nos treinos, pode ser a corrida com mais safety-car no ano. Temos que fazer as contas de consumo de combustível, mas pode ser possível terminar sem reabastecer novamente. Em Goiânia já conseguimos, então aqui pode ser possível também", diz Átila, que largará na oitava fila, após registrar o 15º melhor tempo. A estratégia de poupar combustível e não parar na segunda corrida foi decisiva para garantir a vitória do piloto da Shell Racing na última etapa da Stock Car, disputada em Goiás.

"A corrida deve ser movimentada e muito desgastante, então temos que estar preparados para as adversidades e saber entender direito a corrida. A pista é muito longa e os pilotos não têm muito tempo para descansar, então vai ser bastante exigente tanto da parte física quanto do equipamento. Com pouca área de escape, vai ser também uma corrida mentalmente desgastante", completa.

Zonta larga na nona fila, após fazer hoje o 18º melhor tempo. "Não foi o resultado que a gente esperava, ainda mais porque ficamos ontem entre os cinco melhores no treino livre. As condições de pista mudaram e não conseguimos evoluir o ajuste. Em todo caso, sabemos que com pneus usados temos um carro rápido e, com uma prova bem movimentada e com muito safety car, teremos condições de fazer uma prova de recuperação e sair de Curvelo com bons resultados", diz Zonta.

A penúltima etapa da Stock Car será amanhã, com largada às 13h, com transmissão ao vivo do Sportv.

Classificação:

1-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - 1min51s282
2-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - 1min51s620
3-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - 1min51s644
4-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) - 1min51s878
5-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) - 1min51s936
6-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) - 1min51s957
7-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) - 1min52s021
8-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - 1min52s060
9-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) - 1min52s063
10-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - 1min52s131
11-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - 1min52s133
12-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - 1min52s160
13-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) - 1min52s344
14-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) - 1min52s368
15-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - 1min52s385
16-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) - 1min52s386
17-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) - 1min52s399
18-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - 1min52s494
19-) 8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) - 1min52s520
20-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) - 1min52s539
21-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) - 1min52s671
22-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) - 1min52s698
23-) 117 Guilherme Salas (RZ Motorsport) - 1min52s701
24-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) - 1min52s994
25-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) - 1min53s009
26-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) - 1min53s036
27-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) - 1min53s063
28-) 9 Guga Lima (TMG Racing) - 1min53s396
29-) 99 Xandynho Negrão (Cavaleiro Sports) - 1min53s967

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 64 aeroportos, possui 63 terminais de distribuição e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.800 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Notícias

Página inicial